Nem sim, nem não. João Ferreira não esclarece se daria posse a um Governo com apoio do Chega

GUE/NGL / Flickr

O eurodeputado João Ferreira, candidato pelo PCP à Câmara de Lisboa em 2017

Numa entrevista concedida à RTP, o candidato presidencial João Ferreira não foi claro quanto à possibilidade de dar posse a um Governo de direita com o apoio do Chega.

Esta segunda-feira, João Ferreira, candidato comunista às eleições presidenciais de 24 de janeiro, deu uma entrevista à RTP na qual não esclareceu se daria posse a um Governo de direita com o apoio do Chega. Ainda assim, o eurodeputado disse que teria de “ter em conta” as posições “contrárias a princípios e valores constitucionais” do partido.

Enquanto Presidente da República que jura “cumprir e fazer cumprir a Constituição”, João Ferreira “não deixaria de ter em conta” que o Chega é uma “força que declaradamente, nos seus princípios e na sua ação, assume posições contrárias a princípios e valores“.

O candidato não respondeu diretamente à questão, mas afirmou que tudo faria “para evitar chegar a uma situação em que o Presidente fosse confrontado” com este cenário. “Não abdicaria de nenhum dos poderes, mas o Presidente não pode, não deve inventar poderes.”

A pergunta tem sido colocada a vários candidatos à Presidência da República. Ana Gomes e Marisa Matias disseram que não o fariam, enquanto que o atual chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que daria posse a um Governo nessas condições.

Para o candidato comunista, o “problema do crescimento de forças de extrema-direita, de cariz antidemocrático” tem outro problema por trás: “a ausência de resposta a problemas que as pessoas sentem nas suas vidas”, como “a falta de emprego” ou “a instabilidade de emprego”.

João Ferreira entende que é “a falta de perspetivas de realização no presente e no futuro que arrasta muita gente a apoiar essas forças” que, por sua vez, são “apoiadas por setores poderosos do poder económico, que têm projetos claramente de confronto com o regime democrático”.

Na mesma entrevista, o eurodeputado abordou o homicídio de um cidadão ucraniano nas instalações do SEF do aeroporto de Lisboa, considerando “inqualificável“. O candidato a Belém entende que deve ser criado um mecanismo de garantia de direitos, que pode não excluir a extinção do SEF.

Por outro lado, considerou “anacrónico” o modelo de segurança nacional vigente em Portugal, pela ambiguidade da demarcação de competências entre a PSP e a GNR.

Em relação à TAP, João Ferreira referiu que uma gestão integrada dos aeroportos e da companhia aérea teria permitido enfrentar a crise causada pela pandemia de covid-19 em melhores condições. A reestruturação não pode destruir as condições indispensáveis para a presença da TAP enquanto companhia aérea de bandeira, quando for retomado o tráfego aéreo.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes ao novo coronavírus vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) …

Poeira de asteróide encontrada na cratera Chicxulub encerra caso da extinção dos dinossauros

Uma equipa de investigadores acredita ter encerrado o caso da extinção dos dinossauros após ter encontrado poeira de asteróide na cratera que Chicxulub terá criado há 66 milhões de anos. Desde os anos 1980 que a …

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …

Os tigres estão em risco e podem precisar de um "resgate genético"

Os tigres estão sob ameaça e um novo estudo sugere que estes felinos podem precisar de um "resgate genético". O acasalamento entre diferentes subespécies é uma opção. Fragmentação do habitat, conflito entre humanos e vida selvagem, …

Há estranhas nuvens que brilham à noite (e já sabe o que são)

Uma equipa de cientistas usou um pequeno foguete lançado pela NASA para estudar a natureza de um tipo indescritível de nuvens que brilham no escuro, criando uma artificialmente. Desde o final dos anos 1800 que …

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …