Site na Índia promove casamentos entre pessoas com VIH

BBC

foto: BBC

foto: BBC

O projecto, que já formou dezenas de casais, é financiado por um funcionário público com dinheiro do seu próprio bolso.

Quando Nisha viu a seringa a ser preenchida com o seu sangue, mal imaginava que a agulha na sua veia também estava a sugar a sua esperança e dignidade.

Grávida, Nisha estava num hospital em Parbhani, no Estado de Maharashtra, no oeste da Índia, a fazer um teste de rotina. Mas o seu mundo desabou quando descobriu que era seropositiva.

Os resultados do teste confirmaram a suspeita de que fora o seu marido a transmitir-lhe o vírus. Mas foi Nisha quem acabou por ser culpada pela família, e expulsa da própria casa.  O seu maior temor acabou por se tornar realidade quando o filho nasceu: ele também era seropositivo.

Depois do divórcio, Nisha conta à BBC que perdeu a vontade de viver.

“Eu queria matar o meu filho e matar-me a mim mesma”, diz ela. “Queria casar de novo, mas não sabia como encontrar um parceiro seropositivo.”

Depois de alguns anos de muito sofrimento, Nisha soube do PositiveSaathi.com, um site na internet para pessoas seropositivas que querem casar. Saathi é a palavra hindi para “parceiro” ou “amigo”.

Hoje, aos 42 anos, Nisha tem uma vida tranquila, depois de encontrar um novo marido, também seropositivo, que lhe dá apoio e ao filho de 11 anos.

“O site veio como um raio de esperança no meu momento mais escuro”, diz Nisha.

Este sentimento é partilhado por mais de 5 mil pessoas com HIV positivo que estão registadas no site.

Anil Valiv fundou o PositiveSaathi.com in 2006 (foto: BBC)

Anil Valiv fundou o PositiveSaathi.com in 2006 (foto: BBC)

Rejeição pela família

Anil Valiv, um funcionário público de 43 anos, está por trás da iniciativa. Fundou o PositiveSaathi.com em 2006.

Apesar do seu trabalho desgastante no departamento de Transportes do Estado, Valiv encontra tempo na sua vida para ajudar pessoas que sofrem com as consequências do HIV.

Valiv começou o seu activismo promovendo exames de HIV entre motoristas de camião – um grupo de alto risco na Índia. Foi assim que conheceu um homem que queria muito casar-se, mas que se sentia impedido por causa do vírus.

“Essa pessoa contou ao médico que, se não encontrasse uma pessoa com HIV em breve, casava-se com uma mulher saudável sem revelar o seu status de HIV. O médico teve um dilema. Isso me fez perceber o quão difícil é para as pessoas nesta condição encontrarem parceiros.”

Valiv também acompanhou de perto o caso de um amigo que contraiu o vírus nos anos 1990.

“Ele foi rejeitado pela própria família. Não consigo esquecer-me do seu olhar esperançoso de achar uma família e ter filhos. O estigma da infecção é tão grande que quando ele morreu, em 2006, o pai recusou-se a acender a pira no funeral, que estava praticamente vazio.”

Vavil diz que as pessoas com HIV são tratadas de forma desumana, e que quando não recebem ajuda ou apoio podem acabar por espalhar a doença, desesperadas para preencher necessidades físicas e emocionais.

Quase dois terços das pessoas registadas no site são de áreas rurais. Esse número é surpreendente, considerando-se que o acesso à internet nestas zonas é difícil.

Algumas dezenas de pessoas têm conseguido casar devido não só ao site mas também a encontros promovidos por Vavil.

Em 2010, 22 pessoas que usaram o site fizeram um casamento coletivo em Pune. Valiv conta que mais de 20 casais que ele ajudou a formar geraram filhos sem HIV.

Valiv está agora a montar um site que agregue doações para ONGs que apoiam órfãos seropositivos.

“O HIV”, diz Valiv, “não devia tirar às pessoas o direito de sonhar”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …

Praga de baratas fecha refeitório do hospital Amadora-Sintra

Uma praga de baratas está a afetar o Hospital Amadora-Sintra, provocando sérios transtornos às centenas de trabalhadores desta unidade de saúde. O caso foi denunciado ao Correio da Manhã por funcionários e confirmado pelo hospital. A …

Singapura é a inesperada vencedora da crise em Hong Kong

A instabilidade política está a levar uma crescente instabilidade económica em Hong Kong. Quem beneficia com isto é a Singapura, que surge como alternativa no mercado asiático. Em Hong Kong, o duelo entre os manifestantes contra …