Sem polícia, Bairro de Seattle promove cultura e debates sobre justiça racial. Trump insta responsáveis a usar a força

AuzSantiago / Twitter

Rua no bairro Capitol Hill, em Seattle, nos Estados Unidos. “Black lives matter”, escreveram os manifestantes

O bairro Capitol Hill, em Seattle, nos Estados Unidos (EUA), está livre de qualquer atividade policial, havendo quem lhe “Zona Autónoma”. No local, onde decorreram violentos protestos devido à morte de George Floyd há duas semanas, as autoridades chegaram a libertar gás lacrimogéneo contra os manifestantes.

Segundo noticiou na quinta-feira o Expresso, que cita o New York Times, a ideia é que o local – cujo acrónimo é CHAZ – seja usado para promover debates sobre justiça racial, recitais de poesia e música e exibições de filmes. A iniciativa já levou à criação de zonas para fumadores, espaços de paramédicos e distribuição de comida gratuita.

De acordo com o Independent, os manifestantes também já publicaram uma lista de demandas, que incluem a abolição do Departamento de Polícia de Seattle e a proibição do uso de forças armadas, entre outros.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, não está satisfeito com a decisão polícia de Seattle, que optou pelo encerramento da esquadra de Capitol Hill e deu aos manifestantes a possibilidade de assumirem o controlo de uma zona delimitada.

Através do Twitter, Trump criticou a iniciativa e instou os responsáveis locais a tomar as rédeas da situação. “Se vocês não o fizerem, eu vou fazê-lo. Isto não é um jogo. Estes anarquistas têm de ser parados imediatamente”, escreveu o Presidente, numa publicação agora indisponível.

“Terroristas domésticos tomaram Seattle, movidos por Democratas de Extrema Esquerda, claro. LEI & ORDEM!”, acrescentou.

Também no Twitter, Trump acusou o governador de Washington, Jay Inslee, e a presidente da câmara de Seattle, Jenny Durkan, enquanto ameaçava usar a força federal contra os manifestantes.

“O governador da esquerda radical @JayInslee e a presidente da câmara de Seattle estão ser a insultados e manipulados a um nível que nosso grande país nunca antes viu”, escreveu Trump. “Tomem de volta a vossa cidade AGORA. Se não o fizerem, eu farei. Isso não é um jogo”, avisou, acrescentando: “Esses anarquistas devem ser curvados IMEDIATAMENTE. MOVEM-SE RAPIDAMENTE!”.

As autoridades locais reagiram rapidamente aos comentários do Presidente, afirmando que a polícia foi removida de Capitol Hill como parte de um esforço para diminuir as tensões e conflitos entre manifestantes e agentes.

Jenny Durkan também respondeu a Trump no Twitter: “Mantenho-nos todos seguros. Volte para o seu bunker”. A presidente da câmara fazia referência a relatos que diziam que o Presidente foi levado às pressas para um bunker quando as manifestações se aproximavam da Casa Branca.

Jay Inslee também respondeu aos últimos ataques de Trump: “Um homem que é totalmente incapaz de governar deve ficar de fora dos negócios do Estado de Washington”.

Os protestos contra o racismo e a brutalidade policial, desencadeadas pela morte de Floyd, duram há quase duas semanas. Em alguns casos, as manifestações pacíficas tornaram-se violentas. Em Seattle, os manifestantes enfrentavam os agentes até ao cair da noite.

No início desta semana, os agentes foram retirados do local “num esforço para reduzir de maneira proativa as interações entre manifestantes e agentes da lei fora do distrito leste”, indicou  Jenny Durkan em comunicado.

“Manter as manifestações pacíficas deve ser um esforço conjunto entre os membros da comunidade e as autoridades”, disse ainda. A presidente da câmara prometeu ainda investir 100 milhões de dólares (88 milhões de euros) na comunidade e criar uma “Comissão Negra que ajudará a ampliar as vozes negras”.

Enquanto isso, as manifestações continuam em Seattle, onde na entrada da delegacia da polícia encontra-se uma faixa na qual se pode ler: “Este espaço é agora propriedade do povo de Seattle”.

Trump foi criticado pelos comentários aos protestos e pelos pedidos para que os governos estaduais usassem a força para reprimir as manifestações. Numa teleconferência com os governadores, disse: “Se as pessoas estão descontroladas, é preciso dominá-las. Se vocês não estão a dominar, estão a perder o vosso tempo. Eles vão vos atropelar; vocês vão parecer um banco de idiotas”.

O Presidente e o secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, também já discordaram publicamente sobre o uso da Guarda Nacional e das tropas federais nas áreas com grandes manifestações.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada" perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu hoje …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …

Rui Rio apela ao Governo por "confinamento a sério" e lembra que este "não existe para ser popular"

Rui Rio desafia o Governo a "impor um confinamento a sério em nome do interesse nacional". Na sua conta no Twitter, o líder do PSD escreve que "um Governo não existe para ser popular mas …

FC Porto ameaça não ir a jogo. Sporting acusa "dragões" de "pressão inaceitável"

O Sporting acusou segunda-feira o FC Porto de estar a "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga" para que Nuno Mendes e Sporar falhem hoje as meias-finais da Taça da …

Empresas de comércio e serviços propõem suspensão de alguns impostos

Com o novo confinamento geral, a maioria das empresas de comércio e serviços volta a fechar portas. Por isso, pedem-se mais apoios ao Governo, considerando que os já anunciados são insuficientes. Em declarações à rádio Renascença, …

Benfica anuncia surto e pode parar duas semanas. Vieira é um dos infetados

Foram identificados 17 novos casos de covid-19 no SL Benfica. Em comunicado, o clube remete à DGS a decisão de parar durante duas semanas. O Benfica detetou 17 novos casos de covid-19 entre jogadores, equipa técnica …

Estátua de mulher da elite pré-hispânica encontrada no México

Uma estátua, com 500 anos, de uma jovem mulher com um grande ornamento na cabeça foi descoberta, no início de janeiro, no centro do México. De acordo com o site Live Science, a estátua de dois …