SIRESP exige ao Estado mais de um milhão de euros

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa

A entidade gestora do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) tem quatro processos pendentes em tribunal, onde exige ao Estado indemnizações de mais de um milhão de euros por atrasos na atribuição de terrenos.

O Diário de Notícias avança que estes processos movidos pelo SIRESP contra o Estado português respeitam a 2007, 2008, 2010 e 2013.

Em causa estão pedidos de reposição de equilíbrio financeiro, fruto do atraso do Estado na atribuição de terrenos para a instalação de estações-base do Sistema de Emergência.

O jornal conta que, em apenas dois dos quatro processos, o SIRESP exige mais de um milhão de euros em indemnizações.

A queixa com o pedido mais elevado respeita a 2010 por causa do atraso na cedência de terrenos para a instalação de bases na rede de Metro do Porto, conforme relata o DN, frisando que estão em causa 805 mil euros.

O processo de 2008 envolve 429 mil euros de indemnização e terrenos na zona de Leirosa, no distrito de Coimbra.

Quanto aos processos de 2007 e 2013, não são conhecidos os valores em causa, mas referem-se a terrenos em Tomar, Alverca do Ribatejo e Mafra.

Os quatro processos continuam pendentes no Tribunal Arbitral do Centro de Arbitragem Comercial da Câmara de Comércio da Indústria Portuguesa e estão assinalados no Orçamento de Estado de 2017 e nos boletins da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projectos (UTAP), uma vez que podem ter impacto orçamental.

O diário conta que, em 2016, o Estado gastou 41,2 milhões de euros com o SIRESP que tem estado na ordem do dia depois das falhas que revelou durante o incêndio em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

O Governo já anunciou que vai aplicar multas à gestora do Sistema de Emergência, fruto das falhas de comunicação. Podem estar em causa valores entre os cinco mil e os 200 mil euros por cada infracção apurada.

ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Isto é mesmo o país dos BANANAS. Então o SIRESP é que falha indecentemente e eles é que ainda entrepõem processo ao estado?? RUA c/ eles… p/ este género de trabalho NÃO. Andam a roubar os Portugueses c/ impostos e + IMPOSTOS para quê? Para este tipo de gentalha??

  2. NÃO EXISTE NENHUM ORGANISMO QUE EU POSSA ADERIR PARA ACABAR COM ESTA “TRAFULHADA” TODA?
    O estado (nós) pagamos uma quantia milionária, por intermédio de Ricardo salgado E Duarte Lima, para termos SIRESP, agora temos que pagar o que já esta pago, em indemnizações porque alguém não recebeu dividendos?!??!? Bem algo me diz que os fogos tiveram a mão do SIRESP, Qque por falta de pagamento “quis ver o circo a arder”… E o Povo que se F***
    O que fazer num país tão corrupto e injusto como este pequeno calimero chamado Portugal?

  3. Eu sou da opinião que o povo português deveria processar igualmente o Estado e todos os seus governantes desde o 25 de abril… sempre.

  4. Estas entidades só podem mesmo estar mal habituadas, processam a “vaca” que os tem “amamentado” de forma tão generosa.
    Gostava de saber quantos foram os milhões que já pagos ao SIRESP através de estes e outros malabarismos, para manter a “pança bem atulhada” enquanto nós somos extorquidos até à ultima migalha de pão, até à ultima gota de suor e até ao ultimo sopro de vida, por causa destas negociatas indeléveis que nos sugam até a nossa própria humanidade.

  5. É pá, isto foi mesmo um bom negócio que o senhor Costa fez enquanto ministro! Depois desta desgraça toda ainda lhe exigem mais dinheiro, eu agora fico a aguardar pela reacção dos parceiros governamentais e do próprio PS tão eficazes sempre a aconselharem o fim das relações com certas empresas, estou para ver se esta agora será uma boa empresa!.

      • Olha este!
        Estás a querer dizer que não foi o António Costa que cancelou o contrato assim que chegou a ministro da AI, para poucas semanas depois ser ELE a voltar a assinar exactamente o MESMO CONTRATO com O MESMO CONSÓRCIO, com AS MESMAS CONDIÇÕES, excepto que cortou 35 milhões nas baterias, num contrato de 700 milhões/ano, a troco de agora o SIRESP poder dizer que “foram tomadas decisões que limitaram a autonomia do serviço”?
        Estás a brincar?
        Alguns de nós não usam os neurónios só para mandar areia para os olhos dos outros, também os usam para guardar informação, sabes?

  6. Este Eu! ao vivo é provavelmente ainda mais palerma do que aparenta pelos comentários. Não tem um qualquer argumento válido. Só diz disparates e pronto… é feliz na sua ignorância.

RESPONDER

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …

Sporting avança com nova proposta por Paulinho

O Sporting avançou com uma nova proposta pelo avançado português Paulinho, ao serviço do SC Braga, depois de as partes não terem conseguido chegar a acordo na janela de transferências do verão passado.  De acordo com …

Beatriz Freitas escolhida para presidente do Banco Português de Fomento

Beatriz Freitas, que já assegurava o cargo de forma interina, foi a escolhida para presidente executiva do Banco Português de Fomento (BPF). O jornal online ECO apurou, junto de vários fontes, que Beatriz Freitas foi a …

Pais com filhos até 12 anos já podem pedir apoio à Segurança Social

Os pais de crianças até aos 12 anos que tiverem de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas já podem pedir o apoio excecional à família, segundo o Instituto da Segurança …

Políticas de Lagarde geram 245 milhões para a banca portuguesa

A estratégia do Banco Central Europeu (BCE) de combate ao impacto da pandemia na banca está a gerar ganhos de 4,8 mil milhões de euros para as instituições financeiras da Zona Euro, com Portugal do …