Romanos já tinham cães miniatura como animais de estimação

No Império Romano, há mais dois mil anos, já existiam “cães miniatura” como animais de estimação, cujo tamanho era semelhante ao de algumas raças atuais.

É esta a conclusão de um estudo realizado por arqueólogos da Universidade de Granada, em Espanha, publicado na revista científica Archeological and Anthropological Sciences, no qual também participaram cientistas do Instituto Andaluz de Ciências da Terra (IACT-CSIC) e do Instituto de História do Conselho Superior de Investigações Científicas (IH-CSIC).

De acordo com a agência Europa Press, o trabalho apresenta o estúdio zoarqueológico, osteométrico, paleopatológico e bioquímico de isótopos, relativo a vários enterros de cães encontrados na necrópole romana de Llanos do Pretória, em Córdoba, e relacionado a cerca de 70 enterros humanos.

“Destaca-se, em particular, um cão pequeno (com pouco mais de 20 centímetros de altura), membros encurtados e focinho achatado, que encontrámos numa cova perto de enterros humanos infantis”, explica em comunicado Rafael M. Martínez Sánchez, autor principal do estudo.

Embora os investigadores não consigam conhecer a aparência externa deste animal apenas pelos ossos, a sua estrutura esquelética é semelhante às atuais raças de pequeno porte, como o Pequinês ou alguns tipos de Chihuahua.

“A existência de cães pequenos como animais de estimação, objetos de carinho e consideração especial pelos seus donos, já é conhecida desde a Antiguidade clássica, facto corroborado por textos, epigrafia e iconografia”, explica Martínez Sánchez.

É o caso de autores clássicos como Plínio, o Velho, e Cláudio Eliano, que citaram nas suas obras o gosto das classes urbanas por estes animais, dos quais se chegaram a conhecer até epígrafes funerárias não muito diferentes das usadas para servos ou escravos queridos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …