Açúcar ou adoçante? Altas doses de sacarina não causam diabetes em adultos saudáveis

Um novo estudo sugere que a sacarina, um substituto do açúcar, pode não desempenhar qualquer papel na causa de diabetes em adultos saudáveis.

Quando se trata de tentar viver um estilo de vida mais saudável, escolher entre o açúcar e os adoçantes artificiais pode não ser uma tarefa fácil.

Um novo estudo, liderado por cientistas do The Ohio State University Wexner Medical Center e do The Ohio State University College of Medicine, nos Estados Unidos, sugere que a sacarina não causa o desenvolvimento de diabetes em adultos saudáveis. O artigo científico foi recentemente publicado na Microbiome.

“As descobertas dos estudos anteriores não estão erradas, simplesmente não controlaram adequadamente as condições de saúde subjacentes, escolhas de dieta e hábitos de vida”, explicou George Kyriazis, professor de química biológica e farmacologia, citado pelo EurekAlert.

“Ao estudar o adoçante artificial sacarina em adultos saudáveis, a nossa equipa isolou os seus efeitos e não encontrou nenhuma mudança no microbioma intestinal dos participantes ou nos perfis metabólicos, como foi sugerido anteriormente”, acrescentou.

Açúcar ou adoçante?

O uso de adoçantes artificiais aumentou dramaticamente na última década devido à crescente consciencialização sobre os riscos para a saúde associados ao consumo exagerado de açúcar.

“Estudos anteriores sugeriram que o consumo de adoçantes artificiais está associado à síndrome metabólica, ganho de peso, obesidade e doença hepática gordurosa não alcoólica”, disse Joan Serrano, investigadora do departamento de química biológica e farmacologia.

Nesta nova investigação, os cientistas analisaram 46 adultos saudáveis, ​​com idades entre os 18 e os 45 anos. Os participantes tiveram de ingerir a quantidade diária máxima aceitável de sacarina, lactisol (um inibidor do recetor de sabor doce), sacarina com lactisol ou um placebo.

A quantidade diária máxima aceitável de sacarina é de 400 miligramas por dia, muito mais do que qualquer pessoa consumiria regularmente, uma vez que o adoçante artificial é significativamente mais doce do que o açúcar.

Os resultados mostraram que o adoçante artificial não afetou a tolerância à glicose, nem causou alterações significativas na microbiota intestinal ou efeitos adversos à saúde. O açúcar, por outro lado, contribui para a obesidade, doenças cardíacas e diabetes.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Catarina Martins diz que "PS é muito permeável ao poder económico"

Apesar de afastar uma coligação pré-eleitoral com o PS em Lisboa, Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, admite que o partido está disponível para dialogar com António Costa, mas sem "chantagens". Em entrevista ao Público …

AstraZeneca reduz risco de hospitalização de idosos. Cuba tem nova vacina (e pode envolver 3 doses)

A injeção de uma dose da vacina AstraZeneca/Oxford contra a covid-19 permite reduzir em mais de três quartos o risco de hospitalização de idosos com mais de 80 anos, conclui um estudo britânico. Os resultados, ainda …

Altice abre porta de saída a dois mil trabalhadores

O CCO da Altice Portugal anunciou o arranque, esta quinta-feira, da segunda fase do programa de rescisões voluntárias Pessoa, podendo abranger até cerca de dois mil funcionários. Em entrevista ao Diário de Notícias, João Zúquete da …

Sporting e Rúben Amorim em negociações para a renovação do contrato

O Sporting e o treinador já estão em negociações para a renovação do contrato, que deverá fazer aumentar a cláusula de rescisão dos 20 para os 30 milhões de euros. Faz esta sexta-feira um ano que …

Equipa nomeada para fiscalizar Segredo de Estado só divulgou um relatório em seis anos

O PS admitiu que o Parlamento deve ponderar a utilidade, passados seis anos sobre a sua criação, da Entidade Fiscalizadora do Segredo de Estado. Até hoje, só divulgou publicamente um relatório, o de 2017 O PS …

United pode impedir Bruno Fernandes de vir à Seleção

Klopp já disse que não vai autorizar que jogadores se apresentam à Seleção se tiverem de cumprir quarentena e Solskjaer pondera fazer o mesmo. Bruno Fernandes e Diogo Jota estão em risco. "Não faz sentido perder …

Formar e atrair professores. CNE quer (mais) verbas da “bazuca” para a educação

O Plano de Recuperação e Resiliência tem gerado alguma controvérsia devido ao planeamento dos fundos que o Governo apresentou. Agora, é a vez da CNE pedir mais verbas de modo a formar e atrair mais …

Santos Silva: "Não estamos a discutir um certificado de vacinação na UE"

O ministro dos Negócios Estrangeiros clarificou, esta quarta-feira, que o livre-trânsito digital sobre o qual a Comissão Europeia está a trabalhar "não é um certificado de vacinação no sentido próprio" que descarte a manutenção das …

Cristiano Ronaldo volta a marcar e alcança marco único

Naquele que foi o seu 600.º jogo de campeonato, Cristiano Ronaldo voltou a marcar, alcançando mais um marco único na história do futebol. A Juventus venceu o Spezia, por 3-0, com o internacional português a marcar …

Agência Europeia do Medicamento inicia análise da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou, esta quinta-feira, ter iniciado uma "análise contínua" da vacina russa contra a covid-19, para determinar a sua conformidade com os requisitos da UE em matéria de eficácia, segurança …