Milhares de suecos implantam microchips subcutâneos para substituir a carteira

A aplicação da engenharia em sistemas biológicos tem um papel cada vez mais preponderante. Milhares de suecos implantaram microchips nos seus corpos para nunca mais terem de se preocupar em perder um cartão multibanco ou ter de transportar uma carteira pesada. Simples, não?

Às vezes uma carteira pesa bastante, outras, tirar o passe de comboio do bolso dá demasiado trabalho. Para resolver esta situação, os suecos estão a implantar microchips debaixo da pele. Se para alguns esta ideia de carregar um chip no corpo é prática, para outros é simplesmente inapropriada.

Os fatores que explicam por que motivo cerca de 3500 suecos implantaram microchips na pele são mais complexos do que esperamos. Este fenómeno espelha o romance entre a Suécia e o biohacking.

O termo biohackers refere-se aos biólogos amadores que conduzem experiências de biomedicina fora das instituições tradicionais. A aplicação do conhecimento da engenharia aos sistemas biológicos mostram-nos como nos estamos a aproximar muito rapidamente de um mundo onde os seres humanos podem, e vão, mudar a sua forma de viver e morrer.

O biohacking é também uma cultura que alberga subgrupos muito distintos. Os hacker Wetware, biólogos da “ciência cidadã” que constroem equipamentos de laboratório a partir de utensílios domésticos.

Há também os transumanistas, que se concentram em melhorar o corpo humano com o objetivo de, a longo prazo, melhorar a raça humana. Estes defendem que, somente através do nosso melhoramento, e da fuga aos limites biológicos, poderemos um dia competir com a Inteligência Artificial.

O biohacking reflete muitas vezes as diferentes culturas nas quais se desenvolve. Por exemplo, os biohackers norte-americanos estão preocupados em desenvolver alternativas práticas de saúde, enquanto que os europeus se centram em encontrar formas de ajudar as pessoas que vivem nos países em desenvolvimento, ou em participar em bio-projetos artísticos.

Mas a cultura sueca de biohacking destaca-se do resto da Europa.

A crença dos suecos na tecnologia

Os suecos integram o movimento transumanista. São os transumanistas – ou, mais especificamente, grinders – que têm inserido chips NFC (Near Field Communication) debaixo da pele a milhares de suecos, entre o polegar e o dedo indicador.

Mas se para alguns este tipo de engenharia ainda causa estranheza, porque é que o suecos estão tão felizes com esta implementação? Segundo o The Conversation os suecos são mais propensos a partilhar os seus dados pessoais, devido à forma como o sistema sueco de previdência social está estruturado.

Mas o mito do “sueco ingénuo” que confia no Governo e nas instituições nacionais não chega para explicar este fenómeno. Nas Suécia, as pessoas acreditam na digitalização e no positivo potencial da tecnologia.

Nas duas últimas décadas, o Governo sueco investiu na tecnologia, tanto que a economia sueca é agora amplamente baseada na exportação digital, nos serviços digitais e nas inovações tecnológicas.

A Suécia tornou-se num dos países mais bem sucedidos do mundo no que diz respeito à criação e exportação de produtos digitais, e empresas como o Spotify foram fundadas no país.

Deste modo, torna-se fácil perceber que a crença na tecnologia digital e a confiança no seu potencial moldaram a cultura sueca – e o movimento transumanista contribuiu para isso.

Desde que a fundação Humanity+ foi criada, em 1998, muitos suecos convenceram-se de que deveriam dar uma oportunidade à tecnologia e melhorar os seus corpos biológicos.

Embora o mundo esteja chocado com o número de suecos que estão a aderir aos microchips, devemos aproveitar esta oportunidade para olhar a tecnologia com outros olhos. Afinal, este fenómenos recente é apenas uma manifestação da crença sueca na tecnologia, que torna este país tão singular.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Realmente otários estes suecos. Agora é que vão ser raptos e mutilações para a ladroagem usar o tal chip para as compras. Os islâmicos já devem estar a afiar o dente…

  2. A empresa SKYPE foi fundada na Estónia por 4 cidadãos estonios e um dinamarquês sendo depois de 3 anos vendida para suecos que venderam na mais recentemente à Microsoft. Logo não é verdade dizer que foi fundada na Suécia.

RESPONDER

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …

Praga de baratas fecha refeitório do hospital Amadora-Sintra

Uma praga de baratas está a afetar o Hospital Amadora-Sintra, provocando sérios transtornos às centenas de trabalhadores desta unidade de saúde. O caso foi denunciado ao Correio da Manhã por funcionários e confirmado pelo hospital. A …