Sindicância à Ordem dos Enfermeiros continua até haver decisão sobre providência cautelar

Nuno Fox / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

O Ministério da Saúde disse que foi esta segunda-feira notificado da junção pela Ordem dos Enfermeiros de dois pareceres jurídicos à providência cautelar interposta por aquela entidade, mas adianta que a sindicância vai prosseguir até haver decisão neste processo.

A bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, anunciou esta segunda-feira que a Ordem dos Enfermeiros (OE) não vai fornecer mais documentos no âmbito da sindicância ordenada pelo Ministério da Saúde em abril à Ordem sem ordem judicial, porque a considera ilegal.

A decisão da OE baseia-se num parecer do professor catedrático e especialista em questões do regime de proteção de dados Alexandre Sousa Pinheiro e num parecer do professor catedrático de Direito Constitucional e de direito Administrativo Paulo Otero que sustentam a posição da Ordem dos Enfermeiros face à sindicância, de que “é ilegal”.

Ana Rita Cavaco disse, em conferência de imprensa, que iria informar a ministra da Saúde, Marta Temido, de que a Ordem dos Enfermeiros apenas dará cumprimento a injunções que lhe sejam efetuadas pelos tribunais e lhe iria entregar os dois pareceres jurídicos.

Contactado pela agência Lusa, o Ministério da Saúde afirmou que “foi notificado, através da Jurisapp, da junção, pela Ordem dos Enfermeiros, de dois pareceres jurídicos aos autos da providência cautelar interposta” pela OE. “A referida providência cautelar ainda não teve decisão, pelo que, até lá, a sindicância prossegue“, afirma o Ministério da Saúde numa resposta escrita, adiantando que continua a aguardar a entrega do relatório final da sindicância pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde.

A providência cautelar interposta pela Ordem contra o Ministério da Saúde e contra Marta Temido visa suspender a sindicância à Ordem por considerar, segundo o advogado da OE, Paulo Graça, que “padece de múltiplas ilegalidades” e é motivo de danos de natureza patrimonial e não patrimonial.

No parecer divulgado pela OE, Paulo Otero afirma que “o Ministério da Saúde tem agido sobre a ordem dos Enfermeiros como se a ordem jurídica vigente fosse semelhante ao modelo corporativo do Estado fascista italiano ou do Estado Novo português“.

Sublinha ainda que a IGSA trata a OE “como se se tratasse de um órgão do Estado, aplica-lhe os diplomas reguladores da atividade inspetiva da administração central e entra pelas instalações da Ordem dos Enfermeiros como se tratasse de um departamento subordinado hierarquicamente ao Ministério da Saúde”.

Aludindo ao modo com a IGAS atuou na sede da OE no dia 13 de maio, o professor catedrático afirma que o seu comportamento “consubstancia um atentado gravíssimo à autonomia da instituição e ao próprio Estado de direito democrático, verificando-se que nem durante o Estado Novo alguma vez o Governo adotou semelhante conduta face às ordens profissionais”.

Sobre esta situação, a Ana Rita Cavaco avançou que vai apresentar queixas-crime relativamente à atuação dos inspetores da IGAS, que invadiram, com a ajuda da PSP, as instalações da Ordem dos Enfermeiros.

“Atenta a prática de atos materiais por parte dos senhores sindicantes, designadamente por ordem da senhora Inspetora Geral da IGAS, os quais configuram os crimes de sequestro qualificado, furto qualificado, coação agravada, introdução em lugar vedado ao público, abuso de poder, acesso ilegítimo a dados informáticos, dano, difamação agravada e ofensa a pessoa colectiva agravada, será nesta data apresentada participação ao Ministério Público para os devidos efeitos”, adiantou depois a OE em comunicado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …