Risco de transmissão português desce para 0,92

José Sena Goulão / Lusa

As autoridades de saúde em Portugal tem “um poder que tem de ser respeitado”, avisou hoje a ministra da tutela, notando que apesar da reabertura da economia, a epidemia de covid-19 “tem de continuar a ser contida”.

A ministra da Saúde revelou esta sexta-feira, na conferência de imprensa diária sobre a Covid-19, que o risco de transmissibilidade do novo coronavírus, ou “Rt”, entre 23 e 27 de abril, em Portugal, foi de 0.92, um valor que representa uma descida relativamente aos dias de 16 a 20 de abril, que era de 1.04.

“Segundo dados do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, nos últimos 5 dias, ou seja, entre 23 e 27 abril, o número médio de casos secundários resultantes de um caso infetado, medido em função do tempo, o conhecido ‘Rt’, foi de 0,92 com uma variação muito ligeira entre regiões”, adiantou Marta Temido.

O valor foi “exatamente este valor nas regiões do Norte e de Lisboa e Vale do Tejo, e um pouco abaixo na região Centro”, precisou a ministra.

A ministra da Saúde realçou que a política de saúde e planeamento da fase de alívio terá agora dois objetivos essenciais, “reduzir mortalidade e gravidade da Covid-19, e manter a transmissão a um nível considerado aceitável, ou seja, com o tal risco de transmissão de um caso para outros, o ‘R’, relativamente contido”.

“Vamos continuar a adotar medidas para controlar a transmissão do vírus, e para reduzir e manter a níveis o mais baixo possíveis a mortalidade e os casos graves”, acrescentou a ministra.

Especialistas em saúde pública e epidemiologia consideram importante que o risco de transmissão se mantenha abaixo de 1 antes de poder relaxar as medidas de confinamento.

Países como a Noruega propuseram um R0 de 0,7 para iniciar o desconfinamento, o que deixaria margem para ver o impacto das medidas sem se entrar logo numa fase em que há um risco de crescimento acelerado da transmissão”, explicou Baltazar Nunes, epidemiologista e estatístico do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, ao Sol.

Autoridades de saúde “têm um poder que tem de ser respeitado”

“Relativamente ao incumprimento de recomendações da Direção-Geral da Saúde, mantêm-se com o contexto próprio de desobediência a uma autoridade. É importante perceber que já havia este recurso específico antes de existir um estado de emergência ou de calamidade”, disse ainda a Ministra da Saúde.

“As autoridades de saúde tem um poder de autoridade que tem de ser respeitado”, frisou Marta Temido.

A ministra avisou que, apesar do fim do estado de emergência e do alívio de algumas medidas, “não se espera que, na segunda-feira, os portugueses saiam à rua como se não houvesse situação epidémica”, que tem de se manter contida.

Marta Temido observou que o Conselho de Ministros optou por determinar o recolhimento domiciliário como um “dever cívico”, em vez de um dever geral, como acontecia durante o estado de emergência.

Para a governante, tal significa que “o apelo do Conselho de Ministros é que as pessoas continuem a abster-se de circular, permanecendo no domicílio exceto para as pequenas deslocações já antes autorizadas”.

Portugal contabiliza 1.007 mortos associados à covid-19 em 25.351 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje. Relativamente ao dia anterior, há mais 18 mortos (+1,8%) e mais 306 casos de infeção (+1,2%).

Das pessoas infetadas, 892 estão hospitalizadas, das quais 154 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1519 para 1.647.

Portugal termina este sábado o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo anunciou a passagem para situação de calamidade a partir das 00:00 de 3 de maio. Devido ao fim de semana prolongado, o Governo decretou, entretanto, a proibição de deslocações entre concelhos de 1 a 3 de maio.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nakajima recusa-se a treinar com a equipa portista

O avançado japonês recusa-se a treinar com o restante plantel portista, tendo invocado os problemas de saúde da mulher, e está naturalmente de fora do jogo desta quarta-feira com o Famalicão. Esta terça-feira, na conferência de …

Tribunais retomam atividade. Juízes recusam fazer julgamentos em salas sem condições

Os tribunais retomam hoje a realização de diligências presenciais, mas dirigentes do setor anteveem que o regresso à atividade normal será assimétrico e progressivo, sendo em alguns casos difícil assegurar totalmente as medidas de segurança …

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …