Sem passe sanitário, França teria de voltaria a confinar, avisa Macron

Cugnot Mathieu / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron.

Presidente francês recorreu às redes sociais para apelar aos jovens que se vacinem, sublinhando a importância do gesto na luta contra a pandemia numa altura em que o descontentamento contra a implementação do certificado Covid-19 está no auge.

As grandes manifestações contra a implementação do certificado Covid-19 que varreram França no último fim-de-semana levaram Emmanuel Macron a sublinhar a importância da medida, principalmente no objetivo de evitar um novo confinamento. Ao longo dos últimos dias, o Presidente francês tem utilizado as redes sociais para mais facilmente comunicar com os jovens e convencê-los a vacinarem-se.

Numa destas comunicações, Macron afirmou que “sem o passe sanitário”, França teria de “fechar tudo, ou seja, fazer pagar a toda a gente as consequências do vírus”.

O passe sanitário foi introduzido pelo Governo francês há três semanas, mas tem causado polémica entre a população, já que a sua utilização é obrigatória para a entrada em bares, restaurantes, cinemas ou teatros. Nas horas que se seguiram ao anúncio, os sistemas de marcação de vacinas franceses registaram recordes de afluência.

Na mensagem deixada na rede social Tik Tok, afirmou mesmo que a vacinação era a “única arma” na luta contra o vírus. “Sei que muitos de vocês ainda têm dúvidas, estão com medo, muitos ouvem informações falsas, boatos, e que às vezes, é preciso dizê-lo, são puras asneiras”, disse.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Emmanuel Macron (@emmanuelmacron)

Foco na t-shirt

Apesar da força da mensagem e da inovação no meio usado, o aspeto mais falado da comunicação de Macron foi a t-shirt preta usada pelo Presidente francês, uma peça de vestuário mais informal do que o fato usado na maioria das ocasiões. Na mira dos internautas esteve o símbolo estampado na peça, composto por formas geométricas, e que remete para uma coruja.

Nas redes sociais, rapidamente surgiram teorias da conspiração que mais tarde acabariam por chegar às redes sociais. Segundo o Expresso, a coruja branca é um animal frequentemente associado ao agoiro, pelo que o facto de, na t-shirt, ser composta por formas geométricas levantou ainda mais dúvidas sobre uma possível mensagem sublimar.

Segundo o The Guardian, uma das teorias defendia que o símbolo corresponde ao logotipo do Bohemian Club, grupo político fundado na Califórnia em 1872 e batizado com o nome daquilo que os americanos viam como o movimento boémio europeu da Belle Époque, de contracultura para a burguesia, e que hoje é um clube exclusivamente masculino formado por empresários e políticos dos EUA, Europa e Ásia.

No entanto, apesar de de o Bohemian Club ter um logotipo com uma coruja, não é semelhante à que apareceu estampada na t-shirt do Presidente francês.

O Eliseu, contactado pelos órgãos de comunicação, ainda não se manifestou sobre as teorias da conspiração. O que se confirmou, até agora, foi o efeito de marketing, já que a peça está à venda na Internet, com o nome t-shirt Macron Tik Tok, podendo ser adquirida por 19,99€.

ARM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal a dois pontos de atingir 85% da vacinação completa

Mais de 8,5 milhões de pessoas já têm a vacinação completa contra a covid-19, o que faz com que Portugal esteja a dois pontos percentuais de atingir a meta de 85% da população totalmente vacinada. Segundo …

Encontrada parte da matéria perdida do Universo

As galáxias podem receber e trocar matéria com o seu ambiente externo graças aos ventos galácticos criados por explosões estelares. Devido ao instrumento MUSE do VLT (Very Large Telescope) do ESO, uma equipa internacional liderada …

A Lilium testou o seu táxi voador de quinta geração — com direito a vídeo e som

Empresa alemã quer tornar-se uma referência do transporte aéreo de nova geração, pelo que se tem esforçado por responder a todos os pedidos e solicitações de melhorias enviadas por possíveis compradores. O modelo eVTOL da empresa …

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …