Messi condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal

Diego Azubel / EPA

-

O futebolista Lionel Messi foi condenado esta quarta-feira a 21 meses de prisão por fraude fiscal entre 2007 e 2009.

De acordo com vários meios de comunicação da Catalunha, citados pelo jornal espanhol El País, o Tribunal de Barcelona condenou a avançado do Barcelona e o seu pai, Jorge Horacio Messi, a um ano e nove meses de prisão.

O jogador e o pai, também multados num total de 3,7 milhões de euros, deverão escapar à cadeia, uma vez que em Espanha as penas inferiores a dois anos de prisão não são habitualmente cumpridas.

Ambos estavam acusados de evasão fiscal por ter escondido 4,1 milhões de euros ao Estado espanhol, através de uma estrutura de empresas em paraísos fiscais.

No início de junho, em audiência no Tribunal de Barcelona, o avançado internacional argentino tinha afirmado que nunca tomou uma decisão legal ou tributária sobre o seu património.

Eu só jogava futebol. Assinava os contratos porque confiava no meu pai e nos advogados que tínhamos para tratar dessas coisas”, justificou Lionel Messi, eleito este ano uma vez mais Bola de Ouro da FIFA.

O Ministério Público pedia uma pena de 22 meses de prisão para o avançado do FC Barcelona e o pai pelo desvio de 4,1 milhões de euros da autoridade tributária espanhola, referentes a 10,1 milhões de euros em direitos de imagem que foram recebidos durante os anos fiscais de 2007, 2008 e 2009.

O Fisco espanhol, por outro lado, pretendia que Jorge Messi fosse condenado a 18 anos de prisão, mas que o processo contra o internacional argentino fosse arquivado, por considerar que o melhor futebolista mundial em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015 não teve conhecimento da fraude.

Fraude fiscal

A 10 de junho de 2015, o tribunal de Barcelona decidiu manter Messi indiciado dos crimes de fraude fiscal, que foram assumidos perante o juiz de instrução pelo pai e representante do jogador do clube campeão espanhol.

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade tributária, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, entre 2007 e 2009.

Na audiência de 2 de junho, e à semelhança do que tinha feito o seu pai, Messi recusou-se a responder ao interrogatório do Ministério Público, tendo-o apenas feito nas perguntas formuladas pela defesa e pelo Fisco.

O jogador argentino disse desconhecer que era sócio administrador da sociedade Jenbril, criada em 2007 no Uruguai, e com o objetivo de gerir os seus direitos de imagem.

“Não conhecia. Nunca perguntei ao meu pai por esses temas. Assinava os contratos porque confiava no meu pai e porque os advogados diziam que deveria fazer-se dessa maneira”, insistiu o futebolista.

O jogador justificou também que nunca teve uma conversa com os seus assessores legais para que lhe explicassem como eram geridos os direitos de imagem, nem para saber quais as suas obrigações fiscais.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. se fosse em portugal nem havia prisão nem nada, só tinha de pagar o montante em causa… olha a mota -engil. vem para portugal messia, aqui podes fugir ao fisco à vontade.

RESPONDER

Há cada vez mais cidades chinesas com cortes de energia — e isso poderá ter consequências globais

Embora o problema já se tenha começado a sentir em julho, na última semana deixou de atingir apenas as zonas industriais para se estender aos bairros residenciais. População foi desaconselhada a não usar dispositivos com …

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …