/

Um super-iate com 94 metros conseguiu passar pelos estreitos canais holandeses

3

Não é todos os dias que se vê um super-iate a passar pelos estreitos canais holandeses. Mas aconteceu mesmo, na semana passada.

De acordo com a cadeia televisiva CNN, o fotógrafo Tom van Oossanen esteve responsável por captar este momento inédito, no qual o chamado “Projeto 817”, um navio de 94 metros construído pelo estaleiro holandês Feadship, passou das suas instalações na vila Kaag até à cidade de Roterdão.

“É sempre uma operação gigante. Toda a gente adora ver”, conta Oossanen à estação norte-americana. Nas suas fotografias é possível ver o super-iate a passar por estreitos canais holandeses, entre casas, igrejas e multidões maravilhadas.

Kaag, que fica numa ilha chamada Kagereiland, é a localização de um dos dois estaleiros da Feadship no interior, o que significa que cada iate aqui construído tem de ser cuidadosamente transportado da mesma forma.

De acordo com o fotógrafo, cerca de quatro a seis super-iates são transferidos ao longo desta rota, anualmente, antes de irem para os testes no mar, que geralmente acontecem em Amesterdão.

Algumas partes dos canais ao longo da rota eram apenas alguns metros mais largos do que o “Projeto 817”, com uma largura de 13,6 metros de bombordo a estibordo.

A Feadship explica que a duração de uma operação deste calibre depende de vários fatores como, por exemplo, os ventos e os horários das pontes, podendo demorar de dois a quatro dias. Neste caso, o transporte do “Projeto 817” demorou cerca de quatro dias.

“Os capitães têm muita experiência naquilo que estão a fazer. Obviamente, há muito dinheiro envolvido, por isso, queremos sempre garantir que fazemos as coisas da maneira certa”, acrescenta Oossanen, especialista em fotografia de iates.

  ZAP //

3 Comments

  1. Devem corrigir a notícia para, 94 metros da Proa (frente) à Popa (traseira) do navio. Ao dizer 94 metros de Bombordo a Estibordo, o navio teria 94 metros de largura!
    Bombordo é o lado esquerdo e Estibordo o lado direito, para quem se encontra dentro de um barco, virado para a proa ( frente).

    • É o que dá escrever em cima do joelho… Já não se faz revisão daquilo que se escreve! Se eu fosse a corrigir as asneiras que os jornalistas escrevem… Tinha ido para professor!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.