Supremo espanhol mantém ex-vice-presidente catalão na prisão

O Tribunal Supremo espanhol decidiu, esta sexta-feira, em Madrid, que o ex-vice-presidente do Governo catalão deve continuar na prisão, visto haver riscos de reincidir nos delitos em que é investigado, entre eles o de rebelião.

Os três magistrados que estudaram o recurso de Oriol Junqueras, que pedia a sua libertação, decidiram por unanimidade que devia continuar na prisão durante a fase de instrução do processo.

O Supremo Tribunal manteve assim a medida de coação de prisão provisória que foi aplicada anteriormente pela Audiência Nacional, um tribunal especial que já tinha tomado essa medida e que tanto o Ministério Público como a acusação popular apoiam.

Ainda em fase de instrução, o Supremo mantém detidos todos os separatistas que ainda não se distanciaram do objetivo de criar uma República independente de Espanha através de um processo que vai contra a Constituição.

O ex-presidente do Governo catalão, Carles Puigdemont, considerou que os detidos, entre eles Junqueras, “já não são presos políticos”, mas sim “reféns”.

“As urnas falaram três vezes inequivocamente”, considerou, através de uma mensagem no Twitter, acrescentando que os independentistas detidos provisoriamente na região de Madrid “já não são presos políticos, são reféns”.

Desde Bruxelas, onde está refugiado, o ex-presidente também afirmou que “há um conflito por resolver entre a Catalunha e Espanha”, insistindo que os independentistas “apostaram sempre na via pacífica e de diálogo”.

Os partidos independentistas conseguiram manter, na sequência das eleições realizadas em 21 de dezembro de 2017, a maioria dos deputados no parlamento regional da Catalunha, estando a tentar formar um novo Governo regional com os dirigentes demitidos anteriormente.

A consulta eleitoral foi convocada pelo chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, no final de outubro, no mesmo dia em que decidiu dissolver o parlamento da Catalunha e destituir o executivo regional por ter dirigido o processo para declarar unilateralmente a independência da região.

Rajoy convocou para 17 de janeiro a primeira sessão do parlamento regional da Catalunha, tendo o primeiro debate de investidura do novo presidente da Generalitat que se realizar até 31 de janeiro e a votação no dia seguinte.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes juízes têm vistas curtas. Só veem a questão do ponto de vista judicial, constitucional, central.
    Em Barcelona, outro galo canta: a questão é política, histórica cultural. Os presos são políticos e não cometeram qualquer crime. Defendem a ideia de independência e passaram-na unilateralmente à prática visto que o governo central recusa qualquer diálogo sobre a matéria e a Constituição os mantém amarrados de pés e mãos, proibindo o referendo.
    Como se sai disto? Eu não sei. Perguntem aos juízes…

RESPONDER

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …