/

Sem passe sanitário, França teria de voltaria a confinar, avisa Macron

Cugnot Mathieu / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron.

Presidente francês recorreu às redes sociais para apelar aos jovens que se vacinem, sublinhando a importância do gesto na luta contra a pandemia numa altura em que o descontentamento contra a implementação do certificado Covid-19 está no auge.

As grandes manifestações contra a implementação do certificado Covid-19 que varreram França no último fim-de-semana levaram Emmanuel Macron a sublinhar a importância da medida, principalmente no objetivo de evitar um novo confinamento. Ao longo dos últimos dias, o Presidente francês tem utilizado as redes sociais para mais facilmente comunicar com os jovens e convencê-los a vacinarem-se.

Numa destas comunicações, Macron afirmou que “sem o passe sanitário”, França teria de “fechar tudo, ou seja, fazer pagar a toda a gente as consequências do vírus”.

O passe sanitário foi introduzido pelo Governo francês há três semanas, mas tem causado polémica entre a população, já que a sua utilização é obrigatória para a entrada em bares, restaurantes, cinemas ou teatros. Nas horas que se seguiram ao anúncio, os sistemas de marcação de vacinas franceses registaram recordes de afluência.

Na mensagem deixada na rede social Tik Tok, afirmou mesmo que a vacinação era a “única arma” na luta contra o vírus. “Sei que muitos de vocês ainda têm dúvidas, estão com medo, muitos ouvem informações falsas, boatos, e que às vezes, é preciso dizê-lo, são puras asneiras”, disse.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Emmanuel Macron (@emmanuelmacron)

Foco na t-shirt

Apesar da força da mensagem e da inovação no meio usado, o aspeto mais falado da comunicação de Macron foi a t-shirt preta usada pelo Presidente francês, uma peça de vestuário mais informal do que o fato usado na maioria das ocasiões. Na mira dos internautas esteve o símbolo estampado na peça, composto por formas geométricas, e que remete para uma coruja.

Nas redes sociais, rapidamente surgiram teorias da conspiração que mais tarde acabariam por chegar às redes sociais. Segundo o Expresso, a coruja branca é um animal frequentemente associado ao agoiro, pelo que o facto de, na t-shirt, ser composta por formas geométricas levantou ainda mais dúvidas sobre uma possível mensagem sublimar.

Segundo o The Guardian, uma das teorias defendia que o símbolo corresponde ao logotipo do Bohemian Club, grupo político fundado na Califórnia em 1872 e batizado com o nome daquilo que os americanos viam como o movimento boémio europeu da Belle Époque, de contracultura para a burguesia, e que hoje é um clube exclusivamente masculino formado por empresários e políticos dos EUA, Europa e Ásia.

No entanto, apesar de de o Bohemian Club ter um logotipo com uma coruja, não é semelhante à que apareceu estampada na t-shirt do Presidente francês.

O Eliseu, contactado pelos órgãos de comunicação, ainda não se manifestou sobre as teorias da conspiração. O que se confirmou, até agora, foi o efeito de marketing, já que a peça está à venda na Internet, com o nome t-shirt Macron Tik Tok, podendo ser adquirida por 19,99€.

  ARM, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.