Sindicato da PSP pede a polícias para não passarem multas

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia pediu que a partir desta segunda-feira os polícias tenham uma postura “exclusivamente preventiva” nas diversas ocorrências com os cidadãos, em alternativa às contra-ordenações.

Este protesto da ASPP, que vai decorrer até 31 de março, surge após os polícias não terem recebido qualquer resposta por parte do Governo aos compromissos assumidos.

O presidente da ASPP, Paulo Rodrigues, disse à agência Lusa que este apelo aos polícias para que adotem uma postura preventiva, em vez de contra-ordenações, é uma alternativa à greve, já que não têm esse direito.

Se tivéssemos direito à greve, hoje estaríamos a iniciar uma greve“, sublinhou Paulo Rodrigues, frisando que esta forma de protesto é o único instrumento ao dispor dos polícias. “Se eventualmente, em qualquer ocorrência, os polícias puderem optar entre aplicar uma contra-ordenação ou uma ação preventiva e pedagógica, devem optar pela pedagógica ou preventiva”, explicou.

Os polícias exigem o pagamento dos retroativos retirados desde 2011 dos subsídios em período de férias, tendo este corte sido já suspenso, mas continuam por pagar os retroativos, tal como foi decidido em tribunal.

Outra das reivindicações passa pelo aumento das listas da pré-reforma, indicando Paulo Rodrigues que o estatuto prevê a saída de 800 elementos anualmente, mas o Governo tem feito listas de 400.

Outra das promessas do Governo ainda não cumprida passa pela revisão dos vários suplementos e pela criação do subsídio de risco, uma recomendação aprovada na Assembleia da República. Questões relacionadas com as viaturas e equipamentos de proteção individual são também motivos de descontentamento por parte dos polícias.

O presidente do sindicato mais representativo da PSP avançou também que, na quinta-feira, a ASPP vai entregar no Ministério da Administração Interna um caderno reivindicativo a exigir que estas questões fiquem resolvidas até ao final da legislatura.

Paulo Rodrigues admitiu outras ações de luta até ao final de março, nomeadamente a participação da ASPP na manifestação de polícias fardados, marcada para 14 de março, e que conta com a adesão de quase todos os sindicatos da PSP.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …