Rio até pode parecer um E.T., mas continua a defender consensos

Paulo Novais / Lusa

Rui Rio admitiu parecer um “E.T. vindo lá do norte”, mas continua a defender consensos, mesmo que o Governo tenha maioria absoluta.

Ainda a recuperar do pior resultado de sempre do PSD em eleições de âmbito nacional, Rui Rio admite que “talvez mude um aspeto ou outro”, mas a sua estratégia e forma de comunicar serão praticamente as mesmas.

Esta quarta-feira, num almoço no American Club of Lisbon, o líder social-democrata repetiu vezes sem conta que não é pela via do consumo privado, mas sim pelas exportações e investimento privado que se consegue crescimento económico. Além disso, bateu na mesma tecla e insistiu que sozinhos os governos não conseguem fazer reformas estruturais. Precisam de consensos.

“Nenhum governo sozinho vai conseguir resolver estrangulamentos estruturais, nem um partido de maioria absoluta consegue resolvê-los. Tem de haver capacidade, dentro do sistema, para que os partidos se juntem, na medida do possível, senão o país não chega lá”, disse, citado pelo Observador.

Rio deixou no ar, mas nas entrelinhas ficou retido que, mesmo que o PS venha a ganhar as eleições com maioria absoluta, poderá contar com o PSD para um acordo, nomeadamente para a descentralização. “Se queremos ter uma reforma a sério na descentralização, ela não será feita por um só partido, nem que tenha maioria absoluta”, sublinhou.

“Temos de ter a grandeza de nos entendermos”, afirmou, ainda que saiba que por vezes pode “parecer um E.T. vindo lá do norte”, como aconteceu quando, há cerca de um ano, procurou entendimentos discretos com os partidos para uma reforma alargada da justiça, e não funcionou.

“Procurei que os partidos se unissem em torno da reforma da justiça, mas às tantas parecia um E.T. vindo lá do norte“, contou o líder do PSD, concluindo que “não houve vontade” dos partidos para esse entendimento. Ainda assim, reiterou que não é por isso que vai tirar da cabeça a ideia da necessidade de consensos.

Para Rui Rio, o “estrangulamento político” é mais grave do que o económico ou o social. Por isso, e para resolver os restantes problemas, defende que é preciso voltar a prestigiar a política, como “atividade nobre”. Só desta forma será possível voltar a ter um “o poder político forte” – ou, por outras palavras, “credível” – e só assim será possível resolver os problemas económicos e sociais do país.

O diagnóstico do líder do PSD é uma capacidade que, segundo o próprio, só se consegue com a idade. “Compreendo que alguém com 40, 45 anos se deixe entusiasmar muito pelo que vai acontecer no imediato e possa tender a pôr de lado o que é verdadeiramente importante para o futuro. Mas aqueles que são um pouco mais velhos compreenderão melhor o que estou a dizer”, afirmou o político, de 61 anos.

“O que verdadeiramente me preocupa é aquilo que pode ser o meu/nosso legado para o futuro do país, independentemente do que possa acontecer no curto prazo“, disse Rio, dando a entender que pouco lhe interessa o que pode acontecer daqui a quatro meses, nas eleições legislativas, desde que possa interferir naquilo que considera serem as reformas necessárias para o futuro do país.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças - mas vêm com um preço. As nossas …

Lotes de medicamentos para azia com possível carcinogénio retirados do mercado

O Infarmed ordenou este sábado a recolha e retirada imediata de uma série de lotes de medicamentos protetores gástricos contendo o princípio ativo ranitidina do mercado, depois de ter sido detetada a presença de uma …

Ator de Star Trek morre aos 50 anos

Aron Eisenberg, o Nog de Star Trek: Deep Space Nine, morreu este sábado, com apenas 50 anos. A causa de morte do ator ainda não foi revelada. Morreu Aron Eisenberg, ator que interpretou a personagem Nog, …

Mesmo que não beba, o seu fígado pode sofrer danos causados por álcool

A lesão hepática é uma das consequências bem conhecidas do consumo excessivo de álcool. Mas nem sempre é preciso beber para sofrer delas. Algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o nosso fígado sem lhe …

Colisão gigante de asteróides no Espaço provocou um boom de vida na Terra

Os asteróides desempenharam um "papel divino" na história da vida na Terra. Um novo estudo sugere que um gigantesco boom de biodiversidade na Terra, há cerca de 470 milhões de anos, poderá ter acontecido devido …

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …