Sara nadou 9 horas para chamar a atenção para a poluição no mar

Tiago Fioreze / wikimedia

Uma portuguesa e três espanholas nadaram durante cerca de nove horas em mar aberto, na região de Múrcia, em Espanha, numa ação solidária para chamar a atenção para o problema da poluição marítima.

Sara Ramalho, natural de Viana do Castelo, mas residente há 10 anos em Madrid, nadou durante 9 horas em mar aberto para alertar para o problema da poluição marítima.

“Gostámos muito, foi uma experiência muito bonita, tivemos alguns períodos com correntes contra, mas foi tudo favorável”, contou em declarações à Lusa, depois de ter participado na iniciativa que começou às 08h00 (hora local, mais uma do que em Lisboa). A nadadora de 33 anos disse estar “muito contente” e que “correu tudo bem”.

“Tivemos um bocadinho de frio no princípio, embora a água estivesse a uma temperatura quente, cerca de 24 graus, mas como saímos muito cedo, custou-nos a aquecer, mas depois correu tudo bem”, disse ainda.

https://www.facebook.com/ambienteeuropeo/videos/522514625241886/

Sara Ramalho explicou que o objetivo da iniciativa é aumentar a consciencialização sobre a poluição marítima “e inspirar o mundo a repensar o uso de plástico”.

Além da portuguesa, integram o projeto solidário “Brazadas de Vida” as nadadoras espanholas Célia Pascual, de Huelva, Marina Martinez, de Villena (Alicante), e Nuria Consuegra, de Madrid.

Em 2017, as quatro mulheres nadaram durante seis horas entre as ilhas de Formentera e Ibiza, numa ação solidária para ajudar os refugiados que atravessam o Mediterrâneo. Na altura, pretendiam angariar 10.800 euros, equivalentes ao número de braçadas que cada uma teve de dar para percorrer os 18 quilómetros que separam as duas ilhas Baleares.

“Conseguimos juntar 9.600 euros para a Proactiva Open Arms – uma Organização Não Governamental (ONG), com sede em Barcelona, especializada em salvamento marítimo e que intervém no mar Mediterrâneo com operações de resgate de milhares de refugiados que procuram uma nova vida”, explicou Sara Ramalho.

A natação, “paixão” partilhada pelas quatro nadadoras de um clube de Madrid, deu forma ao projeto “Brazadas de Vida” que este ano escolheu como beneficiário o projeto #HeroesDelMar, promovido pela Asociación Ambiente Europeo (AAE). Trata-se de “uma organização sem fins lucrativos dedicada à proteção do meio ambiente através de projetos baseados na consciencialização social dos problemas ambientais e na capacidade dos cidadãos de contribuir para sua solução”.

“Apesar de este ano a angariação de fundos não ser o principal objetivo na nossa página ‘Brazadas de Vida’, há essa opção através de uma campanha de crowdfunding [financiamento colaborativo], para tentar reunir cerca de 2.500 euros“, sublinhou.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas a explorar o mapa 3D mais detalhado do Universo com realidade virtual

Google Earth do Espaço. Já é possível navegar pelo mapa mais detalhado do Universo

Investigadores da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, lançaram este mês um software de código aberto que permite visitas virtuais ao Espaço. O Virtual Reality Universe Project (VIRUP) utiliza o maior conjunto de dados do …

Otamendi e Vertonghen disputam a bola com Lewandowski

Benfica 0-4 Bayern | Primeiro a ilusão, depois o rolo bávaro

A ilusão durou 70 minutos. Ao longo de toda a partida, o Bayern foi melhor, criou inúmeros lances de golo, viu dois anulados, acertou no ferro, Vlachodimos fez defesas importantes, mas o Benfica deu luta, …

China quer punir pais de crianças mal-educadas

O regime chinês está a analisar um projeto de lei que prevê que os pais possam ser punidos se os seus filhos exibirem um mau comportamento ou cometerem crimes. De acordo com a agência Reuters, o …

Rui Moreira com Francisco Rodrigues dos Santos e Carlos Moedas

Rui Moreira promete manter a "identidade do Porto" e concluir os projetos que a pandemia atrasou

O presidente da Câmara Municipal do Porto tomou posse, esta quarta-feira, e comprometeu-se a "tudo fazer" para manter a identidade do Porto e a concluir os projetos que a pandemia atrasou. "Quero concluir os projetos que …

Já há um medicamento para tratar a covid-19 em casa (e vários países assinaram acordos de compra)

Países asiáticos já estão na luta pelo novo comprimido antiviral, cujo uso ainda nem sequer foi autorizado, contra a covid-19. Países da região asiática estão já a fazer encomendas da mais recente arma contra a covid-19: …

A Facebook vai implementar uma nova estratégia e o nome vai ser das primeiras coisas a mudar

As últimas semanas têm sido tumultuosas para a empresa de Mark Zuckerberg, que se viu confrontada com os testemunhos de antigos trabalhadores no Senado norte-americano. As notícias da última semana que resultaram do testemunho, no Senado …

Cadetes da Escola Naval investigados por alegados comportamentos abusivos

A Marinha está a investigar uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos entre cadetes da Escola Naval. "A Marinha informa que hoje, 19 de outubro, teve conhecimento de uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos praticados entre cadetes …

Índia. "Montanha de lixo" que garante sobrevivência de pobres será substituída por estação de tratamento

As "montanhas de lixo" das cidades da Índia em breve serão substituídas por estações de tratamento de detritos. A maior de todas — equivalente a um prédio de 18 andares — garante a sobrevivência de …

Candidatura de Nuno Melo acusa direção de não facultar cadernos eleitorais e de sanear senadores

A candidatura de Nuno Melo à liderança do CDS-PP acusou, esta quarta-feira, os opositores de não facultarem os cadernos eleitorais nem possibilitarem a fiscalização da eleição de delegados ao congresso, apontando também a substituição de …

Bolsonaro acusado de nove crimes pela comissão de inquérito sobre gestão da pandemia

O relatório apresentado, esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro pede o indiciamento do Presidente por nove crimes durante a pandemia de covid-19. No texto, com mais de 1200 páginas, pede-se que …