Messi condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal

Diego Azubel / EPA

-

O futebolista Lionel Messi foi condenado esta quarta-feira a 21 meses de prisão por fraude fiscal entre 2007 e 2009.

De acordo com vários meios de comunicação da Catalunha, citados pelo jornal espanhol El País, o Tribunal de Barcelona condenou a avançado do Barcelona e o seu pai, Jorge Horacio Messi, a um ano e nove meses de prisão.

O jogador e o pai, também multados num total de 3,7 milhões de euros, deverão escapar à cadeia, uma vez que em Espanha as penas inferiores a dois anos de prisão não são habitualmente cumpridas.

Ambos estavam acusados de evasão fiscal por ter escondido 4,1 milhões de euros ao Estado espanhol, através de uma estrutura de empresas em paraísos fiscais.

No início de junho, em audiência no Tribunal de Barcelona, o avançado internacional argentino tinha afirmado que nunca tomou uma decisão legal ou tributária sobre o seu património.

Eu só jogava futebol. Assinava os contratos porque confiava no meu pai e nos advogados que tínhamos para tratar dessas coisas”, justificou Lionel Messi, eleito este ano uma vez mais Bola de Ouro da FIFA.

O Ministério Público pedia uma pena de 22 meses de prisão para o avançado do FC Barcelona e o pai pelo desvio de 4,1 milhões de euros da autoridade tributária espanhola, referentes a 10,1 milhões de euros em direitos de imagem que foram recebidos durante os anos fiscais de 2007, 2008 e 2009.

O Fisco espanhol, por outro lado, pretendia que Jorge Messi fosse condenado a 18 anos de prisão, mas que o processo contra o internacional argentino fosse arquivado, por considerar que o melhor futebolista mundial em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015 não teve conhecimento da fraude.

Fraude fiscal

A 10 de junho de 2015, o tribunal de Barcelona decidiu manter Messi indiciado dos crimes de fraude fiscal, que foram assumidos perante o juiz de instrução pelo pai e representante do jogador do clube campeão espanhol.

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade tributária, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, entre 2007 e 2009.

Na audiência de 2 de junho, e à semelhança do que tinha feito o seu pai, Messi recusou-se a responder ao interrogatório do Ministério Público, tendo-o apenas feito nas perguntas formuladas pela defesa e pelo Fisco.

O jogador argentino disse desconhecer que era sócio administrador da sociedade Jenbril, criada em 2007 no Uruguai, e com o objetivo de gerir os seus direitos de imagem.

“Não conhecia. Nunca perguntei ao meu pai por esses temas. Assinava os contratos porque confiava no meu pai e porque os advogados diziam que deveria fazer-se dessa maneira”, insistiu o futebolista.

O jogador justificou também que nunca teve uma conversa com os seus assessores legais para que lhe explicassem como eram geridos os direitos de imagem, nem para saber quais as suas obrigações fiscais.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. se fosse em portugal nem havia prisão nem nada, só tinha de pagar o montante em causa… olha a mota -engil. vem para portugal messia, aqui podes fugir ao fisco à vontade.

RESPONDER

Tortura e prisões arbitrárias após o 25 de Abril. Marcelo retirou selo de "secreto" ao Relatório das Sevícias

A Presidência da República retirou a classificação de "secreto" ao chamado "Relatório das Sevícias" que analisou os acontecimentos entre o 25 de Abril de 1974 e o 25 de Novembro de 1975, concluindo que houve …

Com a situação "longe de estar tranquila", Temido diz que é prematuro falar sobre reabertura das escolas

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse esta terça-feira que a situação pandémica em Portugal está "longe de estar tranquila" e por isso considera que ainda não é altura para falar da reabertura das escolas …

Jorge Jesus ainda acredita e traça plano para chegar ao título

Com o SL Benfica a 13 pontos da liderança, muitos já descartam as 'águias' da corrida pelo título. No entanto, o treinador benfiquista, Jorge Jesus, acredita que ainda será possível. "Claro que acredito, há muita coisa …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Fazer contas à vida

Clássico sem golos. A luta acessa no pódio. O SC Braga passou o FC Porto e já é segundo. Números e frases da semana. E o adeus de um guerreiro, visto da Linha de Fundo. “Hoje …

CGD quadruplica prémios aos trabalhadores em plena reestruturação

Desde o início do plano de reestruturação, a Caixa Geral de Depósito quadruplicou o montante pago aos trabalhadores em prémios, incentivos e recompensas por mérito. No ano de 2020, o último ano do plano de reestruturação, …

TAP pode receber indemnização pelas perdas no confinamento. Apoio pode chegar aos 500 milhões

O Governo e a Comissão Europeia estão a negociar uma compensação para a TAP pelas perdas causadas durante o encerramento de fronteiras devido à pandemia. De acordo com o ECO, a TAP poderá receber uma compensação …

"Mais medo de viver do que morrer". Jerónimo contra "confinamento agressivo" (e recusa ser "comparsa" do PSD e CDS)

Na semana em que o PCP celebra 100 anos de vida, Jerónimo de Sousa falou, em entrevista à TVI, sobre a guerra colonial, a entrada na vida política e do atual estado das relações com …

FPF abre processo contra Teo Fonseca por intermediação ilegal de jogadores

A FPF abriu um processo disciplinar a Teodoro Fonseca, dono da SAD do Portimonense, por intermediação ilegal de jogadores em transferências para o FC Porto. Teodoro Panagopoulos, mais conhecido no mundo do futebol como Teo Fonseca, …

Cabrita fala em "ano terrível" e rejeita alívio de medidas para já

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, fez o balanço de um ano de pandemia em Portugal, admitindo ter sido um "ano terrível" para os portugueses e afastando perspetivas de um alívio de medidas por …

Muçulmanos invadiram a Sicília e revolucionaram o comércio de vinho

Uma equipa de investigadores da Universidade de York, no Reino Unido, encontrou resíduos químicos de uvas em ânforas, um tipo de recipiente medieval, sugerindo um próspero comércio de vinho na Sicília islâmica. Foram ainda encontrados cacos …