Sheik do Dubai vai processar princesa Haya

O sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum vai processar uma das suas mulheres, a princesa Haya bint al-Hussein, por ter saído do reino sem o seu consentimento.

Alegadamente, segundo a imprensa britânica, a princesa Haya bint al-Hussein fugiu do Dubai porque era mal tratada e temia pela sua vida. No ano passado, uma das filhas do Sheik, Latifa, tentou fazer o mesmo, escapando do Dubai e dizendo que tinha sido presa e torturada.

Nascida na Jordânia, a princesa Haya é uma figura da realeza internacional. Segundo a CNN, o caso vai mesmo ser ouvido no Tribunal Superior do Reino Unido nos próximos dias 30 e 31 de julho.

De acordo com o semanário Expresso, o sheik poderá ver-se envolvido em mais detalhes do que aqueles que deseja partilhar com o tribunal, uma vez que a princesa fugiu para Londres com os seus dois filhos e que o caso de Latifa ainda está bem presente na memória, pelo que poderá surgir como linha de interrogatório à forma como o sheik trata os seus familiares.

O The Telegraph avança que a princesa fugiu para Londres depois de terem chegado ao seu conhecimento detalhes sobre o misterioso regresso de Latifa ao Dubai. Em fevereiro do ano passado, a jovem tentou escapar de barco, dizendo-se prisioneira do regime. Um grupo de homens intercetou-a perto da costa indiana e a última vez que foi vista foi num vídeo divulgado pelos próprios negócios estrangeiros do reino.

Nos vídeos, Latifa surge ao lado da Comissária para os Direitos Humanos e antiga presidente da Irlanda Mary Robinson, que visitou o país a pedido da família real. “Estas provas respondem às falsas alegações que têm sido feitas sobre a princesa e comprovam que ela está viva e a viver com a sua família no Dubai.”

Na quarta-feira, o sheik publicou na sua conta de Instagram um poema no qual falava furiosamente de uma mulher “traidora e desleal”.

Fontes próximas da princesa revelaram à BBC que a sua intenção é pedir asilo no Reino Unido. De acordo com a mesma fonte, a princesa escapou depois de entender que a família do sheik nunca a iria deixar em paz com a nova informação que detinha sobre as reais razões que fizeram Latifa voltar. Essas razões não são conhecidas da comunicação social.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A sorte dela é ser da familia real jordana, senão teria sido logo deportada para o Dubai, como os servicos secretos ingleses fizeram com a filha do sheik.

  2. O fato é que de alguma forma o Sheik negligenciou e mentiu para a Princesa. Depois se arrependeu, mas era tarde demais. A vida social deles também deveria já estar cansando a Princesa. Ainda bem que ela e os filhos estão a salvo, Por outro lado, ele deve estar sofrendo muito. Pelos poemas percebe-se que ele a ama demais. Perdeu o filho preferido e agora a família. O Emir a essa altura, deve estar refletindo sobre as desventuras de sua vida, apesar de todo o poder.

RESPONDER

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Clarisse: dois gestos que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também para os registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …

Tribunal europeu dá razão à SIC e condena Estado por violar liberdade de expressão

Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de expressão num caso em que a SIC foi obrigada a indemnizar um ex-deputado do PS por ofensa à sua …

Misturar doses da AstraZeneca e da Pfizer aumenta até seis vezes as defesas contra covid-19

Um novo estudo realizado na Coreia do Sul concluiu que o número de anticorpos contra a covid-19 aumentou seis vezes em quem misturou as doses da AstraZeneca e da Pfizer em relação a quem tomou …