Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

travelswiss / Flickr

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará.

Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente de esqui que o deixou em estado vegetativo. Desde então, pouco se sabe em relação à evolução do seu estado de saúde. Segundo um neurologista, ouvido pela estação de televisão francesa RMC Sport, o ex-piloto do Fórmula 1 dificilmente recuperará.

“Os neurocirurgiões dizem sempre que o tempo é um cérebro, o que significa que é necessário agir imediatamente. Na minha opinião, esperámos demasiado tempo até ao cérebro ser aliviado. Se deixamos passar esse tempo, vamos destruir substâncias cerebrais”, explicou o neurocirurgião suíço Erich Riederer.

A RMC Sport transmitiu um documentário chamado ‘Michael Schumacher: Em busca da verdade’, numa tentativa de “desvendar os mistérios” em torno do germânico, escreve o Observador.

Devido ao tempo que os tratamentos estão a demorar, Riederer calcula que o estado de saúde de Schumacher é irreversível. “Consegue, provavelmente sentar-se direito e dar pequenos passos com a ajuda de terceiros, mas é tudo”, salienta o especialista.

“Se há alguma hipótese de ser o mesmo de antes do acidente? Não me parece”, acrescentou.

Ainda na semana passada, o ex-patrão da Ferrari, Jean Todt, revelou que viu Michael Schumacher recentemente e disse que o heptacampeão mundial da Fórmula 1 está a lutar para superar as lesões devastadoras da queda.

“Meu Deus, sabemos que teve um terrível e infeliz acidente de esqui que lhe causou muitos problemas. Mas tem uma esposa incrível ao lado dele, tem os seus filhos, as suas enfermeiras, e nós só podemos desejar-lhe o melhor e desejar o melhor à família também”, disse Todt.

Tudo o que posso fazer é estar perto deles até que eu seja capaz de fazer algo – e então eu farei”, assegurou.

Schumacher caiu enquanto fazia esqui nos Alpes franceses em dezembro de 2013, tendo ficado com lesões cerebrais. O piloto bateu a cabeça numa pedra e ficou em coma, entre a vida e a morte. O piloto foi submetido a duas intervenções cirúrgicas, das quais saiu em coma induzido, em estado crítico mas estável.

Em março de 2014, ainda em coma, Schumacher começou a respirar sem aparelhos, tendo tido alta em setembro, para continuar a recuperação em casa, com a família mais próxima. Durante algum tempo, o ex-piloto parecia estar a reagir aos tratamentos, alimentando esperanças numa eventual recuperação.

Mas em maio de 2016, Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo e antigo diretor desportivo da Ferrari, revelou detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher: tinha piorado drasticamente e tinha a vida por um fio.

No ano passado, noticiou-se que o piloto mais bem sucedido da Fórmula 1 deixou de estar acamado e que a sua vida não depende de uma máquina.

A família do piloto alemão pouco tem avançado sobre a saúde de Schumacher desde que este sofreu um acidente enquanto esquiava nos Alpes franceses, em dezembro de 2013. Em novembro passado, Corinna Schumacher revelou que está a cumprir a vontade do seu marido.

Em junho deste ano, noticiou-se que Schumacher ia ser novamente submetido a um tratamento com células estaminais.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …