Dezenas de substâncias potencialmente tóxicas identificadas em fraldas em França

Dezenas de substâncias potencialmente tóxicas foram encontradas em fraldas descartáveis na França, segundo um estudo divulgado esta semana pela Agência Francesa para Segurança Alimentar, Ambiental e do Trabalho (Anses).

Segundo a agência, o estudo – descrito como o primeiro do tipo – identificou substâncias como o herbicida glifosato, dois perfumes artificiais, dioxinas potencialmente perigosas e butilfenil metilpropional, composto usado em cosméticos.

O controverso glifosato é amplamente usado na agricultura. Um estudo de 2015 da Organização Mundial da Saúde concluiu que o herbicida “provavelmente causa cancro”.

A Anses sublinhou que não há ainda estudos médicos que comprovem problemas de saúde causados por fraldas descartáveis, mas afirmou que riscos não podem ser descartados, uma vez que foi detetada a presença de substâncias acima dos limites considerados saudáveis.

O governo francês convocou uma reunião com os fabricantes de fraldas descartáveis para quarta-feira, dando-lhes um prazo de 15 dias para remover as substâncias potencialmente tóxicas identificadas pela investigação da Anses.

“Quero reassegurar aos pais que a Anses afirma que não há risco imediato para a saúde das nossas crianças”, afirmou a ministra da Saúde francesa, Agnes Buzyn. “Obviamente devemos continuar a colocar fraldas descartáveis nos nossos bebés.” Buzyn ressaltou, porém, que o estudo não exclui um risco à saúde das crianças a longo prazo. “Por isso, queremos, por precaução, proteger as nossas crianças de possíveis efeitos.”

Para o estudo, cientistas da Anses testaram 23 tipos de fraldas descartáveis depois de serem utilizadas por bebés. “Calculamos a quantidade [de químicos] absorvida de acordo com o tempo que uma fralda é usada e o número de fraldas usadas por bebés até os 36 meses de idade. Por fim, comparamos os resultados com padrões toxicológicos”, explica Gérard Lasfargues, vice-diretor da Anses.

Na França, um bebé usa, em média, 3.800 a 4.800 fraldas descartáveis. Segundo Lafargues, os componentes químicos potencialmente prejudiciais à saúde foram encontrados até em produtos anunciados como ecologicamente corretos.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, a fabricante Pampers, que pertence ao grupo americano Procter & Gamble, afirmou que as suas fraldas são “seguras e sempre o foram”.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Será só na França? e o resto?
    por isso existem cada vez mais casos de cancro infantil, será? quer-me parecer que sim
    Mas afinal quanto terá pago a Monsanto aos chulos de Bruxelas da UE para se manter em uso por mais 5 anos na mesma UE o glifosato????
    Os pais das crianças atingidas deviam constituir uma associação e processar a Monsanto e a UE

RESPONDER

Ex-administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da SATA

O antigo administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da transportadora aérea açoriana SATA, informou hoje o executivo regional. "O presidente do Governo [Regional], Vasco Cordeiro, comunicou à Assembleia Legislativa o nome de Luís …

Mãe que deixou recém-nascido no caixote do lixo não quis abortar

A jovem cabo-verdiana, em prisão preventiva por suspeitas de ter abandonado o seu filho recém-nascido no lixo, teve a oportunidade de abortar, mas não quis. O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou, esta quinta-feira, o pedido de …

Face Oculta. MP pede 12 anos e 10 meses para Manuel Godinho

O Ministério Público (MP) defendeu esta sexta-feira a aplicação de uma pena única de 12 anos e 10 meses de prisão para o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, durante a audiência …

Maioria acredita que Governo vai durar quatro anos

Uma sondagem da Aximage revela que a maioria das pessoas entrevistadas acredita que António Costa vai concluir a sua legislatura, mesmo com um Governo que consideram de "estrutura exagerada". Uma sondagem da Aximage para o Jornal …

Tecnologia usada em Marte ajuda a detectar fugas de água em Gaia

Um sistema "pioneiro em Portugal" que recorre a tecnologia usada em Marte, para detectar água, está a ser utilizada pela empresa municipal Águas de Gaia, em Vila Nova de Gaia, para detectar fugas no sistema …

É segredo de Estado e custou mais de 100 milhões. "Máquina do Fisco" analisa 600 mil facturas por hora

O sistema informático que sustenta a "máquina do Fisco" já custou ao Estado mais de 100 milhões de euros e é tão secreto que nem a localização física dos servidores que o sustentam é conhecida. …

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …

Esquerda chumba equiparação do comunismo ao nazismo

A resolução do Parlamento Europeu que condena em termos iguais o nazismo e o comunismo extremou esta sexta-feira as posições na Assembleia da República. A direita acusou a esquerda de ter duas medidas para avaliar as …

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …