Tamám Shud. Exumação de corpo pode resolver um estranho mistério com 70 anos

As autoridades da Austrália aprovaram uma exumação do corpo de Tamám Shud – ou “Homem de Somerton” – e, em breve, o mistério de 70 anos pode estar resolvido.

Em 30 de novembro de 1948, vários casais na praia de Somerton Park, em Adelaide, na Austrália, viram um homem desconhecido com um fato caído contra uma parede numa posição incomum. Os seus movimentos faziam parecer que estava bêbado, segundo um um casal que o testemunhou, enquanto outro casal acreditava que estava a dormir.

Na manhã seguinte, uma das testemunhas, chamado John Lyons, voltou à praia, onde encontrou o homem na mesma posição. Desta vez, Lyons inspecionou a cena mais de perto e percebeu que o misterioso homem estava morto.

A polícia determinou que tinha morrido nessa madrugada, pouco depois das 2h da manhã.

Encontrar um corpo numa praia não é incomum, mas, à medida que surgiam novos detalhes, o caso tornava-se cada vez mais estranho.

Em primeiro lugar, explica o IFLScience, o homem, que deveria estar na casa dos 40 anos, tinha sinais de envenenamento. O seu baço estava aumentado e o seu fígado inchado de sangue. No estômago, o patologista encontrou ainda mais sangue, sugerindo que havia sido envenenado.

No entanto, testes repetidos várias vezes não encontraram evidências de quaisquer venenos conhecidos.

O sangue acumulado na parte de trás da sua cabeça sugeria que o seu cadáver estava deitado de costas há algum tempo, antes de ser apoiado quando foi encontrado, com um cigarro encontrado no seu colarinho como se tivesse caído da sua boca.

As suas roupas também eram estranhas. Todas as etiquetas tinham sido cortadas cuidadosamente – exceto uma no bolso das calças, que foi cuidadosamente reparada com uma linha laranja incomum.

Além disso, não foi encontrado nada que pudesse identificar o homem.

Sem pistas, foi levada a cabo uma extensa busca pelos seus pertences em janeiro do mês seguinte, eventualmente encontrando uma mala. Dentro havia roupas, etiquetadas como Kean e T. Keane, bem como alguns outros objetos diversos e linha laranja que combinava com a linha usada para consertar as calças do homem.

A única pista extra na mala era um casaco costurado com um ponto de pena usado na América – mas não na Austrália -, embora isso também tenha levado a um beco sem saída quando tentaram identificá-lo usando os registos da imigração.

Em seguida, foi feito um reexame do corpo. O patologista John Cleland descobriu um pequeno bolso costurado na sua cintura, que continha um pequeno pedaço de papel com as palavras “Tamám Shud” – “acabou”, em persa – impresso numa caligrafia anormalmente sofisticada.

Esta palavras surgiam no final de um livro popular na época, o “Rubaiyat de Omar Khayyam”.

Sem outras pistas, a polícia procurou o livro de onde essas duas palavras tinham sido arrancadas, que apareceu em julho daquele mesmo ano. Um morador local encontrou a cópia no seu carro no mês de dezembro, que estava estacionado perto da praia de Somerton. Quando soube da campanha para encontrar o livro e verificou a página final.

Numa reviravolta final, encontrada em marcas fracas na página, estava um criptograma, que, até hoje, ainda não foi decifrado.

Mistério prestes a ser resolvido?

Agora, depois de anos de esforços de investigadores amadores e profissionais, o mundo pode estar perto de finalmente obter algumas respostas.

A Polícia da Austrália do Sul aprovou a exumação do corpo para encontrar respostas.

“Finalmente, este caso, que foi estudado, investigado e seguido durante mais de 70 anos, será reexaminado e, com sorte, muitas das questões que cercam a sua vida enigmática serão respondidas”, disse Vickie Chapman, a procuradora-geral que aprovou o exumação, em declarações à ABC News.

O ADN do corpo vai ser comparado a potenciais parentes vivos e bancos de dados genealógicos – embora a equipa que conduz os testes enfrente o desafio extra de que o cadáver tem mais de 70 anos e foi embalsamado, o que pode danificar o ADN.

O corpo foi lacrado com betão em caso de necessidade de exumação e será devolvido ao seu lugar de descanso após a realização dos testes.

Até 1978, flores eram deixadas no túmulo em intervalos estranhos, embora ninguém saiba por quem eram deixadas ou se tinham uma ligação pessoal com o homem desconhecido.

Ainda não está marcada a data para a exumação, mas deverá ser realizada no futuro próximo.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …