Sindicato diz que Soares da Costa deve 4 milhões em salários

Amanda Bicknell / Wikimedia

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção afirmou esta quinta-feira que a Soares da Costa “já deve quatro milhões de euros” em salários aos trabalhadores, mas a empresa diz que o valor “é manifestamente” mais baixo.

Em conferência de imprensa, no Porto, que contou com a presença de trabalhadores da empresa que estiveram em Angola e, atualmente, estão na inatividade em Portugal, Albano Ribeiro esclareceu que “a situação é diferenciada”, referindo que “há casos de atraso de três meses, dos trabalhadores que estão em Portugal, e outros de seis meses, de trabalhadores em Angola“.

Fonte oficial da construtora disse à Lusa, por sua vez, que “o valor total em dívida é manifestamente inferior ao mencionado pelo sindicato”, mas não concretizou, e que os meses de salários em atraso divergem consoante as situações, sendo de apenas um mês para os trabalhadores em Portugal.

Já o dirigente sindical afirmou que “muitos dos trabalhadores já não têm dinheiro para comer e muitas famílias já não tem condições para pagar empréstimos, não lhes restando outra alternativa que não seja emigrar”.

Segundo Albano Ribeiro, “o sindicato tem aconselhado a suspensão dos contratos de trabalho, porque é a forma de garantir que os trabalhadores recebem uma parte do seu salário, podendo retomar o seu posto quando a empresa retomar o caminho para se afirmar no mercado”.

“É inadmissível o que a empresa está a fazer”, sublinhou, acusando a Soares da Costa de não aceitar falar com os trabalhadores, “alguns com 30 e 40 anos de casa”.

A fonte oficial da Soares da Costa afirma que a empresa tem falado com os trabalhadores, diretamente ou através da comissão que os representa. “Ainda ontem [quarta-feira] houve uma reunião com a Comissão de Trabalhadores na qual todas as questões foram debatidas e explicadas”, disse.

No caso dos salários em atraso, a mesma fonte oficial explicou que “há situações que estão a ser resolvidas devagarinho” e que, no caso de Angola, “o problema tem sido, essencialmente, devido à dificuldade em fazer a diferença de divisas, de kwanzas para euros”.

Para Albano Ribeiro, este argumento é “uma inverdade”, uma vez que “há outras empresas portuguesas a operar nas mesmas condições em Angola e que têm os salários em dia”.

“Dos trabalhadores que estão em atividade em Portugal, há um mês em atraso [de salários], o de maio, e há situações diversas consoante a geografia. Onde há mais atrasos é, então, em Angola pelas razões referidas”, concluiu fonte oficial da Soares da Costa à Lusa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto castigado com um jogo à porta fechada

O FC Porto foi punido com um jogo à porta fechada, esta sexta-feira, devido a "um ato de ofensa corporal a agente desportivo" na final da Taça de Portugal. A punição aplicada pelo Conselho de Disciplina …

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …

Conselho Europeu termina sem acordo sobre Orçamento

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou, esta sexta-feira, sem acordo. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, lamentou este desfecho e sublinhou que os líderes dos 27 Estados-membros …

Absolvidos médicos que não detetaram tumor cerebral em jovem de 19 anos

O Tribunal da Relação do Porto absolveu os quatro médicos que não diagnosticaram um tumor cerebral a uma jovem que acabou por morrer. O caso de Sara Moreira, a jovem de 19 anos que morreu com …

Isabel dos Santos está 100 milhões mais "pobre" (e uma das suas empresas em Portugal tenta evitar a falência)

A fortuna de Isabel dos Santos está avaliada em 2,2 mil milhões de dólares, o que a mantém como a mulher mais rica de África, mas a empresária angolana perdeu 100 milhões de dólares em …

Polícia indiana vai proteger Trump com fisgas (por causa dos macacos selvagens)

Polícia armada com catapultas foi designada para proteger o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de macacos selvagens durante a sua visita ao Taj Mahal, na Índia. Entre 500 e 700 macacos rhesus vivem no mausoléu …

Análises negativas a dois passageiros do navio Westerdam que chegaram a Lisboa

Dois residentes em Portugal que eram passageiros do navio MS Westerdam, que esteve atracado no Camboja, foram submetidos a análises laboratoriais para o novo coronavírus e os resultados foram negativos. Num comunicado divulgado hoje no seu …

Morreu o escritor Vasco Pulido Valente

O escritor e cronista morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos de idade, em Lisboa. O Público, jornal no qual foi cronista desde a sua fundação, confirmou junto de fonte familiar que Vasco Pulido Valente morreu, esta …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta na Alemanha para construir fábrica

A justiça alemã permitiu à Tesla, empresa liderada por Elon Musk, destruir 92 hectares na Alemanha para construir uma fábrica de grandes dimensões. Esta será a sua primeira fábrica na Europa. Como informou o Deutsche Welle, citado …