Extrema-direita e antifascistas em confrontos violentos nas ruas de Charlottesville

O governador do estado norte-americano da Virginia, Terry McAuliffe, decretou o estado de emergência, após violentos confrontos entre ultranacionalistas de supremacia branca e grupos antifacistas na cidade de Charlosttesville. Há já três mortos a lamentar.

Na sequência de protestos realizados este sábado de manhã, a chamada União da Direita entrou em confrontos com grupos antifacistas. Na sexta-feira à noite tinham já ocorrido confrontos quando centenas de brancos nacionalistas marcharam com tochas no ‘campus’ da Universidade da Virginia.

Tropas de intervenção e a polícia de choque foram usadas para tentar conter os violentos confrontos entre os grupos opostos.

O governador da Virginia, Terry McAuliffe, declarou o estado de emergência em resposta aos confrontos e, através da sua conta na rede social Twitter, disse que tomou esta decisão para “ajudar o Estado a responder à violência” na marcha de Charlottesville, a cerca de 160 quilómetros de Washington.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou no Twitter a violência entre os manifestantes, comentando que “todos nós devemos estar unidos e condenar tudo o que representa o ódio. Não há lugar para esse tipo de violência na América. Vamos juntos como um só!”.

Já na tarde deste sábado, um carro atingiu várias pessoas que se manifestavam pelo pluralismo racial no centro da cidade norte-americana, provocando uma morte e ferimentos em 19 pessoas.  O condutor foi detido.

“Estou devastado porque uma vida foi perdida aqui. Peço a todas as pessoas de boa vontade que se dirijam para casa”, escreveu Mike Signer, presidente da Câmara Municipal da cidade norte-americana, numa mensagem publicada no Twitter.

Num vídeo amador divulgado nas redes sociais, é possível ver um carro de cor escura que embate de forma violenta na parte traseira de um outro veículo e faz depois uma manobra em sentido inverso contra as pessoas. Outras imagens mostram feridos deitados no chão.

Segundo relatou um repórter da agência noticiosa americana Associated Press, pelo menos uma pessoa deitada no chão esteva a receber assistência médica imediatamente após o incidente, que ocorreu cerca de duas horas após os confrontos violentos que envolveram este sábado.

Segundo avançou entretanto a Associated Press, há mais dois mortos a lamentar, na sequência da queda de um helicóptero, num acidente que as autoridades dizem estar ligado aos protestos deste sábado, apesar de não ser ainda claro como tudo aconteceu. Corinne Geller, porta-voz da polícia, confirmou a morte do piloto e do passageiro.

Ódio com 150 anos

O enfrentamento começou durante os protestos de sexta-feira, convocados pelo bloguer  Jason Kessler, ligado à organização de supremacia branca União de Direita, para protestaar contra uma decisão da Câmara Municipal local de remover uma estátua do general confederado Robert E. Lee, um dos símbolos dos separatistas Confederados.

Durante a Guerra Civil americana, entre 1861 e 1865, os Estados Confederados, do sul dos Estados Unidos, que reunia estados sulistas contrários a abolição da escravatura, tentaram a independência e separação dos restantes etsados.

Mesmo derrotados na chamada Guerra da Secessão, alguns dos estados do Sul, como a Virgínia, Norte Carolina e Sul Carolina, bem como Alabama e a Georgia, têm ainda hoje defensores dos Confederados, que aglutinam extremistas direita.

Os manifestantes que marcharam pela supremacia branca e contra a remoção da estátua, gritaram saudações nazistas e palavras de ordem contra negros, imigrantes, homossexuais e judeus. Nos protestos que ocorreram na sexta à noite foram usadas tochas e alguns manifestantes cobriram o rosto.

As tochas são um dos símbolos do KKK, Ku Klux Klan, um grupo formado depois da guerra civil americana por soldados das tropas confederadas, um dos grupos que se levantaram contra o movimento pelos direitos civis liderados pelos negros americanos, no Sul dos Estados Unidos.

RESPONDER

Identificado homem que esfaqueou várias pessoas na Finlândia

O tribunal de Turku, na Finlândia, anunciou que identificou Abderrahman Mechkah, de 18 anos, como o principal suspeito do ataque terrorista na sexta-feira, que fez dois mortos e oito feridos. A polícia tinha informado anteriormente que …

Proprietários de alojamento local deverão ter de pagar mais condomínio

O agravamento do valor do condomínio para quem pratica arrendamento local é uma das propostas que constam do relatório do grupo de trabalho do Governo com o PS e BE sobre habitação. Fonte do Governo confirmou, …

Jornalista desaparecida morreu no submarino e foi atirada ao mar pelo inventor

A jornalista sueca Kim Wall, desaparecida há 10 dias no mar Báltico, terá morrido num acidente dentro de um submarino privado durante uma entrevista com o seu inventor, revelou hoje a polícia dinamarquesa. O criador e …

10 marinheiros desaparecidos e 5 feridos após colisão entre navio militar americano e petroleiro

Pelo menos dez marinheiros desapareceram e cinco ficaram feridos na sequência da colisão entre um contratorpedeiro norte-americano e um petroleiro na madrugada desta segunda-feira, a leste de Singapura. "Há pelo menos dez marinheiros desaparecidos e cinco …

Ataques terroristas motivaram medidas de segurança da Câmara de Lisboa, confirma MAI

A colocação de barreiras de segurança em Lisboa estava em estudo há meses devido aos ataques terroristas que têm ocorrido na Europa através do atropelamento de pessoas, disse à Lusa fonte do Ministério da Administração …

Novo escalão no IRS vai beneficiar "apenas" os rendimentos superiores

Uma das promessas do Governo era aliviar a carga fiscal dos rendimentos mais baixos, mas o fiscalista Manuel Faustino frisa que o desdobramento do segundo escalão do IRS em dois patamares "não vai beneficiar nada" …

Carro embate contra paragens de autocarro em Marselha e provoca um morto

Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida na manhã desta segunda-feira, em Marselha, no sul de França, depois de terem sido atingidas por um veículo em duas paragens de autocarro. A polícia informou que o …

Nadador espanhol fez um minuto de silêncio sozinho, enquanto os outros competiam

https://www.facebook.com/natacioncadiz.natacioncadiz/videos/1713522402286663/ O nadador espanhol Fernando Álvarez pediu à organização da competição um minuto de silêncio pelas vítimas do atentado em Barcelona. O pedido foi recusado, mas o atleta fez a homenagem sozinho, acabando por perder a prova. O …

Governo indiano suspende 4 engenheiros após acidente de comboio com 21 mortos

O governo da Índia suspendeu quatro engenheiros e concedeu uma "licença" a outros três altos funcionários após o descarrilamento de um comboio, que provocou 21 mortos e deixou 203 feridos no norte do país no …

Ministério Público investiga escola que passou sete alunos reprovados

O Ministério Público abriu um inquérito-crime à Escola EB 2,3 Gonçalo Sampaio, na Póvoa de Lanhoso, na sequência de uma denúncia feita por um professor. Sete alunos com nota negativa acabaram por passar com 11, …