“Só aumentariam as insuficiências”. Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Giuseppe Lami / EPA

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela pandemia de covid-19.

De acordo com o Observador, o grupo, onde se incluem Ana Jorge, ex-ministra da Saúde, Isabel do Carmo, antiga dirigente da Ordem dos Médicos, e João Goulão, Coordenador Nacional para os Problemas da Droga, não se sente representado pela carta assinada pela Ordem dos Médicos. “Poderá haver médicos concordantes com essa carta, por coincidirem com os seus objetivos. Nós não. Não nos sentimos representados”, afirmam na carta publicada no jornal Público.

O atual e cinco antigos bastonários da Ordem dos Médicos escreveram uma carta aberta sobre a urgente mudança de estratégia do SNS e entrada dos privados na resposta à pandemia e à saúde em geral. A esta, a ministra da Saúde, Marta Temido, respondeu com uma pergunta: “Porque é que nos estão a empurrar?”.

Agora, segundo este grupo de médicos, a proposta expressa pelo bastonário e outros membros e ex-membros da Ordem só aumentaria “as insuficiências que se apontam ao SNS, bem como o que os portugueses teriam de pagar pela sua saúde”.

A carta amplia “em tom alarmista” as dificuldades do SNS, “sobretudo derivadas da pandemia”, para com isso defender a utilização de serviços privados.

Sendo a Ordem dos Médicos “uma entidade de direito público, de inscrição obrigatória”, o grupo lembra que “as posições expressas pelos seus órgãos eleitos têm de corresponder ao máximo denominador comum” e que “não é lícito” que “a natural credibilidade da Ordem dos Médicos seja mobilizada para as posições pessoais de ex-bastonários e do seu bastonário atual. Descrevendo um ambiente de perigo iminente, vaticinando a falência do SNS e amplificando as suas dificuldades, desassossegando e perturbando a saúde mental das famílias e, sobretudo, das pessoas mais idosas e isoladas”, lê-se.

“É bom que se tenha respeito pelas verdadeiras tragédias. É bom que se contribua para a perceção do risco de forma racional e transmitindo a serenidade necessária a quem de facto tem de fazer escolhas todos os dias e tomar as precauções para prevenir o contágio”, escreveram.

Defendendo a “estrutura” e o espírito do SNS, os médicos explicam “a resposta exemplar” durante a primeira vaga que, na sua opinião, não se deveu apenas “à abnegação dos médicos e outros profissionais”.

Estes médicos consideram que recorrer ao privado é “levar o SNS a comprar (ainda mais) serviços aos estabelecimentos privados, aqueles que, no início da crise, praticamente fecharam, logo disseram que não recebiam doentes com covid-19 e enviaram grávidas positivas para os serviços públicos”.

“A concretização da proposta de operacionalização do chamado ‘sistema’ de saúde’, com ‘normalização’ da compra de serviços de saúde a prestadores privados, subverteria o conceito constitucional do Serviço Nacional de Saúde. O sentido da melhoria do SNS é exatamente o contrário: reforço da capacidade interna, para melhor servir a população em todas as necessidades de saúde e não apenas nas que dão lucro”, concluem.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem!!
    Ainda se está para perceber quais os interesses defendidos pelo Bastonário da Ordem dos Médicos e amigos – o SNS e a saúde dos portugueses já percebemos que não são!!

  2. Eu se fosse o bastonário sentir-me-ia muito envergonhado depois de ler esta carta e poria o cargo à disposição de quem melhor o soubesse desempenhar. Então o sr. bastonário vem para a praça pública defender os interesses do sector privado esquecendo os interesses dos mais desfavorecidos, mais atingidos pela pandemia, achando que nada deve ao sector público? E a sua formação? Foram os privados que para ela contribuíram? O SNS da saúde precisa de ajudas e não de despesas extras! É impossível que não haja um jogo de interesses por trás disto tudo! E esta é que é a verdadeira tragédia.

RESPONDER

Governo reservou 1.251 milhões para acesso à habitação. 25 câmaras captaram mais de metade do apoio

O Governo reservou no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) 1.251 milhões de euros em subvenções para executar o programa de apoio ao acesso à habitação. Até agora, acordos com 25 câmaras já captaram mais …

Cientistas encontraram 70 mil vírus nunca antes vistos no intestino humano

Cientistas identificaram mais de 70 mil vírus, até então desconhecidos, que vivem no nosso intestino e infetam as bactérias que lá vivem (como afetam o nosso corpo é ainda um mistério). No novo estudo, conta o …

Direita ultrapassa PS com subida da Iniciativa Liberal. Chega cai

Uma sondagem da Aximage para o Diário de Notícias, Jornal de Notícias e TSF revela que o PS está a perder peso nas intenções de voto, tendo sido ultrapassado pela direita. Segundo a sondagem, divulgada pelo …

Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas, "muito mais" do que as necessárias

Em entrevista à agência Lusa, Marta Temido anunciou que Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19. Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a covid-19, “muito mais” do …

Governo ainda está a tempo de "reverter" venda de barragens da EDP

A coordenadora do Bloco de Esquerda disse este domingo que o Governo ainda está tempo de reverter o negócio das venda de seis transmontanas, que terá permitido à EDP poupar 110 milhões em imposto de …

Cientistas encontraram abelha australiana que não era vista há 98 anos

Uma espécie de abelha nativa das florestas tropicais do leste da Austrália foi encontrada pela primeira vez em 98 anos. De acordo com o site IFLScience, trata-se da espécie Pharohylaeus lactiferus, abelha nativa do leste da …

Marcelo destaca papel de profissionais de UCI. Costa agradece à Madeira e FPF

O Presidente da República destacou e agradeceu o papel dos profissionais de saúde que estão nos cuidados intensivos, pelo seu papel no combate à pandemia, que considerou uma "saga nacional". "Eu queria, em primeiro lugar, louvar …

Entre farpas a Biden e Fauci, Trump admitiu concorrer à Casa Branca em 2024 (e vencer pela "terceira vez")

No primeiro discurso desde que saiu da Casa Branca, o antigo presidente Donald Trump deu a entender que vai concorrer novamente em 2024 e disse que Joe Biden "perdeu a Casa Branca". O ex-presidente dos Estados …

Cientistas estão a criar um "gémeo digital" da Terra (para prever o futuro)

Uma equipa de cientistas europeus começaram a trabalhar num plano ambicioso para prever o futuro das alterações climáticas: reconstruir uma versão virtual de toda a Terra para representar diferentes cenários. O planeta virtual faz parte de …

Asteróide passará a grande velocidade pela Terra em março. É o maior (e o mais veloz) de 2021

Um asteróide com um diâmetro de até 1,7 quilómetros passará pela Terra a grande velocidade no próximo mês de março, de acordo com dados publicados recentemente pelo Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. Apesar de …