Subida do salário mínimo dá mais 31 euros líquidos aos trabalhadores. Estado ganha 25 milhões

Manuel De Almeida / Lusa

O primeiro-ministro António Costa e o ministro das Finanças Mário Centeno.

A subida do salário mínimo para 635 euros em 2020, uma proposta apresentada pelo Governo aos parceiros sociais, vai traduzir-se num aumento líquido de 31,15 euros por mês para os trabalhadores. Já o Estado pode arrecadar cerca de 25 milhões de euros com a medida.

Estas são as contas da consultora EY que prevê que as empresas vão aumentar as suas despesas em 355 milhões de euros anuais com a medida do Governo, como reporta a TSF, enquanto o Estado vai arrecadar 25 milhões de euros.

O novo valor do salário mínimo nacional (SMN), que entra em vigor a partir de 1 de Janeiro de 2020, não trará qualquer implicação a nível do IRS já que quem o recebe continuará isento deste imposto, tendo apenas de descontar os 11% de contribuições para a Segurança Social.

Tal como sublinha Nuno Alves, senior manager da EY, “com o aumento proposto estes contribuintes ainda não pagam IRS”, uma vez que, de acordo com o Código deste imposto, da aplicação das taxas do IRS “não pode resultar, para os titulares de rendimentos predominantemente originados em trabalho dependente”, “a disponibilidade de um rendimento líquido de imposto inferior a 1,5 x 14 x (valor do Indexante de Apoios Sociais)”.

Desta forma, e descontando o acréscimo de 3,85 euros nos descontos para a Segurança Social, a passagem do SMN dos actuais 600 euros para 635 euros irá fazer com que cada pessoa receba mais 31,13 euros líquidos no final do mês (um aumento de 5,83%).

Em termos anuais, e tal como mostra um conjunto de simulações realizadas pela EY, a alteração da remuneração mínima vai aumentar em 490 euros o montante bruto pago a cada pessoa, sendo que em termos líquidos o aumento será de 436 euros.

Com o salário mínimo fixado nos 600 euros, o desconto para a Segurança Social a cargo dos trabalhadores é de 66 euros por mês (924 euros por ano). Já com o novo valor de 635 euros, aquele encargo passará para os 69,85 euros mensais (977,90 euros anuais).

O Estado vai, assim, ganhar por cada trabalhador abrangido pela medida mais 170,28 euros anuais em contribuições para a Segurança Social, amealhando uma receita total de 129 milhões de euros.

Do lado das empresas, as mesmas simulações mostram que a actualização do SMN irá fazer com que o encargo mensal por trabalhador (que inclui o pagamento do salário mensal mais os 23,75% por conta da TSU – Taxa Social Única) aumente dos actuais 742,5 euros para 785,81 euros.

Em termos anuais, a empresa pagará mais 490 euros a cada trabalhador e mais 116,38 euros de TSU à Segurança Social. No total, as despesas aumentam mais 355 milhões de euros por ano para as empresas.

O aumento da factura das empresas que têm trabalhadores a auferir o salário mínimo será, porém, suavizado do lado do IRC, já que a subida do encargo com as remunerações é acompanhada por um aumento da poupança fiscal em sede do imposto sobre o rendimento das pessoas colectivas.

De acordo com os cálculos da EY, tendo por base o universo de 755.900 pessoas que auferem o SMN (cuja denominação oficial é Remuneração Mínima Mensal Garantida – RMMG) e o novo valor de 635 euros, a poupança fiscal em sede de IRC para as empresas irá ascender em 2020 a 1,87 mil milhões de euros, traduzindo um aumento de 103,13 milhões de euros face ao valor de 2019.

Esta simulação assume uma taxa de IRC de 21% e de derrama municipal de 1,5%.

Contabilizando os ganhos com a subida do SMN e as perdas em IRC, o Estado ficará com um saldo positivo de 25 milhões de euros fruto da medida.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Confesso que acho alguma piada a tudo isto. O Governo quer fazer boa figura e apoiar os mais necessitados. Vai daí aumenta o SMN. A questão que se coloca é: e porque não aumentar também o IAS se de facto pretende ver melhorada a vida dos mais necessitados?
    Isto só demonstra que isto é tudo muito lindo desde que seja o privado a suportar. Quando é o público pára tudo.
    Enfim, governo de tolos para gente tola

  2. É normal o A Costa tapar a boca com as mãos quando não fala. Se, estiverem atentos quando ele fala é fácil perceber. Com que então a economia está a abrandar. Claro que vai piorar e quando chegar ao insuportável os geringonças vão culpar o Governo Passos Coelho ou a extrema direita que está a surgir. Se, a extrema direita está a surgir, era bom que o A Costa tirasse a mão da boca e explicasse o porquê.

  3. Eu logo vi ! O governo é sempre muito lampeiro a estabelecer as subidas do ordenado mínimo (que é justo, diga-se): 1º – o dinheiro é dos outros (dos empresários e não do estado) 2º – O governo ainda recebe de volta uns milhões. Este gajos não dão ponto sem nó. Não se fartam de sacar ! Continuam com a maior receita fiscal de sempre. É caso para perguntar: quando pensam começar a baixar essa enormidade dos impostos?

  4. Que venha a extrema direita, para começar a equilibrar as coisas. Com um governo das esquerdas, as coisas estão a ficar borradas.

  5. O melhor é não dar os 31,00€ aos trabalhadores do privado para o governo não arrecadar os 25 milhões! Aliás o ordenado minimo devia desde logo ter ficado como estava e assim o o patronato estaria agora com mais uns milhões. Estaria? É que se os trabalhadores tiverem dinheiro compram mais, (pão, leite, batatas, carne, peixe, vestuário, se calhar até passam a poder ir ao dentista), logo, os negócios fluem e a carga fiscal sobe. Ganham todos. Mas parece que há muito por aqui quem tenha a barriga cheia mas só estará feliz se o vizinho estiver a passar fome!
    É que estes Não se fartam de sacar, As coisas estão borradas, Afonso Marques, E eu votei em branco, pensam que o povo é todo parvo!

RESPONDER

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …