Se António Costa sair, “o PS parte-se todo”

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio não esconde a ambição de tirar o lugar a António Costa. Em entrevista ao Expresso, o líder social-democrata assumiu estar convicto de que o PS “se parte todo” se o atual secretário-geral do PS trocar o cargo de primeiro-ministro pelo de presidente do Conselho Europeu.

Se estiver a ponderar a sua saída para algum cargo europeu, António Costa terá de pesar na balança os prós e contras da decisão. Há alguns constrangimentos, mesmo dentro do seu próprio partido: “O que é que acontece ao PS? Parte-se todo se ele sair“, acredita o líder do maior partido da oposição.

Rui Rio concedeu uma entrevista ao semanário Expresso na qual afirma que continua a “achar que existe uma possibilidade assinalável” de a legislatura não chegar ao fim. “Depende da negociação deste Orçamento do Estado. Se passar, depois teremos um outro a um ano de eleições.”



“Continuo a achar que existe uma probabilidade assinalável de não chegarmos lá. Depende do resultado autárquico, isso também conta. Os governos saem sempre reforçados, fragilizados ou na mesma”, acrescentou.

Na mesma entrevista, o social-democrata distanciou-se das críticas do Presidente da República, que pediu líderes mais “fortes” no Fórum para a Competitividade. “Não nota diferenças entre mim e o primeiro-ministro António Costa? Pelo amor de Deus!”

Para o líder social-democrata, as diferenças “vão-se marcando paulatinamente no tempo, quando há eleições e a seis meses de eleições”, altura em que considera ter “obrigação de evidenciar mais essas diferenças”.

“Ser oposição, para mim, é colaborar na construção do país numa ótica diferente e com alguma flexibilidade”, respondeu, rejeitando que “uma boa oposição é estar os quatro anos a dizer mal de tudo”.

Eu sou diferente de quem está no Governo e não abdico dessas diferenças, mas no dia a dia vou ter disponibilidade para ajudar o país. À medida que nos aproximamos de um ato eleitoral, tenho de endurecer e marcar as diferenças para as pessoas perceberem porque é melhor votarem em mim”, apontou.

Em declarações ao semanário, Rui Rio criticou a data das eleições autárquicas (marcadas para dia 26 de setembro), por não “concordar com o facto de não terem adiado as eleições”.

“O PS sabia perfeitamente que se adiássemos as eleições um mês ou dois poderíamos fazer campanha à vontade. Mas como o PS tem 161 presidentes de câmara e nós 98 dá jeito não ter uma campanha eleitoral decente”, atirou.

Sem esconder a ambição de tirar o lugar a António Costa, o líder da oposição criticou a posição do Governo face à crise provocada pela pandemia e sublinhou que faria diferente. A “restauração foi um dos setores mais massacrados”, pelo que “se estivesse no Governo agora reduzia o IVA para 6% durante os próximos dois anos”.

Sobre o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, defendeu que uma comissão de inquérito à atuação do governante seria correr o risco de “vulgarizar as comissões de inquérito”.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Olha-me este a acordar o lobo que está a dormir… Isso é óbvio. Quando a fanfarronice acabar, quando já não houver mais truques na manga… o que havemos de esperar? Uma saída “com o rabinho entre as pernas”…! Adeuzinho kamarada.

    • O seu partido aumentou o iva da restauração de 6 por cento para 23 por cento,este governo baixou para 13 por cento e rui rio veio logo a correr dizer que era campanha eleitoral,ó srº rui rio veja lá se sabe o que quer agora já quer os 6 por cento,uma no Cravo outra na Ferradura.para não chamar outro nome pior, devia estar todo contente em o PS.ficar todo partido,assim ainda podia podia ter uma chance chegar ao poder.

    • Perfeitamente de acordo.
      Quem acredita no actual p.S. Lederado por um delfim do zé sócrates?????

      Como partido da grande classe trabalhadora viu-se nas ultimas eleiçoes o seu estado de graça cada vez se vai afundando mais….
      O p.S. Quer gente nova, responsável e sem vícios, e se os tiverem….Que mudm rápidamente….. Mudem a constituição, de forma a castigar bem……. Quem prevarica na classe politica…..Mas a doer……

  2. Só é pena é não haver um líder na oposição capaz de fazer frente ao 1º ministro! Tudo caladinho, só de vez em quando é que sai um comentário como este, talvez efeito dalgum copito a mais, quanto a apresentação de alternativas nada, portanto vão esperando pelo desgaste total para então se atirarem à presa, estamos mal servidos de políticos!

  3. Rui Rio está desesperado e deseja ardentemente que Costa se vá embora para ver se ele assim consegue chegar-se à frente… O pior para ele é que o PS tem alternativas a Costa…

RESPONDER

A dança das cadeiras de Boris está a ser interpretada como uma preparação das próximas eleições

A remodelação governamental que Boris Johnson levou a cabo esta quarta-feira está a ser lida como uma preparação para as próximas eleições, ainda que o calendário político não exija uma ida às urnas antes de …

MP deteta omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF

O Conselho Superior do Ministério Público detetou falhas e omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF e a transferência das competências administrativas. O Diário de Notícias escreve, esta quarta-feira, que o …

Talibãs confiscam fortunas de antigos funcionários do Governo afegão

O novo Governo talibã confiscou milhões de dólares em dinheiro e ouro de antigos funcionário do Governo do Afeganistão. O Banco Central do Afeganistão, agora controlado pelos talibãs, diz ter confiscado mais de 10 milhões de …

Seis recordes (indesejados) no Sporting-Ajax

Aos 68 segundos já havia um registo inédito em Alvalade. FC Porto continua bem fora de casa, Atlético de Madrid continua mal em casa. Pelo segundo ano consecutivo, o início do Sporting numa competição europeia foi …

Jovem de 16 anos do Real Massamá blindado com uma cláusula de €15 milhões

Amadu Baldé estreou-se este ano pela equipa sénior do Real Massamá. O jovem de 16 deixou tão boas impressões que o clube renovou-lhe o contrato e blindou-o com uma cláusula de rescisão de 15 milhões …

Portugal tem 80% da população com a vacinação completa. Faltam administrar 400 mil doses — mas a quem?

De acordo com as previsões das autoridades de saúde, Portugal deveria atingir a meta de 85% da população com o esquema vacinaal completo em outubro, pelo que ficam a faltar 400 mil doses. Portugal atingiu esta …

Entidade para a Transparência está há dois anos para sair do papel (e pode só chegar em 2024)

A nova Entidade para a Transparência está há dois para sair do papel e até pode só começar a funcionar em 2024. A lei que a criou é de 13 de setembro de 2019, mas até …

Sheriff, o clube que representa um país que oficialmente não existe, faz história na Champions

Na sua estreia absoluta na Liga dos Campeões, o Sheriff Tiraspol venceu o Shakhtar por 2-0. O clube representa um país que, oficialmente, não exista: a Transnístria. Sheriff Tiraspol foi fundado em 1997 por antigos membros …

Costa foi dar um empurrão ao "amigo" Manuel Machado (e tirou da cartola uma maternidade para Coimbra)

Manuel Machado corre o risco de perder a autarquia e, por isso, António Costa foi dar-lhe um empurrão esta quarta-feira, com a promessa de uma nova maternidade que irá avançar três semanas depois das eleições. …

Entre críticas às “ciclovazias”, Medina ouviu mais e falou menos (e ainda houve um debate à esquerda)

O último debate dos candidatos à Câmara de Lisboa aconteceu ontem na RTP, sendo que os temas de maior destaque voltaram a ser a habitação, mobilidade, turismo e alterações climáticas. Os doze candidatos não pouparam esforços …