Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua “gémea” dentro de si

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas.

De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha a sua “gémea” ainda em crescimento, alojada no seu abdómen por 17 anos. A gêmea tinha cabelos, dentes e até espinha.

Formalmente conhecido como fetus in fetu, a condição acontece quando um gémeo fetal é envolvido pelo outro muito cedo na gravidez. O feto não desenvolve o seu próprio sistema nervoso e cérebro, mas consegue viver. Sustenta-se através do seu irmão, tornando-se essencialmente um parasita.

Outra teoria sustenta que o segundo “feto” é, na verdade, uma forma complexa de tumor chamado teratoma. Esses tumores podem desenvolver diferentes tipos de tecidos de uma só vez, incluindo cabelos e dentes.

Independentemente de como a condição acontece, geralmente termina em aborto, devido à falta de nutrição disponível para o feto intacto. Mas mesmo quando alguém sobrevive, a condição geralmente é rapidamente detetada logo após o nascimento ou no início da infância.

Antes deste caso, de acordo com os médicos da mulher, havia apenas outros sete casos relatados de adultos a viver com um gémeo fetal. Até agora, todos eram homens.

A provação da mulher, detalhada pelos seus médicos no BMJ Case Reports, começou cinco anos antes de visitá-los. Foi quando ela e a família perceberam pela primeira vez que tinha um nó duro e deformado em redor do abdómen. Nos cinco anos seguintes, o caroço cresceu gradualmente, causando dor periodicamente.

Quando a jovem de 17 anos visitou os médicos, não conseguia comer muito antes de se sentir cheia, provavelmente porque o caroço começou a pressionar os seus órgãos internos.

No exame físico inicial, suspeitava-se que o nódulo fosse um tumor. Mas quando fizeram uma tomografia no nódulo, encontraram depósitos de cálcio que pareciam “a forma das vértebras, costelas e ossos longos”.

De acordo com o relatório, o conteúdo do tumor “consistia em pêlos, ossos maduros e outras partes do corpo”. As partes do corpo incluíam “múltiplos dentes e estruturas parecidas com botões dos membros”. O seu tamanho – 36 centímetros de comprimento por 16 de largura e 10 de altura – também o tornou no maior já encontrado num caso destes.

Com a perda da massa, a mulher teve uma recuperação rápida e sem incidentes. Dois anos depois, a indiana está bem. “Estou a sentir-me muito bem e o meu abdómen está agora liso e os meus pais também estão muito felizes”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …