Sevilha venceu (outra vez) a Liga Europa

Bartlomiej Zborowski / EPA

FC Dnipro vs Sevilla FC, final da Liga Europa 2015: Jose Antonio Reyes e Beto em primeiro plano, Carriço ao fundo

FC Dnipro vs Sevilla FC, final da Liga Europa 2015: Jose Antonio Reyes e Beto em primeiro plano, Carriço ao fundo

O Sevilha FC entra mesmo para a história como o primeiro clube a conseguir erguer pela quarta vez o troféu da Liga Europa – antes Taça UEFA, ao bater o Dnipro por 3-2, na final realizada em Varsóvia.

Como prémio acrescido, a equipa dos portugueses Daniel Carriço, Beto e Diogo Figueiras avança para a fase de grupos da Liga dos Campeões – falharam o acesso à Champions por muito pouco na Liga espanhola, mas agora conseguem a proeza, graças a mais uma taça europeia para o museu do Ramón Sánchez Pizjuán.

Começou melhor a equipa ucraniana, que já ganhava aos sete minutos, só que os sevilhanos deram mesmo a volta ao jogo, sobressaindo o colombiano Carlos Bacca, com dois golos no jogo em que Carriço foi o único português em campo.

O jogo foi muito intenso e rendeu vários golos de qualidade, com o Dnipro a lutar sempre, nunca entregando o jogo, enquanto o Sevilha fazia valer a sua melhor experiência internacional – os ucranianos estreavam-se numa final europeia, a equipa espanhola defendia a taça.

Com assistência do brasileiro Matheus Nascimento – que viria a sair de maca, perto do final, quando já não havia substituições -, o bósnio Kalinic adiantou o Dnipro, de cabeça.

Depois, em três minutos apenas, a equipa espanhola, treinada pelo experiente Unai Emery, deu a volta ao marcador, demonstrando que estava mesmo no estádio nacional de Varsóvia para o seu quarto triunfo, dois deles na extinta Taça UEFA, e ‘desempatar’ de Liverpool, Juventus e Inter.

Aos 28 minutos, Bacca não conseguiu controlar a bola mas na mesma jogada o médio polaco Krychowiak conseguiu rematar a contar e bater pela primeira vez o experiente Boyko.

Volvidos três minutos, Bacca fez o seu primeiro golo da noite: lançado por Reyes, no limite do fora de jogo, o veloz avançado colombiano desembaraçou-se de Douglas e mesmo de Boyko, para rematar para a baliza vazia.

Ainda antes do intervalo o Dnipro regressou ao jogo, com um golo de Rotan, de livre direto. A bola entrou ao primeiro poste, passando por cima da barreira e ‘enganando’ Sergio Rico.

Na segunda parte, Emery foi certeiro nas substituições – lançou Coke e Kevin Gameiro no jogo – e o ‘onze’ do Sevilha acabou por controlar a final, tal como se esperava, finalizando com 61 por cento de posse de bola.

Com naturalidade, o meio-campo do Sevilha construiu a jogada que acabou por dar o golo da vitória, com Bacca a ‘carimbar’ o seu sétimo golo na competição, que juntou aos 20 golos na Liga, para uma época em grande.

Aos 79 minutos, o goleador colombiano poderia mesmo ter feito o 4-2, só que dessa vez Boyko respondeu com uma espetacular defesa.

Beto e Diogo Figueiras não chegaram a sair do banco – tal como Bruno Gama, do Dnipro, pelo que Daniel Carriço foi o único português em jogo. Não se poupou a esforços e viu mesmo cartão amarelo, por derrubar Kalinic, aos 62 minutos.

Futebol 365

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …