Sim, a forma mais eficaz de perder peso é “fechar a boca”

daniellehelm / Flickr

Comer ou não comer, eis a questão

Depois de muitos e diversos estudos científicos, a conclusão inequívoca é esta: a forma mais eficaz de perder peso com o mínimo esforço é “fechar a boca”.

Não há ninguém que nunca tenha ouvido falar deste famoso mantra: “Comer bem e fazer exercício físico”. Mas qual destas coisas faz a maior diferença quando se trata de ajudar na perda de peso? Ir ao ginásio quatro vezes por semana ou pedir uma salada em vez de um hambúrguer com batatas fritas?

O Science Alert foi pedir uma opinião a Philip Stanforth, professor de Ciência do Exercício da Universidade do Texas e diretor executivo do Fitness Institute of Texas, nos EUA, e a resposta foi esta: “Os estudos científicos tendem a mostrar-nos que, em termos de perda de peso, a alimentação desempenha um papel muito maior do que o exercício físico”.

E quando falamos num “papel muito maior”, é isso mesmo que queremos dizer. Praticar exercício físico requer tempo e um esforço consistente, demora mais tempo até vermos resultados e queima muito menos calorias do que a maioria das pessoas pensa.

Em alternativa, existem vários alimentos com alto teor de açúcar, gordura e calorias que podemos cortar das nossas dietas para vermos uma grande mudança na nossa cintura, às vezes, durante um período de tempo bastante curto.

“Temos de andar 56 quilómetros para queimar 3.500 calorias. Isso é andar muito. Mas se olharmos para o que estamos a comer, um Snickers, por exemplo, deve ter à volta de 500 calorias. Vai ser muito mais fácil não comer o chocolate do que andar oito quilómetros todos os dias”, explica Stanforth.

Além disso, são várias as pesquisas que suportam esta teoria.

Uma revisão de 20 estudos que envolveram mais de três mil pessoas, publicado na revista American Journal of Clinical Nutrition, em 2014, descobriu que dietas ricas em proteínas e refeições que substituem refeições pesadas por alimentos com baixas calorias estavam ligadas a melhores resultados em termos de ajudar as pessoas a manterem o peso depois de um período de dieta com redução de calorias quando comparadas com o exercício físico.

Outra revisão publicada em 2011, que analisou a relação entre a massa gorda e a atividade física em crianças, concluiu que ser ativo não é o fator determinante no peso.

Ainda assim, o exercício não deve ser totalmente posto de lado. É um fator crucial para a saúde em muitos outros aspetos e pode, de facto, ajudar a mantermos um peso saudável. Alguns estudos, por exemplo, sugerem que as pessoas que perdem peso e mantêm-se em forma são as que comem bem e se exercitam regularmente.

E como não praticar exercício quando está provado que ajuda a melhorar o humor, a proteger-nos dos efeitos prejudiciais do envelhecimento, a gerir melhor os efeitos do stress, depressão, ansiedade e a construir e manter os músculos?

Por isso, se uma das suas resoluções para 2018 é perder peso, considere fazer um ajuste na sua alimentação e não se esqueça: praticar desporto só vai ajudar a alcançar o objetivo.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sim, as pessoas ficam mais bonitas quando estamos bêbados

Uma investigação acaba de provar a teoria dos "óculos de cerveja": depois de ingerirmos álcool, as outras pessoas tornam-se mais atraentes para nós. Uma equipa de investigadores da Edge Hill University, no Reino Unido, resolveu investigar …

Leverkusen vs FC Porto | Luis Díaz mantém “dragão” à tona

O FC Porto perdeu na Alemanha, na visita ao Bayer Leverkusen, por 2-1, e tem tudo em aberto na perspetiva de chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa. Após uma primeira parte difícil, na qual praticamente não …

Ex-presidente do Tribunal da Relação Vaz das Neves arguido na Operação Lex

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa foi constituído arguido no processo Operação Lex, em que também são arguidos o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante. A fonte adiantou à …

Rangers vs Braga | "Braveheart" romeno estraga noite "guerreira"

  O Sporting de Braga perdeu em casa dos escoceses do Rangers por 3-2, esta quinta-feira, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol em que esteve a vencer …

Morreu Joaquim Pina Moura, antigo ministro da Economia e das Finanças

O ex-ministro da Economia e das Finanças morreu em casa, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa, disse à agência Lusa o filho, o fotojornalista João Pina. Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), …

Duran Duran e A-ha levam anos 80 ao Rock in Rio

Os noruegueses A-ha, responsáveis por Take on me, tema que fez sucesso na década de 80, estrear-se-ão em palcos portugueses no Rock in Rio Lisboa, atuando no mesmo dia em que os ingleses Duran Duran. Segundo …

Maior avião comercial do mundo vai ser reciclado (mas vende lembranças)

O primeiro Airbus A380 vai ser dividido em peças para futuras substituições, mas vai voltar aos céus através de etiquetas de bagagem. O MSN003 começou a ser fabricado em 2004 e tornou-se o primeiro avião super …

Caso Roger Stone. Ex-consultor de Trump condenado a 40 meses de prisão

O ex-consultor do Presidente dos Estados Unidos foi condenado, esta quinta-feira, a mais de três anos de prisão, apesar da interferência do procurador-geral para reduzir a recomendação de sentença. Um tribunal federal condenou o ex-consultor de …

Shakhtar D. vs Benfica | "Águia" perde mas sai viva

Ainda não foi esta quinta-feira que o Benfica regressou à senda dos bons resultados. Na visita a Kharkiv, casa emprestada do Shakhtar Donetsk, os campeões nacionais perderam por 2-1. Os três golos nasceram todos na etapa …

Após 40 anos, a Casa dos Amantes de Pompeia abre ao público

Pela primeira vez após 40 anos, a Casa dos Amantes, rica em frescos e decorações e uma das jóias de Pompeia, vai abrir ao público. Encontrada durante escavações em 1933, a Casa dos Amantes, em Pompeia, …