Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias.

Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial se aproxima nos EUA no próximo ano, as sondagens estão por toda parte. Os cidadãos terão que navegar entre muito barulho enquanto decidem qual partido ou candidato escolher.

Como uma recente investigação descobriu, a maneira como os cidadãos recebem informações sobre sondagens pode afetar o resultado das eleições.

Os investigadores realizaram várias experiências de laboratório para testar se o comportamento da votação é afetado por uma divulgação tendenciosa dos números da sondagem. Os resultados sugerem que sim.

Na sua experiência, os investigadores pediram a 375 estudantes voluntários que votassem numa série de eleições, escolhendo entre dois partidos — partido K e partido J. Eles fizeram-no sob duas condições: uma condição de tratamento imparcial, onde viram todas as sondagens, e uma de tratamento tendencioso, onde viram apenas as sondagens em que a popularidade do partido K foi a mais alta.

O cenário tendencioso conferiu um benefício considerável ao partido K. Nele, o partido K ganhou 80% das vezes. No cenário imparcial, o partido ganhava apenas 60% das vezes (essa proporção relativamente alta foi devida ao puro acaso).

Numa outra experiência, os participantes foram explicitamente informados de antemão que receberiam informações tendenciosas sobre as sondagens. Notavelmente, o partido K ainda ganhou consideravelmente apesar do viés, vencendo 64% das vezes — em comparação com 57% num ambiente imparcial. Mesmo quando os eleitores sabiam que estavam a receber informações tendenciosas, não pareciam descontá-las o suficiente ao votar.

Influência dos media

Tudo isto sugere que os resultados das eleições em países democráticos podem ser sensíveis a parcialidades, de acordo com a maneira como os media tradicionais divulgam os resultados das sondagens.

Os media tradicionais selecionam quais sondagens devem ser enfatizadas a partir de um grande conjunto de resultados. Às vezes, fazem isso com o objetivo de gerar notícias interessantes ou satisfazer as expectativas do público.

Este último significa que os jornalistas podem decidir não publicar uma sondagem que mostre um resultado inesperado, por exemplo, mesmo que acreditem que seja verdade, por preocupação de que os leitores possam vê-los como menos credíveis.

Os investigadores também descobriram que as redes sociais propagam os resultados das sondagens de maneira tendenciosa. No Twitter, em particular, “boas notícias” para partidos e políticos de esquerda espalham-se mais amplamente do que boas notícias para os conservadores.

E, como mostram os resultados experimentais, mesmo quando sabemos que isso está a acontecer, os cidadãos têm dificuldades em ter isso em consideração na cabine de voto. A investigação mostra isso, porque foi perguntado aos participantes quais é que eles achavam que iam ser os resultados para os partidos K e J. As intenções de voto foram muito semelhantes aos resultados médios das sondagens, mesmo quando os eleitores sabiam que os resultados eram tendenciosos.

Existe uma preocupação com o papel das sondagens de intenções de voto nas democracias modernas. Os resultados da investigação indicam que essa preocupação pode ser justificada.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Oposições criticam anúncios "pomposos” e gestão mediática do Governo

PSD, Bloco e PEV criticaram hoje a "gestão mediática" feita pelo Governo em relação ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e o PCP considerou que este programa revela o "grau de submissão" de Portugal …

Paquistanesas querem melhores leis contra a violação. Primeiro-ministro diz para vestirem mais roupa

As mulheres paquistaneses pedem melhores leis contra a violação. Entretanto, o seu primeiro-ministro diz-lhes que têm de vestir mais roupa. O Paquistão tem uma taxa de condenação por violação de 0,3%, uma das mais baixas do …

Jogador admite: "Escrevi uma frase racista"

Danilo Avelar está fora dos relvados há muito tempo, começou a jogar mais online e foi expulso. Corinthians também deverá castigar o atleta. Danilo Avelar não joga desde outubro de 2020 mas, mesmo longe dos jogos, …

Morreu o ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III

O ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III morreu hoje, aos 61 anos, depois de ter sido hospitalizado em Manila, disseram familiares aos meios de comunicação social locais. O ex-presidente das Filipinas Benigno "Noynoy" Aquino, herdeiro de …

Turista morre durante caminhada pelo Grand Canyon (e o calor excessivo poderá ser o culpado)

Uma mulher residente no estado de Ohio morreu enquanto fazia uma caminhada pelo Grand Canyon. De acordo com as autoridades, a morte estará relacionada com as temperaturas extremas que se faziam sentir. Michelle Meder, de 53 …

"Não temos condições de avançar". Calamidade prorrogada, Portugal recua no desconfinamento

Portugal vai travar o processo de desconfinamento em todo o território nacional, anunciou o Governo em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros desta quinta-feira. O conselho de ministros aprovou a prorrogação da Situação …

Túneis nazis em vulcão inativo da Polónia poderão esconder arquivo da Gestapo

Um grupo de exploradores polaco acredita que estes túneis nazis, construídos durante a II Guerra Mundial num vulcão inativo da Polónia, poderão esconder um arquivo da Gestapo. Uma rede de túneis feita pelos nazis num vulcão …

Portugal com duas mortes, 1.556 casos e menos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas duas mortes associadas à covid-19, 1.556 novos casos de infeções confirmadas, a maioria em Lisboa e Vale do Tejo, uma diminuição nos internamentos em enfermaria e um aumento nos …

Cristiano sai? Juventus tem sete alternativas

Juventus já terá uma lista restrita de possíveis reforços, caso o português deixe Turim durante este verão. Cristiano Ronaldo pode não voltar a jogar pela Juventus e, por isso, o clube de Turim já estuda alternativas …

UNESCO recomenda incluir Veneza na lista de património mundial em perigo

A UNESCO publicou estas recomendações a um mês da próxima sessão do seu comité de património mundial, que se vai realizar na China, de 16 a 31 de julho. Em Veneza, o impacto do turismo de …