Suspeito de violação viveu cinco anos como falso refugiado (e chegou a receber apoios do Estado)

JSM / APAV

O homem, natural de Marrocos, terá usado identidade para pedir proteção em Portugal. O Ministério Público (MP) acusa-o agora de violação.

O cidadão marroquino está a ser acusado pelo Ministério Público de ter violado uma sem-abrigo, em Lisboa, noticia o Jornal de Notícias.

O homem viveu cinco anos em Portugal com uma falsa identidade, sendo reconhecido como refugiado sírio, tendo até beneficiado de ajudas do Estado. A sua falsa identidade só foi descoberta quando já se encontrava preso pelo alegado crime sexual.

Segundo o MP, quando chegou a Portugal, em 2015, M.Z., de 34 anos, disse que chamar-se Mussa Ikli, e referiu ter nacionalidade síria. Assim, conseguiu entrar no circuito burocrático do apoio a refugiados e conseguir uma vida nova, apoiada com subsídios mensais do Estado português.

Apenas foi necessário dar entrada com um pedido de proteção internacional para lhe ser concedida uma “autorização provisória para permanência em território nacional” – que foi sucessivamente renovada.

Com uma nova identidade, o marroquino instalou-se em Lisboa, sendo que, mais tarde, acabou por se tornar suspeito de ter violado uma sem-abrigo. O crime terá sido cometido em abril de 2020.

De acordo com o MP, a mulher foi abordada junto ao Teatro D. Maria II, enquanto pedia comida a quem passava.

O suspeito ter-se-á oferecido para a ajudar, orientando a mulher para o local onde costumava pernoitar – com a promessa de lhe dar comida.

No local, indica o MP, a sem-abrigo teve acesso a alguns alimentos, mas após a refeição terá sido abusada sexualmente e ameaçada com uma faca.

A investigação da Polícia Judiciária resultou na emissão de mandados de detenção, em nome de Ikli, a única identidade conhecida das autoridades.

Em dezembro, a PSP localizou-o e a PJ acabou por conseguir deter o homem. Dois dias depois, quando foi levado perante um juiz para aplicação de medidas de coação, voltou a identificar-se com o nome falso.

Em prisão preventiva, o marroquino foi agora acusado de um crime de violação, quatro de falsificação de documentos e três de falsas declarações.

O procurador responsável pela acusação considera que há indícios da prática de crimes de falsificação de documento, burla qualificada e burla tributária relacionados com o apoio monetário atribuído pelo Estado ao marroquino, com base na identidade falsa.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Provedor da Santa Casa sob suspeita. Renda com desconto, gastos e bolsa investigados

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu documentos e computadores ao provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Edmundo Martinho, e à professora Maria da Luz Cabral. Em causa estarão suspeitas relacionadas com despesas, uma …

O empresário John Textor

FC Porto tenta desviar John Textor. Empresário só quer o Benfica

John Textor foi abordado várias vezes nos últimos meses por intermediários alegadamente com ligações ao FC Porto, que procuravam levar o empresário a investir na SAD azul e branca. Mas o empresário assegura que, em …

Biden adia publicação de arquivos sobre assassinato de John F. Kennedy

A Casa Branca informou esta sexta-feira que irá adiar a publicação de documentos confidenciais relacionados com o assassinato do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. O atual presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou em comunicado que …

Dirigente da Al-Qaida abatido na Síria em ataque com drone

O exército norte-americano anunciou esta sexta-feira ter abatido um dirigente do grupo extremista Al-Qaida, num ataque com 'drone' na Síria. "Um ataque aéreo norte-americano realizado esta sexta-feira no noroeste da Síria matou o dirigente da Al-Qaida …

"Venezuelização" do país. Governo arrasado pelos descontos para os combustíveis no IVAucher

O anúncio do Governo de um desconto de 10 cêntimos por litro de combustível abastecido, através do programa IVAucher, está a ser duramente criticado por muitos portugueses. E há até quem fala na "venezuelização" do …

covid, Lisboa

Plano da DGS avança os três cenários que podem levar a novo confinamento

A Direcção-Geral da Saúde publicou o plano de combate à pandemia para este Outono / Inverno com base em três cenários. O surgimento de uma nova variante com características que permitam a evasão do vírus …

A tábua babilónica que se descobriu ter a representação de um fantasma.

Tábua babilónica tem a mais antiga figura de um fantasma (e explica como livrar-se dele)

Foi oficialmente descoberta a representação mais antiga de um fantasma numa tábua de argila babilónica com 3.500 anos, que estava guardada no Museu Britânico, em Londres. A ilustração estava no museu desde o século XIX, mas …

Eleições ou continuar a governar se o OE chumbar? "Estou preparado para tudo".

O primeiro-ministro disse esta sexta-feira estar preparado para continuar a governar, mesmo que o Orçamento para 2022 chumbe, mas adiantou que respeitará se o Presidente da República tiver um entendimento diverso e convocar eleições antecipadas. Esta …

A humanidade sobreviveu a cinco apocalipses. E está preparada para mais

Nos últimos meses, a atenção mediática tem recaído sobre temas como pandemias, vulcões, sismos e outras catástrofes a que, não sendo novidades, a humanidade tem vindo a sobreviver de forma quase inexplicável. Pandemias, vulcões, sismos, cheias …

OE. Costa promete salário mínimo de 850 euros em 2025 e aumento de pensões em janeiro

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta sexta-feira que é intenção do Governo elevar o salário mínimo aos 850 euros em 2025 e aumentar o mínimo de existência no próximo ano, isentando de IRS …