Suspensos novos registos de alojamento local no centro histórico do Porto

Os novos registos de alojamento local em áreas de contenção no centro histórico e na freguesia do Bonfim, no Porto, ficaram, a partir de quarta-feira, suspensos, depois de ter sido publicado o edital que decreta a sua suspensão.

Num comunicado na sua página oficial, o município anunciou que esta suspensão tem efeitos práticos a partir de quarta-feira, aplicando-se em zonas de contenção, “maioritariamente localizadas no Centro Histórico, e, em menor grau, na freguesia do Bonfim”, noticiou o Sapo 24, citando a agência Lusa.

O edital que decreta a suspensão da autorização de novos registos de alojamento local nestas áreas foi publicado na terça-feira, sendo que a decisão vigora pelo prazo máximo de seis meses, prorrogável por igual período, ou até à entrada em vigor do Regulamento de Alojamento Local, que vai entrar em discussão pública, durante 45 dias úteis.

A autarquia salientou que “o crescimento do Alojamento Local (AL) na cidade exigiu, de resto, uma aprofundada reflexão da Câmara do Porto, que encomendou um estudo sobre a matéria à Universidade Católica”, onde se concluiu, por exemplo, “a oferta de nova habitação permanente acompanhou a criação de AL na cidade”.

Comparativamente a Lisboa, onde há zonas que atingem 25% de pressão, no Porto, “a maior parte do território aponta para valores na ordem dos 5%”, apresentando “somente” na Baixa “um elevado grau de concentração, em que a pressão corrente do AL é pelo menos o dobro do valor observado para a cidade como um todo”.

A proposta de suspensão de novos registos de AL “em zonas de contenção”, por um período de seis ou até à conclusão do Regulamento do Alojamento Local, foi aprovada, por unanimidade, na sessão extraordinária da Assembleia Municipal de 16 de julho, onde o presidente da União de Freguesias do Centro Histórico, António Fonseca, denunciou o “caos” provocado pelo AL “paralelo” na freguesia.

“Acho que, neste momento, o que nos está a preocupar mais, não é propriamente os que estão licenciados, é as camas paralelas. (…) Neste momento há um número elevado de camas paralelas a funcionar como Alojamento Local e acho que é aqui que devemos ter alguma cautela. É esse alerta que eu faço, para não pagar o justo pelo pecador”, defendeu.

Para o autarca, “a fiscalização é fundamental”, até porque, reiterou “o caos, neste momento, não é nos que estão licenciados, mas nos que não estão licenciados”.

Na reunião de 10 de julho, aquando da aprovação desta suspensão, o vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, tinha já explicado que esta medida vai vigorar em áreas onde há um nível de pressão do AL acima dos 50%, como é o caso das freguesias do Centro Histórico e do Bonfim.

Durante a sua intervenção, aquele responsável apontou, como exemplo, as ruas da Alfândega, Lóios, Mouzinho da Silveira, Flores, Aliados, Santa Catarina e rua do Almada, como locais onde esta suspensão vai vigorar e onde o nível de pressão encontra-se acima dos 50%.

Segundo o vereador há ainda algumas zonas fora do casco histórico que apresentam valores elevados, como é o caso da Rua da Boavista, Aníbal Cunha e da Praça Pedro Nunes.

No regulamento, as Zonas Turísticas Condicionadas, onde estas ruas se inserem, subdividem-se em três zonas: Área de Contenção Condicionada (pressão do AL igual ou superior a 50%); Áreas de Contenção Preventiva (igual ou superior a 37,5% e inferior a 50%) e Áreas de Contenção Transigente (igual ou superior a 25% e inferior a 37,5%).

No primeiro caso, os novos registos são atribuídos pelo prazo de dois anos, prazo que vai sendo aumentado à medida que “diminui a pressão do AL”. Já para as “Áreas de Contenção Preventiva”, as licenças são atribuídas pelo período de quatro anos, e por seis anos em “Áreas de Contenção Transigente”.

Foram ainda definidas Zonas Turísticas de Exploração Sustentável, que correspondem a zonas cujo indicador de pressão do AL é inferior a 25%.

“A lógica aqui é aumentar o período de exploração quando caminhamos para o verde e reduzir à medida que vamos caminhando para o vermelho”, explicou, à data, o vereador Ricardo Valente.

Na mesma reunião, foi ainda conhecida a proposta de Regulamento do Alojamento Local do Porto que deve estar “fechado” entre dezembro e janeiro de 2020.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dezenas de corpos de vítimas de covid-19 encontrados nas margens do rio Ganges

Ciclone Tauktae faz pelo menos 33 mortos na Índia (e paralisa vacinação contra covid-19)

Pelo menos 33 pessoas morreram e quase cem estão desaparecidas devido ao impacto do ciclone Tauktae, que atingiu esta terça-feira a Índia, país que registou o maior número de mortes diárias provocadas pela covid-19 no …

Cientistas criam dispositivos de testagem que produzem resultados em tempo recorde

Cientistas criaram dispositivos que permitem detetar infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 num segundo ou em menos de 30 minutos, conforme a técnica usada, revelam dois estudos distintos divulgados esta terça-feira na imprensa da especialidade. Investigadores das …

CP está a vender bilhetes com 80% de desconto

A CP tem uma nova campanha, que entra em vigor esta terça-feira, através da qual disponibiliza cerca de 17.920 viagens com descontos até 80% nos comboios intercidades. De acordo com o jornal Público, os bilhetes abrangidos …

Mais de 40 pessoas, quase todas crianças, no hospital de Beja com vómitos

Um total de 35 crianças e seis adultos oriundos de diversas escolas do concelho de Beja deram esta terça-feira entrada no Hospital José Joaquim Fernandes, naquela cidade alentejana. A notícia foi avançada por fonte hospitalar, que …

Novo Banco. "Não era um banco bom, foi preciso fazer dele um bom banco", diz Centeno

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, afirmou esta terça-feira que o Novo Banco “não era um banco bom” e “foi preciso fazer dele um bom banco”, recordando o “legado do BES” que marca …

Ensino superior com vagas especiais para lusodescendentes

O Governo alargou o contingente especial de acesso ao ensino superior dirigido a emigrantes e seus familiares permitindo que, no próximo ano letivo, se possam candidatar todos os lusodescendentes, de nacionalidade portuguesa e residentes no …

Países admitem criação de lotaria europeia do património

A ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca, disse esta terça-feira que os Estados-membros da União Europeia (UE) admitem a criação de uma lotaria europeia do património, como a que arranca hoje em Portugal, para angariar …

Costa pede fim dos ataques de Israel a enclaves palestinianos

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje o fim dos ataques de Israel aos enclaves palestinianos na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, para que se possa regressar a um caminho em que “a paz seja …

Taxa de vacinação completa no distrito de Bragança superior à média nacional

A taxa de vacinação completa contra a covid-19 no distrito de Bragança é superior à média nacional, com 19,3% da população com duas doses, enquanto no país o valor é de 13,5%, segundo dados oficiais. A …

Praias. Regras mais apertadas e multas já a partir de amanhã

A partir desta quarta-feira, entra em vigor o decreto de lei que regula o acesso, a ocupação e a utilização das praias no contexto da pandemia. Quem não cumprir as regras está sujeito a coimas …