Carlos Alexandre testemunha a favor da inocência de Orlando Figueira

José Sena Goulão / Lusa

O juiz Carlos Alexandre

O super-juiz Carlos Alexandre testemunhou, esta terça-feira, a favor do amigo de longa data, o ex-procurador Orlando Figueira, considerando que é uma pessoa honrada e que “não é compatível com o recebimento de contrapartidas”.

O julgamento da Operação Fizz contou, esta terça-feira, com aquele que era um dos depoimentos mais aguardados sobre a alegada corrupção entre Orlando Figueira, ex-procurador do DCIAP, e o ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente.

Carlos Alexandre, também conhecido como “super-juiz”, foi ao Campus da Justiça, em Lisboa, testemunhar na qualidade de amigo do ex-procurador e, segundo o Público, o seu depoimento pode “deitar por terra” a tese sustentada pela acusação.

O juiz, que tem assumido alguns dos processos mais mediáticos em Portugal, como o caso Sócrates, apresentou factos que parecem desmentir as suspeitas que o Ministério Público fez recair sobre Orlando Figueira e os restantes arguidos.

De acordo com o jornal, Carlos Alexandre descreveu o ex-procurador, que conhece há mais de duas décadas, como uma pessoa confiável, honrada e crédula. E “não digo isto por ser amigo dele”, repetiu várias vezes durante o depoimento.

“Esta pessoa não é compatível com o recebimento de contrapartidas” pagas em luvas. “Se isto das contrapartidas se vier a provar, Orlando Figueira não é a pessoa que conheço há 27 anos. E se não o fosse acho que eu saberia – e seria pessoa para o dizer”, sublinhou ainda.

Em causa está o facto de o procurador, em 2012, ter deixado o MP para ir trabalhar para o banco BCP, com capital acionista angolano, e para o Banco Privado Atlântico. Para os investigadores que agora o investigam, os empregos eram fictícios, servindo apenas de alibi para o pagamento de luvas em troca do arquivamento da investigação a Manuel Vicente. Ao todo, o arguido recebeu 760 mil euros pelos favores que prestou.

No entanto, o ex-procurador garante que quem lhe conseguiu o emprego no BPA não foi o ex-vice angolano e, na altura, presidente da Sonangol, mas sim o banqueiro Carlos Silva, a quem nunca arquivou nenhum processo nem é arguido na investigação.

Segundo o diário, Orlando Figueira visitava a casa do super-juiz e chegava mesmo a fazer-lhe algumas confidências. Porém, assegurou Carlos Alexandre, nunca mencionou Manuel Vicente e falava sim do banqueiro angolano, que estava a demorar a concretizar as promessas de trabalho em causa.

Embora não estivesse nos seus planos ficar no BCP, o ex-procurador foi ficando no cargo e, em 2015, conta-lhe que vai rescindir o contrato de trabalho e que isso seria feito através do advogado Daniel Proença de Carvalho, com quem se encontrou mais de uma vez para esse fim, explica o amigo.

De acordo com o Público, só houve uma vez em que o super-juiz vacilou, nomeadamente, quando o questionaram sobre o facto de o ex-procurador receber os salários pagos pelos angolanos numa conta offshore em Andorra, coisa que só ficou a saber quando as suspeitas da Operação Fizz se tornaram públicas. “Fiquei estupefacto”, admitiu.

Além de Orlando Figueira, estão em julgamento o advogado Paulo Blanco (mandatário do Estado angolano em diversos processos judicias) e Armindo Pires, amigo de longa data e homem de confiança do ex-vice angolano em Portugal.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mas não foi este Juíz que disse na televisão que não tinha amigos que lhe emprestassem dinheiro?
    Depois verificou-se que afinal até tinha. E quem era? Este amigo que agora está a ser julgado e a quem ele serve de testemunha por ser amigo de longa data…….ou por ser o amigo que lhe “emprestava” os €€€€€€?

  2. É um juiz português. E como tal não deixa de ter rabos de palha como os outros. De resto, se bem se lembram da entrevista que deu à SIC, o sr. Alexandre disse que nunca tinha pedido nada a ninguém, mais tarde confirma-se que afinal tinha pedido ao Orlando. Uma mão lava a outra, mais nada!

RESPONDER

As tartarugas-gigantes podem aprender coisas (e lembrar-se durante anos)

Um novo estudo sugere que as tartarugas-gigantes podem ser treinadas e lembrar-se daquilo que aprenderam durante vários anos. De acordo com o IFLScience, uma nova pesquisa mostra como as tartarugas-gigantes podem aprender novas tarefas e até …

Avião chileno desaparece com 38 pessoas a bordo a caminho da Antártida

A Força Aérea do Chile anunciou ter perdido "o contacto via rádio" com um avião militar C130 com 38 pessoas a bordo, que descolou de Punta Arenas, sul do país, para uma base na Antártida. "Um …

Tiroteio num hospital da República Checa faz pelo menos seis mortos. Atacante suicidou-se

Pelo menos seis pessoas morreram esta terça-feira num tiroteio no hospital da cidade de Ostrava, no nordeste da República Checa, de acordo com o ministro da Saúde Adam Vojtech. O autor do ataque suicidou-se. O tiroteio …

Genes alienígenas das bactérias ajudaram as plantas a conquistar a terra

Através da análise do genoma de dois tipos de algas, uma equipa de investigadores concluiu que genes alienígenas das bactérias ajudaram as plantas a conquistar a terra. Cientistas analisaram o genoma de uma rara alga encontrada …

Jovem vulcão descoberto nas profundezas da Placa do Pacífico

Uma equipa de cientistas da Universidade de Tohoku, no Japão, descobriu um pequeno e jovem vulcão na secção mais antiga da Placa do Pacífico. O vulcão foi encontrado na parte ocidental do Oceano Pacífico, perto …

Composição dos planetas gasosos não é igual à das suas estrelas (e os cientistas não percebem porquê)

Os planetas e as estrelas formam-se a partir da mesma nuvem de gás e poeira.  Uma análise da composição dos exoplanetas gigantes gasosos e das suas estrelas hospedeiras mostra que não há uma forte correlação …

Nova espécie de titanossauro descoberta no Equador

Uma universidade equatoriana anunciou na sexta-feira a descoberta de uma espécie de dinossauro, que, segundo a instituição, não tinha sido ainda descrito, denominando-o de 'Yamanasaurus lojaensis'. O nome foi escolhido em referência a duas localidades: Yamana, …

As alterações climáticas estão a "asfixiar" os oceanos

Os efeitos da diminuição de oxigénio serão "dramáticos" para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos. O oxigénio dos oceanos diminuiu 2% entre 1960 e 2010, prevendo-se que no ano de 2100 essa …

Associação suspende adoções para evitar que animais sejam tratados como presentes de Natal

"Um animal quer-se no dia 24 de março, abril ou junho e não só a 24 de dezembro", disse uma responsável da Sociedade Protetora dos Animais do Porto. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto anunciou, …

Já podemos ver o mundo pelos olhos dos animais

https://vimeo.com/378301135 Os humanos estão um passo mais próximos de ver o mundo como o veem os animais, graças a uma nova tecnologia desenvolvida por investigadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Universidade de Exeter, …