Rússia comemora vitória aliada na II Guerra Mundial com gigantesca parada militar

Yuri Kochetkov / EPA

Representantes da China na  parada de comemoração do 70.º aniversário da vitória sobre a Alemanha na II Guerra Mundial, na Praça Vermelha

Representantes da China na parada de comemoração do 70.º aniversário da vitória sobre a Alemanha na II Guerra Mundial, na Praça Vermelha

A Rússia organizou este sábado uma grande parada militar para comemorar o 70.º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazi, numa clara demonstração de poderio militar no meio do impasse com o Ocidente sobre a Ucrânia.

No que é visto como uma retaliação pelo envolvimento do Kremlin na Ucrânia, os países ocidentais liderados pelos aliados da Rússia na II Guerra Mundial estão a boicotar as celebrações do 9 de maio, deixando Vladimir Putin marcar a data na companhia dos líderes da China, de Cuba e da Venezuela, escreve a agência France Presse.

Cerca de 16.000 tropas participaram no desfile, numa das maiores comemorações do Dia da Vitória em décadas na Praça Vermelha, que foi palco para a exibição do novo armamento russo de nova geração, como os novos super-tanques Armata T-14.

A União Soviética perdeu aproximadamente 27 milhões de soldados e civis durante a II Guerra Mundial – mais do que qualquer outro país – e o triunfo do Exército Vermelho continua a ser uma enorme fonte de orgulho nacional.

O Dia da Vitória une os russos de todas as classes sociais, independentemente das simpatias políticas, sendo esperadas grandes multidões no centro de Moscovo.

Pela primeira vez nas comemorações do final da II Guerra em Moscovo, guardou-se hoje um minuto de silêncio em memória das vítimas, durante o desfile militar na Praça Vermelha.

O Presidente russo, Vladimir Putin, que destacou o papel do exército soviético na derrota da Alemanha nazi, foi o encarregado de anunciar o minuto de silêncio.

Antes, Putin sublinhou perante os milhares de convidados e veteranos da guerra que a “aventura hitleriana” foi “uma lição horrível para toda a comunidade internacional”.

O Chefe do Kremlin acrescentou que agora, 70 anos depois, a história “apela de novo à razão e vigilância”.

“Não devemos esquecer que a ideia da supremacia racial e da exclusão levou à mais sangrenta das guerras”, disse.

Putin agradeceu a França, à Grã-Bretanha e aos Estados Unidos pela contribuição na vitória contra os nazis.

“Agradeço aos povos da Grã-Bretanha, de França e dos Estados Unidos pela participação na vitória. Felicito os diferentes países antifascistas que tomaram parte nos combates contra os nazis nas fileiras da resistência e da clandestinidade”, declarou o Presidente russo, antes do minuto de silêncio em memória das vítimas da guerra.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nacional socialismo? Comunismo sanguinário de Lenine e Staline? Do comunismo montado com kgb?
    “…uma lição horrível para toda a comunidade…” das repúblicas socialistas que lhe deram história (Rússia)?

RESPONDER

Esqueleto do século XIII revela primeiros sinais de tortura em Itália

A História está cheia de mortes horrendas mas, de todas as formas cruéis de perder a vida, poucas são tão terroríficas como aquela documentada num esqueleto do século XIII recentemente descoberto em Itália. Segundo o IFLScience, …

"Resultados de Centeno são bons, mas o caminho para lá chegar não"

Assunção Cristas, líder do CDS, admitiu em entrevista ao Jornal de Negócios que os resultados do ministro das Finanças, Mário Centeno, são bons, mas a forma como foram alcançados não. Se a ex-professora universitária tivesse de …

Irão vai permitir que mulheres entrem nos estádios

A jovem iraniana Sahar Khodayari, de 29 anos, imolou-se em frente a um tribunal de Teerão depois de ter sido condenada a seis meses de prisão por tentar ir a um jogo. A sua morte …

Thomas Cook anuncia falência e obriga a repatriamento maciço de 600 mil turistas

O operador turístico britânico Thomas Cook anunciou falência depois de não ter conseguido encontrar, durante o fim de semana, fundos necessários para garantir a sua sobrevivência e, por isso, entrará em “liquidação imediata”. “Apesar dos esforços …

Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças - mas vêm com um preço. As nossas …

Lotes de medicamentos para azia com possível carcinogénio retirados do mercado

O Infarmed ordenou este sábado a recolha e retirada imediata de uma série de lotes de medicamentos protetores gástricos contendo o princípio ativo ranitidina do mercado, depois de ter sido detetada a presença de uma …

Ator de Star Trek morre aos 50 anos

Aron Eisenberg, o Nog de Star Trek: Deep Space Nine, morreu este sábado, com apenas 50 anos. A causa de morte do ator ainda não foi revelada. Morreu Aron Eisenberg, ator que interpretou a personagem Nog, …

Mesmo que não beba, o seu fígado pode sofrer danos causados por álcool

A lesão hepática é uma das consequências bem conhecidas do consumo excessivo de álcool. Mas nem sempre é preciso beber para sofrer delas. Algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o nosso fígado sem lhe …

Colisão gigante de asteróides no Espaço provocou um boom de vida na Terra

Os asteróides desempenharam um "papel divino" na história da vida na Terra. Um novo estudo sugere que um gigantesco boom de biodiversidade na Terra, há cerca de 470 milhões de anos, poderá ter acontecido devido …

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …