Siza Vieira apresenta queixa-crime à PGR por “denúncia caluniosa”

António Cotrim / Lusa

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital anunciou, esta quinta-feira, que apresentou queixa-crime à Procuradoria-Geral da República (PGR) por “denúncia caluniosa” no inquérito que investiga suspeitas de corrupção em torno de negócios com hidrogénio verde.

No fim da conferência de imprensa sobre os novos apoios às empresas, Pedro Siza Vieira pediu para fazer um aparte sobre a notícia publicada pela revista Sábado, esta quinta-feira, que dá conta de um inquérito que investiga suspeitas de corrupção em torno de negócios com hidrogénio verde, no qual é visado juntamente com o secretário de Estado da Energia João Galamba.

“Queria fazer uma declaração sobre a notícia que veio hoje a público na revista Sábado, que fez capa, e também sobre o esclarecimento prestado pela Procuradora-Geral da República. Em primeiro lugar, não tenho nenhuma informação sobre este caso além daquela que os senhores jornalistas já conhecem. Aquilo que sei é a leitura da notícia e aquilo que a Procuradora-Geral da República também exprimiu”, começou por dizer o ministro, citado pela rádio TSF.

O governante disse ainda que, numa carta dirigida à Procuradora-Geral da República, Lucília Gago, pediu para ser “formalmente ouvido”, caso se confirme que o seu nome é citado no inquérito, e para considerar a comunicação como uma queixa-crime por “denúncia caluniosa”.

“A confirmar-se a existência do processo e a confirmar-se que tem, na origem, uma denúncia, pedi também que considerasse essa minha comunicação como uma queixa-crime pela prática do crime de denúncia caluniosa porque os factos, que não sei exatamente quais são, não têm fundamento, designadamente relativamente àquelas matérias que são enunciadas na revista Sábado”, declarou aos jornalistas.

Para o ministro, “associar a ideia de corrupção à participação de qualquer membro do Governo é uma ideia absolutamente repugnante“. “É-me repugnante pessoalmente porque, na verdade, 30 anos de vida profissional a construir uma reputação de integridade não é uma coisa que se goste de ver manchada, mas é sobretudo uma ideia muito perigosa do ponto de vista da confiança nas instituições”, atirou.

A PGR confirmou que está em curso um inquérito no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) sobre esta matéria, mas acrescentou que não existem arguidos e que as averiguações estão em segredo de justiça.

Segundo a Sábado, os dois governantes são suspeitos de favorecimento do consórcio EDP/Galp/REN no projeto do hidrogénio verde para Sines. António Mexia e João Manso Neto, ex-administradores da EDP, são outros dos visados, assim como o administrador da Galp, Costa Pina.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …