Sentença polémica. Arrastar mulher pelo pescoço não é “cruel” o suficiente para ser violência doméstica

O Tribunal de Paredes, no distrito do Porto, deu como provado que um homem de 37 anos arrastou a companhia, agarrada pelo pescoço, até ao carro, mas considerou que esse gesto de “violência” não tem a gravidade necessária para ser enquadrado no crime de violência doméstica. Portanto, o arguido foi absolvido.

Esta sentença foi decretada em Abril passado, conforme reporta o Jornal de Notícias (JN), salientando que a juíza Isabel Pereira Neto considerou que o acto não teve a “crueldade, insensibilidade e desprezo” necessários para ser definido como crime de violência doméstica.

O jornal nota que a primeira vez que a polícia teve conhecimento de problemas entre a vítima e o arguido foi em Novembro de 2019. Nessa altura, a mulher chamou a GNR a casa e os agentes acabaram por encontrá-la na rua, “debaixo de chuva intensa”, como salienta o JN.



Assim, “tiveram de a proteger para que conseguisse entrar na residência, retirar os seus pertences e os dos filhos e refugiar-se na casa de familiares”, aponta ainda o jornal.

Já em Outubro de 2020, a mulher foi vista por uma patrulha da GNR “a ser agarrada, levantada do chão e arrastada, pelo pescoço, até ao interior de uma viatura parada na estrada”, salienta ainda o JN.

Nessa altura, os três agentes da patrulha detiveram o homem de 37 anos que acabou por ser acusado pelo Ministério Público (MP) de um crime de violência doméstica e de três de ameaças aos militares, uma vez que lhes chamou “cobardes” e ameaçou persegui-los e matá-los.

A juíza Isabel Pereira Neto deu como provado que a mulher “foi agarrada pelo pescoço” com “violência” pelo companheiro, mas o acto “não reveste a gravidade ínsita” ao crime de violência doméstica, aponta a sentença.

“Entendemos que a conduta do arguido não integra o conceito de maus-tratos, previsto no artigo 152º do Código Penal”, frisa ainda a juíza conforme transcreve o JN.

O acto de violência seria compatível com um crime de ofensa à integridade física, mas para isso, a mulher teria que apresentar queixa. Ora, ela nem sequer quis prestar declarações durante o processo.

Quanto às ameaças aos militares, a juíza entendeu que foram apenas “um desabafo” e que o arguido nunca quis “matá-los ou sequer bater-lhes”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Era fazer o mesmo à juíza a ver se a sua opinião se mantém!…
    Ela é “Neto” – será que tem alguma coisa a ver com o outro juiz medieval?!

RESPONDER

Tiago Barbosa Ribeiro formaliza candidatura à Câmara do Porto e diz ter "ótima" relação com Costa

Secretário-geral do Partido Socialista não esteve presente na apresentação da candidatura do Tiago Barbosa Ribeiro à Câmara Municipal, a qual só aconteceu depois da desistência de Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, por falta …

Portugal já recebeu os primeiros 2,2 mil milhões de euros do PRR

A Comissão Europeia desembolsou, esta terça-feira, 2,2 mil milhões de euros a Portugal referente ao pré-financiamento de 13% do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), num montante global de 16,6 mil milhões de euros. A primeira …

Começou a dança das cadeiras. 4 autarcas saltam de Câmara (e fintam lei da limitação de mandatos)

De forma a contornarem a lei da limitação de mandatos, quatro autarcas vão candidatar-se a outros municípios nas eleições de 26 de setembro. A dança das cadeiras começou. O Jornal de Negócios apurou que, nestas eleições, …

"On the Move." Governo britânico terá criado um site para dissuadir requerentes de asilo

O Ministério do Interior do Reino Unido terá criado um website dirigido aos requerentes de asilo com pedidos "enganosos" para os dissuadir de viajarem para o país. Foram também difundidos anúncios no Facebook e Instagram …

Saiu para correr e nunca mais voltou. Ativista bielorrusso encontrado enforcado num parque em Kiev

Vitali Shishov estava desaparecido desde segunda-feira. As autoridades anunciaram hoje que o ativista foi encontrado morto num dos parques de Kiev, perto do local onde residia. Vitaly Shishov, diretor da organização não-governamental Casa da Bielorrússia na …

Mesmo para os vacinados, o certificado digital tem validade de seis meses

O sistema de certificados está em funcionamento desde o dia 1 de julho, mas os portugueses ainda têm algumas dúvidas e problemas que passam, por exemplo, pela validade do documento. Estão disponíveis três tipos de certificados, …

PS aponta o dedo à direita e Bloco. "Quiseram transformar este inquérito num ajuste de contas"

O Partido Socialista (PS) entregou, esta segunda-feira, uma longa declaração de voto para explicar a oposição à versão final do relatório da comissão de inquérito ao Novo Banco. Na extensa declaração de voto, o PS divulga …

Simone Biles conquista a medalha de bronze no regresso à competição

A ginasta norte-americana conquistou a medalha de bronze na trave, esta terça-feira, uma semana depois de se ter retirado da competição por equipas dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 por questões de saúde mental. Simone Biles, que …

Professores pedem aumento de vagas no Superior. Governo fecha a porta

O Ministério do Ensino Superior fecha para já a porta ao aumento de vagas no Ensino Superior pedido pelos professores, que falam num "problema de justiça". Esta segunda-feira, foram conhecidas as médias nos exames nacionais, que …

"Não tem salvação". Governo culpa gestão da Dielmar (e garante que não vai investir mais na empresa)

O Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse que a Dielmar "não tem salvação" e indicou que o Estado não tenciona investir mais dinheiro na empresa de vestuário, culpando a equipa de gestão. "Mais de 8 …