Rússia diz que a Starlink de Musk está a arruinar as fotografias espaciais (e vai fazer queixa à ONU)

smithsonianmag.com

Se há alguém capaz de levar o Homem a Marte, provavelmente é Elon Musk.

A Academia de Ciências da Rússia vai fazer queixa junto das Nações Unidas sobre a constelação de satélites de Elon Musk, a Starlink, uma vez que considera que a luz emitida pelo projeto está a prejudicar o trabalho dos astrónomos.

A iniciativa do fundador da SpaceX consiste em colocar uma rede de 12 mil satélites não muito longe da Terra para fornecer Internet de banda larga a todo o mundo, especialmente a regiões do planeta onde este serviço é mais escasso e, por isso, muito caro.

Foi em meados de maio de 2019 que o primeiro de conjuntos de satélites foi lançado. A SpaceX, empresa do universo de Musk, utilizou os seus próprios foguetões Falcon 9, que são reutilizáveis, e prevê uma cadência de lançamentos inédita.

Se a constelação planeada pelo CEO da Tesla se concretizar, a SpaceX vai ter mais satélites em atividade que o conjunto dos outros operadores do mundo juntos, civis e militares, cujos aparelhos devem totalizar cerca de 2.100.

Agora, Nikolai Samus, cientista da academia russa revelou que as centenas de satélites já colocados em órbita por Musk refletem a luz solar e podem mesmo corromper entre 30 a 40% das imagens astronómicas, segundo a agência estatal russa RIA Novosti (em russo), cita pelo portal Newsweek.

De acordo com o mesmo órgão de informação estatal, as preocupações são partilhadas por outros especializas da Agência Espacial Europeia e serão levadas a ONU.

“Estamos a elaborar uma carta da Royal Academy [para a ONU] e amanhã discutiremos esse assunto com o nosso vice-presidente Yuri Balega. A carta será nossa”, disse Samus num audiência no plenário de Moscovo.

Vários astrónomos criticaram já o projeto de Musk, considerando que o multimilionário está a poluir os céus e a cegar os telescópios terrestres. Em maio, Elon Musk garantiu que o Starlink não teria um impacto negativo na astronomia. “Hoje em dia há 4.900 satélites em órbita, e as pessoas apercebem-se disso cerca de 0% do tempo”.

Em janeiro, foi lançado um lote com 60 satélites, tendo já a constelação 300 destes aparelhos, segundo o portal Tech Crunch, que precisa que estes poderão já está a operar, isto é, a fornecer acesso à Internet, aos Estados Unidos e ao Canadá, em meados de 2020.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É a academia russa a tomar partido e se mostrar a favor do governo russo, em atividades de espionagem, roubo, e implantação de políticas de fraudes online. As atuais tecnologias (cabos submarinos, data centers, fibras óticas e cabos convencionais) são passíveis de roubo de dados, o que ocorre com muita frequência através de navios espiões e outras tecnologias. Mas, se houver uma quebra de paradigma, com redes de satélites de dados a civis, empresas, e governos, com criptografia e numa rede tão vasta de salélites, não haverá como a russia roubar dados. Por isso o “medo”.

  2. Para mim empresas privadas não deveria lançar satélites. pelo motivo da ganancia por lucros ele vai jogar muito lixo (porcaria) no espaço e pode falir como qualquer empresa privada.

RESPONDER

Vitória em Lisboa dá novo fôlego a Rio. Rangel mantém tudo em aberto

Os resultados eleitorais deste domingo, e sobretudo a vitória de Carlos Moedas em Lisboa, deram a Rui Rio novo fôlego enquanto líder e mais margem de manobra para lidar com os rivais internos. Os resultados das …

Sporting tenta redenção em Dortmund, FC Porto recebe carrasco Liverpool

Sporting e FC Porto têm hoje duelos de elevado grau de dificuldade na segunda jornada da Liga dos Campeões de futebol, com os ‘leões’ a viajarem até Dortmund e os ‘dragões’ a receberem o Liverpool. Na …

Sem sucesso na Europa, Olunga é o diamante de Luís Castro (e leva sete golos em dois jogos)

Com uma passagem sem sucesso pelo Girona, Michael Olunga é um marcador prolífico na Ásia, onde é treinado por Luís Castro e onde leva sete golos em dois jogos. O jogo entre o Al-Duhail e o …

Nuno Freitas demite-se da presidência da CP

Nuno Freitas irá deixar o cargo de presidente da CP a 1 de outubro, sexta-feira. O engenheiro, que terminava o mandato dentro de três meses, pediu à tutela para sair mais cedo da empresa por …

Operação Marquês. MP entrega recurso, mas Sócrates diz que o prazo "excepcionalérrimo" já acabou

O prazo para o MP avançar com o recurso acabou no dia 23, mas os procuradores entregaram os documentos esta terça-feira, nos três dias úteis adicionais que geralmente são concedidos. No entanto, a defesa de …

Chegou ao fim a "missão espinhosa coroada de sucesso" da task force

A task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 confirmou, esta terça-feira, o fim da missão no contexto da pandemia e a transição para um núcleo de coordenação. Tal como tinha sido avançado pelo …

Pizzi nunca jogou tão pouco como esta época

Nunca Pizzi jogou tão pouco como esta temporada ao serviço do SL Benfica. O médio era uma das peças mais importantes do plantel, mas tem vindo a perder relevância. "Ele não tem entrado tanto de início, …

Marcelo recusa crises políticas e defende discussão de reforma do Estado até às legislativas de 2023

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta segunda-feira que o país deve manter-se livre de crises políticas até 2023, mas considera difícil deixar de se fazer uma discussão sobre a reforma do …

Arqueólogos encontram o primeiro geoglifo do mundo em forma de touro

Um geoglifo em forma de touro foi encontrado num sítio arqueológico localizado no sul da Sibéria, informou o Instituto de História e Cultura Material da Academia de Ciências da Rússia. Apesar do touro ser um símbolo …

"O BE teve um mau resultado." Catarina Martins assume derrota, mas deixa aviso a Moedas

No day after, e já com a notícia consolidada da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, Catarina Martins não hesitou em assumir a derrota do Bloco de Esquerda. Lisboa era a Câmara mais relevante para o …