Roma tapa estátuas nuas para não ofender o presidente do Irão

Em Roma, sê romano, diz o velho adágio. Mas foi Roma que cedeu à sensibilidade do presidente do Irão, tapando as suas estátuas antigas nuas para não ofender Hassan Rohani.

A agência italiana Ansa reporta que, aquando da visita de Hassan Rohani ao museu do Capitólio, onde se reuniu com o primeiro-ministro Matteo Renzi, várias estátuas com figuras nuas ou semi-despidas foram tapadas com panos ou estruturas brancas.

Uma forma de respeito para com a cultura e a sensibilidade iranianas“, justificam as autoridades italianas.

Mas há quem não entenda esta argumentação e também quem compare o Irão ao grupo terrorista Estado Islâmico, notando que este destruiu várias estátuas quando conquistou Mossul, no Iraque.

A Pequena Itália submete-se a Rohani“, constata mesmo o jornal conservador Il Foglio.

Nesta visita a Itália, o presidente do Irão também exigiu que não houvesse álcool à mesa, pelo que o vinho foi proibido à mesa nas cerimónias oficiais.

Em Novembro passado, Rohani recusou marcar presença numa refeição nos Campos Elísios, em França, depois de as autoridades do país terem recusado a mesma exigência de que não fosse servido álcool à mesa.

No Irão, o consumo de álcool está interdito, conforme determina a religião islâmica.

SV, ZAP

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Ainda há duvidas que a emigração islâmica não é uma emigração predatória? No meu país esses cão não tem que dar opiniões porque a minha cultura ocidental é superior à desses animais infrahumanos abaixo de ratazana. Gosto mais de uma ratazana do que um insecto islâmico.

  2. É estranho e faz formigueiro no estômago quando se presta vassalagem desta forma. Pensava que isto era real apenas na época medieval, mas parece que não. As estátuas, penso eu , fazem parte da história do país, muitas vezes do suor. sangue e lágrimas e de maneira alguma deveriam ser tratadas dessa forma . Isso é negar a história, o patriotismo. È envergonhar-se daquilo que é o património e que descreve páginas da nação. Deveria ser sempre motivo de orgulho e patriotismo, nunca o contrário. Não será preciso recordar p.ex. que as mulheres que se deslocam a esses países, uma vez lá, respeitam as leis ( forma de trajar) e de estar. A mulher “á ocidental não se passeia da mesma forma que por exemplo em Paris ou Roma”. Então porquê essa exigência? A mulher em Roma é romana, no irão será ” á iraniana”… as culturas que não pregam o odio, racismo ou outras formas de discriminação podem evidentemente conviver sem qualquer tipo de confrontação. Basta respeitar os ideais do próximo.

  3. Tristeza de gentalha. Se vamos aos países arabes somos OBRIGADOS a andar conforme eles andam, eles não querem saber se nós temos outra civilização. Eles vem aos n/ países e nos temos que nos alterar conforme os hábitos deles? Afinal o que somos? Gente sem caracter, personalidade, orgulho dos nossos? BASTA de tanta estupidez e burrice. Eles senão estiverem bem que não venham, até agradecemos.

  4. Lamentável. Cobrir as mesmas obras de arte que todos fazemos fila para admirar é. no mínimo indigente. Na realidade trata-se de um atentado à nossa cultura e civilização levado a cabo pela cobardia do “politicamente correcto”. Outra coisa não seria de esperar da pessoa que em vez da sua solidariedade ofereceu a Alexis Tzipras uma gravata… Vivemos num mundo de aparências.

  5. O governo italiano pôs toda a Itália de cocaras perante um ditador islâmico e fanático, isto é uma pura ofensa para toda a Europa, mas tem sido assim com submissões aos árabes e islâmicos ao abrigar por cá milhões deles e deixá-los impor a sua vontade que a Europa está cada vez mais refém desta gente e hoje sofre e sofrerá cada vez mais a tortura de atentados e insurreições por parte desta gente incapaz de conviver com outras culturas.

  6. Na primeira vez tapam as estátuas,
    Na segunda vez destruam as estátuas e
    Na próxima vez usem saiotes e a burka.
    Assim se percebe que espécie de governantes temos por cá.
    Se na Europa os recebem bem seria bom também que não tentassem interferir. Já que quando uma mulher visita o Irão tem de se tapar o mais possível.

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …

Trump negou ter-se abrigado num bunker da Casa Branca por causa dos protestos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, negou esta quarta-feira ter sido escoltado para um 'bunker' na Casa Branca, devido aos protestos pela morte de George Floyd, alegando ter ido lá apenas para inspecionar …

Itália. Manifestantes desviam as máscaras e protestam contra medidas para conter pandemia

Centenas de manifestantes se reuniram em Roma, desviando as suas máscaras dos rostos, para protestar contra as medidas do Governo italiano para impedir a propagação do coronavírus. Segundo avançou na terça-feira a Time, os manifestantes, que …

Brasil pagou anúncios em sites investigados por publicar notícias falsas, avança O Globo

O Governo brasileiro publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por divulgar notícias falsas, avança o jornal O Globo. O Governo do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por …

A covid-19 foi o balde de água fria de muitos países, mas pode ser uma oportunidade para a Nigéria

O mundo está a braços com uma pandemia e a Nigéria não é exceção. Agora que o país está a aliviar as restrições impostas para conter a disseminação do novo coronavírus, já se olha para …

Cidade japonesa propõe nova lei que proíbe uso do telemóvel enquanto se caminha

O Governo da cidade de Yamato, no Japão, propôs uma nova lei para proibir os pedestres de olhar para os seus telemóveis enquanto caminham nas ruas. Caso seja aprovada, entra em vigor a partir de …

Só 2% dos portugueses contam passar férias fora do país

Segundo uma sondagem da Pitagórica, a maioria dos portugueses está a evitar marcar férias a longo prazo, devido à pandemia de covid-19. A pandemia de covid-19 veio alterar os planos da grande maioria dos portugueses. De …

"O medo vai sempre existir". Um dos poucos países sem covid-19 autoriza regresso de 143 cidadãos

Palau, que tem mais de 500 ilhas e cerca de 18 mil habitantes, é um dos poucos lugares do mundo onde não foram registados casos de covid-19. Agora, o país vai permitir que 143 cidadãos …

Questionado sobre atuação de Trump, Trudeau respondeu com 21 segundos de silêncio

Questionado sobre atuação de Donald Trump durante os protestos por George Floyd, o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, respondeu com 21 segundos de silêncio. Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, precisou de 21 segundos de silêncio para responder a …