Murros na parede e banho rápido. Ronaldo fica em branco e perde a cabeça

Alessandro Di Marco / EPA

Cristiano Ronaldo reagiu mal ao facto de não ter conseguido marcar no último encontro da Juventus e terá descarregado a sua insatisfação no balneário.

Este domingo, a Juventus venceu o Génova por 3-1, mas a vitória não foi o suficiente para satisfazer Cristiano Ronaldo. O capitão da Seleção portuguesa ficou em branco na partida e, segundo a imprensa italiana, perdeu a cabeça no final do jogo.

Em conferência de imprensa, o treinador da Juve, Andrea Pirlo, explicou a frustração de Ronaldo: “É normal. Ele queria marcar, especialmente quando o jogo ficou complicado. É um campeão e quer sempre deixar a sua marca”.

O avançado tirou a camisola e atirou-a antes de recolher aos balneários. No entanto, Pirlo descarta a hipótese de o clube multar o português. “Estava chateado, como acontece a outros jogadores. O jogo acabou e é normal estar nervoso. Não creio que o clube ou o treinador o vão multar”, esclareceu.

Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, Cristiano Ronaldo não conteve as emoções no balneário e terá dado murros na parede, tomado um banho rápido e saído do estádio sem falar com ninguém.

O jornal A BOLA escreve que o jogador pareceu frustrado com os companheiros de equipa na segunda parte por não estar a receber a bola vezes suficientes.

Cristiano conta com 32 golos em 37 jogos disputados esta temporada, assumindo-se como o melhor marcado da Serie A italiana.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Um profissional não pode agir assim! Enquanto ele não fôr punido pela sua enorme falta de profssionalismo, ele vai continuar a fazer estas figuras tristes. E ainda dizem que ele é um exemplo. Exemplo de quê? De alguém extreamente arogante e egoísta? E qual indisciplinado e malcriado. Mas os treinadores desculpam-no. Porque ele manda. Porque têm medo que ele se vá embora! “Tadinho… Estava nervoso e frustado…” Se algum de vós fizersse isso no local de trabalho, o que vos aconteceria? Davam-vos uma palmadinha nas costas e diriam “Calma… Vai tudo ficar bem”?

    • Por um lado entendo a sua questão por outro também percebo que estas super estrelas só chegam onde chegam precisamente por terem algum desequilíbrio (que, no caso, o torna obsessivo na obtenção de resultados). Ninguém é perfeito e são raras as pessoas cuja personalidade são uma súmula de qualidades. Muitas figuras que se destacaram de forma extraordinária num campo concreto não saem incólumes de uma avaliação mais abrangente, sejam um Einstein, Gandhi, Mandela, Madre Teresa, JFK, Chaplin, Kevin Spacey, Woody Allen, vários Papas, só para mencionar os primeiros que me vieram à cabeça. Concordo que são atitudes criticáveis mas creio que deve haver alguma tolerância pois você não imagina nem um décimo da pressão profissional, mediática e social a que estas pessoas estão sujeitas. E acho injusto o rol de críticas, arrogante e malcriado sim, mas egoísta e indisciplinado não. Ronaldo, embora egocêntrico e vaidoso, é conhecido pelo seu espírito de equipa, preocupação com os seus pares, ações de filantropia discreta e por ser alguém que se auto impõe uma enorme disciplina profissional. Ele não manda nos treinadores nem a questão do medo de sair é o que justifica alguma tolerância, mas sim a compreensão de que estas pessoas por vezes têm de fazer uso de válvulas de escape. Já você quer puni-lo implacavelmente por uma atitude que ocorreu depois do jogo e maioritariamente longe do olhar público.

      • Caro Paulo (porque respeito a forma como expôs a sua opinião): Uma atitude? Só uma? Praticamente desde que começou a ser visto como estrela, ele teve várias atitudes que não são próprias de um profissional. Há uns anos cuspiu em direção ao público e mostrou o dedo… do meio. Não há muito tempo atirou com a braçadeira de capitão (que diz ter orgulho de a usar) ao chão. Abandonou o campo antes do jogo acabar… E já não é a primeira nem segunda vez que é agressivo co os árbritos. Não me parece que seja só um episódio, não acha?
        Concordo consigo que ele se sinta frustrado. É normal. O que não é normal é ele reagir da forma como reage quando está a exercer a sua profissão. Deixa mal a própria profissão, os que a praticam e os que estão envolvidos nela, os adeptos, e o próprio clube/seleção. Acredito que a pressão deve ser tremenda, mas… já viu o JFK atirar tudo pró alto (em direto) só porque estava com dificuldades em resolver a crise dos misseis em Cuba? Se quer estravasra há muitas formas de o fazer mas fora do contexto de trabalho, não acha?
        Espírito de equipa? Por vezes sim outra vez… nem por isso. Mas é tudo uma questão de opinião. Ações de filantropia… Discreta? Não me parece porque acabamos sempre por saber que ele fez. Talvez até haja alguma honestidade na filantropia, mas não me parece. Mas não vou avançar mais neste aspeto por desconhecimento.
        A punição que eu queria que lhe fosse imputada seria com o intuito de lhe fazer perceber que tem de respeitar tudo aquilo que revolve á volta da sua atividade profissional. Mas não só! Para que outros que lhe possam seguir “as pisadas” (no mau comportamento e não no talento que lhe reconheço em absoluto) percebam que atitudes como as que ele teve e ainda terá no futuro (porque é sempre desculpado, seja por que razão fôr) são inaceitáveis.

        Obrigado pela resposta respeitosa e elevada que teve, algo bem raro neste espaço, embora não concorde na totalidade, como expus anteriormente.

        • Bom dia,
          Eu referi-me a este caso em particular porque era esse o assunto mas no texto até digo “atitudes criticáveis”. Eu sei que são vários os casos. A minha observação vai mais no sentido de que as pessoas são por vezes demasiado exigentes ou até displicentes na facilidade com que criticam outras que, por não é por serem exemplares em determinado campo, que serão exemplares em tudo.
          Por exemplo, você já desconfia da filantropia do Ronaldo porque se acaba sempre por saber, como se não se acabasse por saber praticamente tudo, mesmo o que ele desejaria esconder. SE não fosse tão famoso a sua filantropia seria claramente muito discreta. Acho que não é falsa até por ser uma pessoa que não esquece as suas origens e dificuldades e as vezes que o vi dar atenção à situação de fragilidade dos outros pareceu-me bastante genuíno, sem lamechices e com real preocupação.
          Devo dizer que não tenho nenhuma admiração particular por Ronaldo nem sequer sou apreciador de futebol. O que digo é que talvez a Madonna só tenha chegado onde chegou por ser muito arrogante (até porque não é uma intérprete de excelência) o público teria sido privado de muito concertos de Amy Winehouse se ela fosse punida, como talvez merecesse, pela sua falta de profissionalismo, etc etc.
          Eu não digo que as atitudes não sejam condenáveis e não devam ter consequências. Digo que certos comentários, pela sua veemência são demasiado “é fácil falar” e demasiado punitivos, como se o erro fosse até a parte mais significativa. Não digo que deve ser perdoado ou ignorado, digo que deve ser compreendido. Todo o ser humano é complexo e esta pessoas vivem vidas que são completamente anormais e deixam marcas na personalidade.
          Também acho que não foi rigoroso quando diz que Ronaldo nunca é punido por estes atos. Sugiro a pesquisa “punição Ronaldo” no Google onde verifica que inúmeras punições lhe foram aplicadas, desde pecuniárias a suspensões de jogos – o que ele abomina – o que prova que aquilo é mais forte do que ele, é sinal de uma imaturidade endémica que não se cura com punições.
          Ronaldo é uma criança grande, egocêntrica e que não sabe perder, e talvez seja uma das razões porque ainda joga, e que joga como joga.

RESPONDER

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …