O stress e a tristeza por si só não matam ninguém

Tristeza ou stress não aumentam o risco de morte, de acordo com um estudo coordenado pela Universidade de Oxford em colaboração com a organização Cancer Research.

Analisando os hábitos de mais de um milhão de mulheres britânicas de mais de 50 anos ao longo de uma década, os investigadores contradizem o argumento de trabalhos anteriores de que ser infeliz faz mal à saúde.

O estudo de Oxford, publicado na Lancet, alega que os estudos anteriores confundiram causa e efeito, ao sugerirem que o grau de felicidade das pessoas poderia ajudar a prever a duração das suas vidas e que as alterações em hormonas de stress ou no sistema imunitário aumentam o risco de morte.

A equipa de investigadores britânicos e australianos argumenta ainda que houve falhas ao analisar a chamada causalidade reversa – as pessoas doentes tornam-se infelizes.

As participantes neste Million Women Study (“Estudo do Milhão de Mulheres”) tiveram que avaliar regularmente a sua saúde, e níveis de felicidade e de stress.

Os resultados mostraram que as diferenças de estados de espírito não tiveram impacto nenhum nas probabilidades de morte durante o estudo, com fatores como a saúde e o tabagismo a serem levados em conta.

As doenças deixam as pessoas infelizes, mas a infelicidade por si só não deixa ninguém doente. Não encontramos efeitos diretos da infelicidade ou do stress na mortalidade, mesmo neste estudo de dez anos com um milhão de mulheres”, explica Bette Liu, uma das investigadoras envolvidas no projeto.

Richard Peto, co-autor do estudo, disse que as pessoas que fumam socialmente tinham o dobro de hipóteses de morrer durante o estudo, um prognóstico que cresceu para três vezes no caso do tabagismo regular – a felicidade, contudo, foi um fator “irrelevante”.

Peto alerta que este “mito” pode estar demasiado enraizado na percepção pública. “As pessoas vão continuar a acreditar que o stress provoca ataques cardíacos. Não é verdade, mas é conveniente“, afirma Peto.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Mais seis mortos e 854 casos de covid-19. Lisboa com 49% das novas infeções

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 854 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …

Novo primeiro-ministro belga nomeado após 16 meses de crise política

O atual ministro das Finanças da Bélgica, Alexander de Croo, toma posse esta quinta-feira como primeiro-ministro, depois de ter sido na quarta-feira formalmente nomeado para o cargo, pondo fim a uma longa maratona de 16 …

Cortes de água, luz, gás e telecomunicações regressam esta quinta-feira

A partir desta quinta-feira, regressam os cortes de água, eletricidade, gás natural e telecomunicações para todos os consumidores em situação de desemprego, com uma quebra de rendimentos de, pelo menos, 20% ou que estejam infetados …

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …