Supremacista branco entrega-se à polícia depois de ter incitado à violência em Charlottesville

(cv) CBS

Christopher Cantwell, que foi protagonista numa reportagem sobre a marcha que culminou na morte de uma mulher de 32 anos, enfrenta agora acusações de uso ilegal de gás pimenta e de “lesões corporais maliciosas”.

A propósito da marcha “Unite the Right”, que aconteceu a 12 de agosto, a Vice fez uma reportagem onde mostrava o antes e durante da manifestação organizada por neonazis e grupos de extrema-direita. Christopher Cantwell, um supremacista branco, foi o protagonista da reportagem.

À Vice confessou ser adepto de violência e manter-se sempre “o mais bem preparado possível” caso a ela tivesse de recorrer. Agora, Cantwell vê-se a braços com a justiça, depois de ter sido acusado de usar de forma ilegal gás pimenta e de cometer “lesões corporais maliciosas”.

Cantwell estava escondido desde 11 de agosto, após um tribunal ter emitido um mandado de captura contra si. O homem, natural do estado de New Hampshire, já assumiu publicamente que usou gás lacrimogéneo contra uma das pessoas que estavam a participar na contra manifestação, mas garante que o fez apenas em autodefesa.

Gritando slogans racistas e antissemitas, Cantwell e dezenas de outros neonazis, muitos deles armados, estiveram por trás de uma marcha na Universidade da Virgínia, convocada para impedir a remoção da estátua de Robert E. Lee, o general que liderou as forças pró-escravatura da Confederação durante a Guerra Civil Americana.

A marcha descambou em violência quando os elementos da extrema-direita entraram em confronto com grupos antirracistas que convocaram um contra protesto para o mesmo local, com um neonazi a atropelar dezenas de pessoas que estavam a participar nessa manifestação, provocando 19 feridos e um morto.

Na entrevista, Cantwell apresentou as suas visões antissemitas e xenófobas e defendeu a criação de um “etno Estado” americano, argumentando que é necessário recorrer à violência para travar o multiculturalismo.

Depois da marcha, publicou um vídeo no YouTube a 16 de agosto em que aparecia a chorar e a pedir ajuda para não ser capturado pela polícia. “Quero ser pacífico, quero respeitar as leis”, declara nessa gravação.

Esta quarta-feira, a polícia da Universidade da Virgínia confirmou que Cantwell se entregou e que está sob custódia à espera de julgamento. Antes disso, quando foi contactado pela Associated Press, Cantwell tinha admitido que usou gás pimenta contra um manifestante antirracista “porque a única outra opção era partir-lhe os dentes“.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …