As vistas, sons e cheiros da França rural podem vir a ser protegidos pela lei

Sem saber, o galo Maurice foi um presságio para uma grande reviravolta da legislação em França (ou, pelo menos, o início de uma).

No ano passado, os donos de uma casa de férias na ilha francesa de Oléron queixaram-se de que o galo Maurice cantava cedo demais. No entanto, o tribunal decidiu que o “símbolo da França rural” pode cantar quando lhe apetecer.

“Sempre houve barulho no campo”, disse Corinne Fesseau, dona do galo gaulês, que vive em Saint-Pierre-d’Oléron há 35 anos. “Quando as pessoas estão no campo, têm de aceitar os barulhos, tal como aceitam os barulhos da cidade.”

Maurice tornou-se o símbolo de um conflito ainda maior. À medida que os “neo-rurais” se deslocam das cidades para as pequenas aldeias, e as próprias cidades se expandem para invadir as comunidades rurais que as cercam, mais queixas contra as vistas, sons e cheiros da vida no campo chegam aos tribunais franceses.

Com tantas queixas acerca do mundo rural, os autarcas das pequenas comunidades são solicitados a intervir, apesar de a maioria hesitar fazê-lo. Segundo o Atlas Obscura, alguns governantes começaram a erguer nas suas aldeias sinais para alertar os visitantes de que sinos de igrejas, galos e rebanhos de ovelhas fazem parte do “pacote rural”.

“Se não consegue lidar com isso, está no lugar errado”, lê-se num dos sinais.

Pierre Morel-à-L’Huissier, o deputado que representa a zona rural de Lozère na Assembleia Nacional da França, explicou que este assunto faz as pessoas rir num primeiro momento, mas é mais sério do que imaginamos: “aborda algumas considerações complicadas entre a vida rural e a vida urbana”.

Em setembro do ano passado, Morel-à-L’Huissier apresentou uma nova proposta de lei à Assembleia Nacional Francesa: a Lei de Proteção do Património Sensorial do Interior de França.

O responsável introduziu, assim, um novo conceito – “herança sensorial” – no sistema jurídico francês. Pela primeira vez, os sons e os cheiros que animais como Maurice fazem serão explicitamente protegidos pela lei e reconhecidos como elemento integrante de um local.

Em janeiro, a proposta foi aprovada em unanimidade pela Assembleia Nacional e será agora votada pelo Senado, uma votação que foi adiada devido à pandemia de covid-19. Morel-à-L’Huissier mantém a esperança de que a lei ainda possa ser aprovada este ano.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Identificar, agir e respirar fundo. Na Coreia do Sul, as equipas de rastreio de elite mostraram como combater a covid-19

A Coreia do Sul tem uma das taxas mais baixas de infeções com origem desconhecida - cerca de 8%, um número que contrasta com a taxa de mais de 50% noutros países com novos surtos …

Hackers desenvolvem tecnologia para combater a violência doméstica

Em Israel, um grupo de hackers juntou-se para criar uma tecnologia de aplicações móveis que permitem ajudar pessoas em contexto de violência doméstica, mesmo antes desta acontecer. Em outubro de 2019, o assassinato de Michal Sela …

ALMA captura "fábrica agitada" de planetas

Os ambientes de formação planetária podem ser muito mais complexos e caóticos do que o que se pensava. Isto é evidenciado por uma nova imagem da estrela RU Lup, feita com o ALMA (Atacama Large …

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …