Santuário de Fátima diz que nenhum trabalhador foi convidado a deixar instituição

Paulo Novais / Lusa

O Santuário de Fátima diz que “nenhum trabalhador foi convidado” a deixar a instituição e que as saída se deveram a reformas, não renovações de contrato de trabalho e por iniciativa do trabalhador.

Esta quinta-feira, o Santuário de Fátima esclareceu que “nenhuma das 24 demissões que ocorreram ao longo deste ano” correspondeu a extinção de postos de trabalho e que “nenhum trabalhador foi convidado” a deixar a instituição.

“Houve saídas de trabalhadores por motivos de reforma, por não renovações de contrato de trabalho a termo e um terço das mesmas por iniciativa do trabalhador“, destacou o Santuário, em comunicado, referindo-se às 24 demissões que ocorreram ao longo do ano.

Na quarta-feira a porta-voz do Santuário de Fátima, Carmo Rodeia, explicou à Lusa que o Santuário tem em curso um plano de reestruturação que prevê o despedimento de até 50 trabalhadores devido à queda abrupta nas receitas causadas pela epidemia de covid-19.

O comunicado divulgado esta sexta-feira sublinha que “qualquer número que tenha sido referido em respostas anteriores aos jornalistas foi no sentido de sublinhar que não estava em curso um plano de despedimentos e que eventuais rescisões não seriam nos números que circulavam na comunicação social”.

A instituição religiosa esclarece ainda que “nenhum trabalhador foi convidado a deixar a instituição”, mas sublinha que “foi feita uma apresentação das atuais dificuldades”. “Foi dito que, dada a redução de atividade, o Santuário está recetivo a propostas para a realização de acordos de revogação de contrato, garantindo que aqueles que estejam mais próximos da idade de reforma possam manter o seu atual rendimento até essa data.”

“Manifestou-se ainda disponível para concessão de licenças sem vencimento, nos casos em que isso interessasse a algum trabalhador. Estas possibilidades foram apresentadas para os casos em que alguém o solicite de forma voluntária”, acrescenta a nota.

O comunicado garante que “serão feitos todos os esforços para encontrar soluções que não impliquem despedimentos”. “Qualquer decisão em relação a medidas futuras será devidamente ponderada, tendo em conta os desenvolvimentos da situação económica do Santuário e a adesão dos trabalhadores às possibilidades apresentadas”, frisa.

O Santuário realça ainda que “tal como a generalidade das instituições e empresas, também o Santuário de Fátima foi fortemente afetado pelas consequências económico-financeiras da pandemia“.

A nota revela que “entre março e julho os grupos inscritos tiveram uma diminuição superior a 99%” e “as ofertas sofreram uma quebra superior a 77%”.

“Não obstante as evidentes dificuldades de gestão, comuns a toda a sociedade, o Santuário assegurou os postos de trabalho dos seus trabalhadores, pagando integralmente os vencimentos de todos”, aponta ainda.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …

China pede a membro do Governo japonês que beba água de Fukushima

O Japão garante que a água de Fukushima que vai despejar no Pacífico não representa nenhum perigo para a saúde e pode até ser consumida. Para o provar a China pediu a um oficial japonês …

Emirados Árabes Unidos anunciaram a primeira mulher astronauta da história do país

Nora Al-Matrooshi é a primeira mulher astronauta dos Emirados. A contratação é vista como um marco histórico para os Emirados Árabes Unidos. Nora foi escolhida para o programa Sheik Mohammed. Os Emirados Árabes Unidos contrataram a …

Investigação sobre cultivo de células humanas em macacos é "mais um passo" para compreender doenças

Investigadores de instituições chinesas e norte-americanas conseguiram integrar células humanas em embriões de macacos, um avanço na pesquisa biomédica sobre determinadas doenças e transplante de órgãos, defende um estudo hoje divulgado. "Um objetivo importante da biologia …

Elisa Ferreira considera que Portugal está a ser "bem-sucedido" na Presidência da UE

A comissária europeia Elisa Ferreira considera que a presidência portuguesa do Conselho da UE está a ser “reconhecidamente bem-sucedida”, ao conseguir fazer avançar dossiês num contexto particularmente difícil, ainda “em plena crise” de covid-19. Em entrevista …

Suspeitas de efeitos secundários das vacinas na UE representam 0,3%

De acordo com os dados da plataforma europeia de vigilância de reações adversas, até terça-feira tinham sido notificadas 163.582 suspeitas de efeitos secundários da vacina da AstraZeneca (Vaxzevria), 106.375 da Pfizer, 14.235 da Moderna e …

Sandra Cunha, deputada do BE, renuncia ao cargo. Está a ser investigada por falsa morada

A deputada do Bloco de Esquerda, Sandra Cunha, eleita pelo círculo de Setúbal, pediu a renúncia ao mandato na Assembleia da República nesta quinta-feira. Segundo o Público, Sandra Cunha está a ser investigada pelo Ministério Público …

Quénia. ONU cria plano "sustentável" para fechar campos que abrigam 430.000 refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados da Organização das Nações Unidas (ACNUR) entregou ao governo queniano propostas "sustentáveis ​​e baseadas em direitos" para o encerramento dos campos de refugiados de Dadaab e de …

Vacina portuguesa com resultados promissores nos ensaios pré-clínicos em animais

Os ensaios pré-clínicos, em animais, da vacina portuguesa contra o novo coronavírus, que está a ser desenvolvida na Immunethep, em Cantanhede, distrito de Coimbra, revelam resultados promissores na capacidade de produção de anticorpos específicos, foi …

Votação histórica. Congresso aprova projeto de lei para corrigir erros da escravatura

Uma comissão do Congresso dos Estados Unidos aprovou na quarta-feira um projeto de lei sobre o princípio da compensação financeira para os danos da escravatura, uma primeira votação histórica num país ainda marcado pela discriminação …