Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Louis Vuitton / Lucara Diamond Corp

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton.

A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no ano passado. Recentemente, anunciou que fechou um acordo com a marca de luxo Louis Vuitton e com a HB Company, fabricante de diamantes de Antuérpia.

De acordo com o Jornal de Negócios, a Lucara vai receber uma comissão inicial “não material” e será dona de 50% dos diamantes polidos do Sewelo, que significa “descoberta rara” em Tswana.

A Louis Vuitton tem apostado em joias sofisticadas, inclusivamente na contratação de uma nova designer de joias, Francesca Amfitheatrof.

Em 2015, a Lucara encontrou o diamante Lesedi La Rona, de 1.109 quilates, que na altura era o segundo maior de todos os tempos, e que acabou por ser vendido por 53 milhões de dólares. A mina também produziu uma pedra de 813 quilates que alcançou um recorde de 63 milhões de dólares.

Ainda assim, o maior diamante alguma vez descoberto é o Cullinan, de 3.106 quilates, encontrado nos arredores de Pretória, na África do Sul, em 1905. O diamante foi cortado em várias gemas polidas, das quais as duas maiores estão entre as Joias da Coroa Britânica.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.