Supremo confirma pena de 21 meses de prisão a Messi

O Tribunal Supremo espanhol confirmou, esta quarta-feira, a pena de 21 meses de prisão para o jogador do Barcelona e para o pai por delito fiscal.

Segundo o El Mundo, o Tribunal Supremo espanhol confirmou hoje a condenação imposta a Leonel Messi e ao seu pai, Jorge Horacio Messi, por delito fiscal. O craque argentino foi condenado, em julho do ano passado, a uma pena de 21 meses de prisão, e o progenitor acabou por ver a sua pena reduzida para 15 meses. O jogador do Barcelona e o pai também foram multados num total de 3,7 milhões de euros.

Em causa está o facto de os dois familiares terem escondido 4,1 milhões de euros relativos a direitos de imagem ao Estado espanhol em 2007, 2008 e 2009, através de uma estrutura de empresas em paraísos fiscais.

Logo depois da condenação, o jogador do Barcelona recorreu da sentença. Messi defendeu-se dizendo que “só jogava futebol” e que “assinava os contratos porque confiava no pai e nos advogados que tinha para tratar dessas coisas”.

De acordo com a decisão do Supremo, o jogador do Barça conhecia “inequivocamente” a sua obrigação de tributar os benefícios conseguidos com a exploração dos seus direitos de imagem.

Apesar da decisão do Supremo, os dois podem facilmente escapar à prisão porque em Espanha as penas inferiores a dois anos não são habitualmente cumpridas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pelos menos 12 das 24 regiões da Venezuela estão novamente às escuras

Pelo menos 12 dos 24 Estados da Venezuela estão novamente às escuras, devido a um apagão que ocorreu pouco depois das 11 horas locais de terça-feira e que afetou também a cidade de Caracas. Além da …

Há 400 processos em Tribunal contra o Banco de Portugal por causa do BES

Cerca de 400 processos correm atualmente nos tribunais a colocar em causa as decisões do Banco de Portugal no âmbito da resolução do BES, segundo fonte ligada aos processos. Os processos dizem respeito às decisões do …

Portugal é um dos 12 países que mais vão encolher nos próximos 80 anos

Há muito que nos habituámos a pensar que somos 10 milhões. Mas os nossos netos e bisnetos vão pensar em Portugal como o país dos seis milhões de habitantes. De acordo com as projeções das Nações …

Rebelião no PSD-Açores. "O partido não começa nem acaba com Rio"

Depois de João Mota Amoral figurar no oitavo lugar da lista da direção nacional do partido às europeias, o PSD-Açores confirmou que não vai fazer campanha. Além disso, Sabrina Furtado, secretária geral do PSD-Açores garante …

Vídeos da Momo causam pânico no Brasil

Pais e mães angustiados debateram intensamente, durante os últimos dias, vídeos infantis que teriam sido "invadidos" pela temida personagem Momo que, supostamente, ensinariam as crianças a usar objectos cortantes em casa para praticarem actos suicidas. Grupos …

Madeira chega a acordo com enfermeiros na recuperação do tempo de serviço

O governo regional da Madeira chegou a acordo com os enfermeiros. O pagamento da verba correspondente aos anos em que o tempo de serviço destes profissionais esteve congelado começa já em maio e prolonga-se até …

Entre a "revolução" e a "bomba eleitoral", Costa amuou

A redução no preço dos passes sociais, que está a ser apontada pelo PSD como uma "bomba eleitoral" do Governo socialista, marcou o debate quinzenal no Parlamento, com António Costa a defender-se, notando que a …

Centeno atira-se ao CDS e acusa-o de "aproveitamento político"

O Ministro das Finanças, Mário Centeno, respondeu ao pedido de audição do CDS a propósito dos impostos europeus e aproveitou a oportunidade para atacar os centristas. Mário Centeno enviou uma carta ao Parlamento, nomeadamente à Secretaria …

PSD acusa Governo de baixar preços dos passes sem ter os transportes

O PSD acusou hoje o Governo de apresentar a redução dos preços dos passes apenas para Lisboa e Porto e sem aumentar os transportes, com o primeiro-ministro a responder que os sociais-democratas são simplesmente contra …

Venezuela, promessas e (muitos) elogios: Trump e Bolsonaro foram feitos um para o outro

Não faltaram sorrisos, elogios nem promessas de cooperação. Os Presidentes das duas maiores economias da América concentraram as atenções na Venezuela. Enquanto Trump prometeu dar apoio à entrada do Brasil na OCDE e na NATO, …