Dezenas de substâncias potencialmente tóxicas identificadas em fraldas em França

Dezenas de substâncias potencialmente tóxicas foram encontradas em fraldas descartáveis na França, segundo um estudo divulgado esta semana pela Agência Francesa para Segurança Alimentar, Ambiental e do Trabalho (Anses).

Segundo a agência, o estudo – descrito como o primeiro do tipo – identificou substâncias como o herbicida glifosato, dois perfumes artificiais, dioxinas potencialmente perigosas e butilfenil metilpropional, composto usado em cosméticos.

O controverso glifosato é amplamente usado na agricultura. Um estudo de 2015 da Organização Mundial da Saúde concluiu que o herbicida “provavelmente causa cancro”.

A Anses sublinhou que não há ainda estudos médicos que comprovem problemas de saúde causados por fraldas descartáveis, mas afirmou que riscos não podem ser descartados, uma vez que foi detetada a presença de substâncias acima dos limites considerados saudáveis.

O governo francês convocou uma reunião com os fabricantes de fraldas descartáveis para quarta-feira, dando-lhes um prazo de 15 dias para remover as substâncias potencialmente tóxicas identificadas pela investigação da Anses.

“Quero reassegurar aos pais que a Anses afirma que não há risco imediato para a saúde das nossas crianças”, afirmou a ministra da Saúde francesa, Agnes Buzyn. “Obviamente devemos continuar a colocar fraldas descartáveis nos nossos bebés.” Buzyn ressaltou, porém, que o estudo não exclui um risco à saúde das crianças a longo prazo. “Por isso, queremos, por precaução, proteger as nossas crianças de possíveis efeitos.”

Para o estudo, cientistas da Anses testaram 23 tipos de fraldas descartáveis depois de serem utilizadas por bebés. “Calculamos a quantidade [de químicos] absorvida de acordo com o tempo que uma fralda é usada e o número de fraldas usadas por bebés até os 36 meses de idade. Por fim, comparamos os resultados com padrões toxicológicos”, explica Gérard Lasfargues, vice-diretor da Anses.

Na França, um bebé usa, em média, 3.800 a 4.800 fraldas descartáveis. Segundo Lafargues, os componentes químicos potencialmente prejudiciais à saúde foram encontrados até em produtos anunciados como ecologicamente corretos.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, a fabricante Pampers, que pertence ao grupo americano Procter & Gamble, afirmou que as suas fraldas são “seguras e sempre o foram”.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Será só na França? e o resto?
    por isso existem cada vez mais casos de cancro infantil, será? quer-me parecer que sim
    Mas afinal quanto terá pago a Monsanto aos chulos de Bruxelas da UE para se manter em uso por mais 5 anos na mesma UE o glifosato????
    Os pais das crianças atingidas deviam constituir uma associação e processar a Monsanto e a UE

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …