Sophia vai hoje para o Panteão

D.R.

-

O corpo da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, falecida há dez anos, é traslado esta quarta-feira do cemitério de Carnide para o Panteão Nacional, em Lisboa, numa cerimónia que se inicia às 16h30 e deverá terminar pelas 20h30.

Panteão Nacional

A Assembleia da República, em fevereiro, decidiu por unanimidade dar honras de Panteão Nacional à autora de “A menina do mar”, como forma de homenagear “a escritora universal, a mulher digna, a cidadã corajosa, a portuguesa insigne“, e de evocar o seu exemplo de “fidelidade aos valores da liberdade e da justiça”, como se lê no texto parlamentar.

A urna com os restos mortais de Sophia de Mello Breyner Andresen sai, pelas 16h30, do Cemitério de Carnide, seguindo o cortejo fúnebre para a Capela do Rato, onde, pelas 17h15, é rezada uma missa pelo patriarca Manuel Clemente e pelo padre Tolentino de Mendonça, com a presença da família.

O cortejo, escoltado pela GNR, sai da capela em direção ao Panteão Nacional, passando pela Assembleia da República. O armão militar que transporta a urna contendo os restos mortais da poetisa está previsto chegar pelas 19h ao adro do Panteão Nacional, onde dará entrada pelo lado nascente, do campo de Santa Clara.

Honras de Panteão Nacional

À cerimónia, no Panteão, assistem a família, o Presidente da República, a presidente da Assembleia da República, o Primeiro-ministro e outras altas individualidades do Estado.

Escutado o Hino Nacional pelo Coro do Teatro Nacional de S. Carlos, José Manuel dos Santos, membro da Academia Nacional de Belas Artes, fará a evocação da poetisa, seguindo-se uma atuação da Companhia Nacional de Bailado, que voltará a ter outra, entre o discurso da presidente da Assembleia da República e o do Chefe de Estado, ao qual se seguirá a difusão de uma gravação, de 1957, de uma leitura de poemas por Sophia de Mello Breyner Andresen.

Pelas 20h, Aníbal Cavaco Silva, Assunção Esteves e Pedro Passos Coelho assinam o Termo de Sepultura no Panteão Nacional, será ouvido o “Magnificat” de Bach, pelo Coro do Teatro Nacional de São Carlos, que interpretará em seguida o Hino Nacional.

Os militares da GNR transportarão então a urna para o interior do Panteão até à sala onde se encontra a arca tumular, onde ficará depositada, e escutar-se-á o toque de clarim pela GNR, assinalando o final da cerimónia.

A arca tumular de Sophia de Mello Breyner Andresen ficará na sala onde se encontram as do general Humberto Delgado e do escritor Aquilino Ribeiro.

Numa outra sala estão as arcas tumulares de Amália Rodrigues, de João de Almeida Garrett, Abílio Guerra Junqueiro e João de Deus e, numa outra, as dos presidentes da República Manuel de Arriaga, Teófilo Braga, Sidónio Pais e Óscar Carmona.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …