SIRESP exige ao Estado mais de um milhão de euros

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa

A entidade gestora do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) tem quatro processos pendentes em tribunal, onde exige ao Estado indemnizações de mais de um milhão de euros por atrasos na atribuição de terrenos.

O Diário de Notícias avança que estes processos movidos pelo SIRESP contra o Estado português respeitam a 2007, 2008, 2010 e 2013.

Em causa estão pedidos de reposição de equilíbrio financeiro, fruto do atraso do Estado na atribuição de terrenos para a instalação de estações-base do Sistema de Emergência.

O jornal conta que, em apenas dois dos quatro processos, o SIRESP exige mais de um milhão de euros em indemnizações.

A queixa com o pedido mais elevado respeita a 2010 por causa do atraso na cedência de terrenos para a instalação de bases na rede de Metro do Porto, conforme relata o DN, frisando que estão em causa 805 mil euros.

O processo de 2008 envolve 429 mil euros de indemnização e terrenos na zona de Leirosa, no distrito de Coimbra.

Quanto aos processos de 2007 e 2013, não são conhecidos os valores em causa, mas referem-se a terrenos em Tomar, Alverca do Ribatejo e Mafra.

Os quatro processos continuam pendentes no Tribunal Arbitral do Centro de Arbitragem Comercial da Câmara de Comércio da Indústria Portuguesa e estão assinalados no Orçamento de Estado de 2017 e nos boletins da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projectos (UTAP), uma vez que podem ter impacto orçamental.

O diário conta que, em 2016, o Estado gastou 41,2 milhões de euros com o SIRESP que tem estado na ordem do dia depois das falhas que revelou durante o incêndio em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

O Governo já anunciou que vai aplicar multas à gestora do Sistema de Emergência, fruto das falhas de comunicação. Podem estar em causa valores entre os cinco mil e os 200 mil euros por cada infracção apurada.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Isto é mesmo o país dos BANANAS. Então o SIRESP é que falha indecentemente e eles é que ainda entrepõem processo ao estado?? RUA c/ eles… p/ este género de trabalho NÃO. Andam a roubar os Portugueses c/ impostos e + IMPOSTOS para quê? Para este tipo de gentalha??

  2. NÃO EXISTE NENHUM ORGANISMO QUE EU POSSA ADERIR PARA ACABAR COM ESTA “TRAFULHADA” TODA?
    O estado (nós) pagamos uma quantia milionária, por intermédio de Ricardo salgado E Duarte Lima, para termos SIRESP, agora temos que pagar o que já esta pago, em indemnizações porque alguém não recebeu dividendos?!??!? Bem algo me diz que os fogos tiveram a mão do SIRESP, Qque por falta de pagamento “quis ver o circo a arder”… E o Povo que se F***
    O que fazer num país tão corrupto e injusto como este pequeno calimero chamado Portugal?

  3. Eu sou da opinião que o povo português deveria processar igualmente o Estado e todos os seus governantes desde o 25 de abril… sempre.

  4. só pedem um milhão de euros…….se fosse comigo eu pedia MIL MILHÕES de euros……….e não descansava enquanto não pagassem…

  5. Estas entidades só podem mesmo estar mal habituadas, processam a “vaca” que os tem “amamentado” de forma tão generosa.
    Gostava de saber quantos foram os milhões que já pagos ao SIRESP através de estes e outros malabarismos, para manter a “pança bem atulhada” enquanto nós somos extorquidos até à ultima migalha de pão, até à ultima gota de suor e até ao ultimo sopro de vida, por causa destas negociatas indeléveis que nos sugam até a nossa própria humanidade.

  6. É pá, isto foi mesmo um bom negócio que o senhor Costa fez enquanto ministro! Depois desta desgraça toda ainda lhe exigem mais dinheiro, eu agora fico a aguardar pela reacção dos parceiros governamentais e do próprio PS tão eficazes sempre a aconselharem o fim das relações com certas empresas, estou para ver se esta agora será uma boa empresa!.

      • Olha este!
        Estás a querer dizer que não foi o António Costa que cancelou o contrato assim que chegou a ministro da AI, para poucas semanas depois ser ELE a voltar a assinar exactamente o MESMO CONTRATO com O MESMO CONSÓRCIO, com AS MESMAS CONDIÇÕES, excepto que cortou 35 milhões nas baterias, num contrato de 700 milhões/ano, a troco de agora o SIRESP poder dizer que “foram tomadas decisões que limitaram a autonomia do serviço”?
        Estás a brincar?
        Alguns de nós não usam os neurónios só para mandar areia para os olhos dos outros, também os usam para guardar informação, sabes?

  7. Este Eu! ao vivo é provavelmente ainda mais palerma do que aparenta pelos comentários. Não tem um qualquer argumento válido. Só diz disparates e pronto… é feliz na sua ignorância.

RESPONDER

"Estava em segredo". Comissão de inquérito abre investigação à divulgação do relatório secreto de Costa Pinto

A Comissão Parlamentar de Inquérito ao Novo Banco abriu esta terça-feira uma investigação sumária à divulgação do chamado “Relatório Costa Pinto”. A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal online Observador, o mesmo órgão de comunicação …

Cheias em Luanda fazem 14 mortos e mais de 8 mil desalojados

As chuvas torrenciais que esta segunda-feira provocaram o caos em Luanda, deixaram 14 mortos e mais de oito mil pessoas desalojadas, segundo dados transmitidos esta noite pelo porta-voz do serviço de protecção civil e bombeiros. Faustino …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Franceses com passe para poder viajar. Grécia já recebe estrangeiros vacinados ou testados

Numa altura em que vários países já fazem planos de abertura ao turismo, como é o caso de França e Grécia, há outros que ainda se mostram com receio de avançar. Em Itália o número …

"Um pouco de compaixão". Júri delibera sentença da morte de George Floyd

As autoridades norte-americanas estão a preparar-se para vários dias de eventuais manifestações por todo o país quando for conhecida a sentença do antigo polícia que está a ser julgado pelo homicídio de George Floyd, em …

Casimiro está a tentar vender a sua participação na Groundforce. CGD não avança com empréstimo

A Groundforce deverá ter um novo acionista em breve. Está em curso um processo para encontrar um investidor que compre a participação de Alfredo Casimiro na empresa. O empresário já está em negociações exclusivas. Para já, …

Governo suspende pagamento do IVA nas moratórias bancárias

As famílias e empresas com empréstimos abrangidos pelas moratórias bancárias vão ficar desobrigadas do pagamento do IVA que incidiria sobre as prestações mensais. Nos contratos continuados, em que há uma prestação de bens ou serviços que …

Superliga dos ricos quer evitar ruína dos clubes. FC Porto rejeitou convite, mas Benfica estará a tentar entrar

"Fazemos a Superliga para salvar o futebol, a situação é dramática". As palavras são de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, um dos 12 clubes que anunciaram a criação de uma Superliga Europeia com os …

”As pessoas estão cansadas desta governação”. Moedas desvaloriza sondagem que o coloca atrás de Medina

Carlos Moedas, que se encontra na corrida autárquica em Lisboa, acusa Medina - seu principal adversário - de não ter uma estratégia clara para o Parque Mayer e defende projeto que una a educação a …