Rio elogia Governo: “Compra do SIRESP foi um ato de coragem”

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

O presidente do PSD, Rui Rio, defendeu esta terça-feira, em Castanheira de Pêra, que o Governo teve coragem ao comprar a parte dos operadores privados do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança (SIRESP).

“O SIRESP não funcionou, funcionou mal, e o que o Governo entendeu foi assumir ele a responsabilidade de gestão, ficando com 100% do capital. Vamos ver, no futuro, se teve uma boa decisão ou uma má decisão, mas teve, necessariamente, uma decisão arrojada em que assume a responsabilidade” pelo funcionamento deste sistema, disse Rui Rio, que falava aos jornalistas após uma reunião de trabalho na Câmara Municipal de Castanheira de Pera, um dos municípios mais afetados pelo grande incêndio de junho de 2017.

O líder social-democrata referiu que não pode criticar a decisão do executivo, sendo agora “mais fácil dizer que, se o SIRESP não funcionar, a responsabilidade é do Governo”. “Nesse sentido, tem coragem e espero que as coisas funcionem“, acrescentou.

Questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de consenso entre PSD e PS relativamente ao diploma que pretende expandir o projeto-piloto do cadastro simplificado ao resto do país, Rui Rio referiu que a postura do PSD é “uma postura de colaboração e não uma postura de combate político”. “Acima de tudo, temos que olhar para o interesse público”, disse Rui Rio, sem esclarecer se já há um consenso nesta matéria.

Sobre o território afetado pelo grande incêndio de junho de 2017, o presidente do PSD referiu que é necessário avançar-se com medidas “que possam contrariar o excesso de concentração [demográfica] no litoral”, seja através da atração de investimento, seja através da desconcentração de serviços públicos que poderiam ser colocados no interior do país. “Tem de haver medidas discriminatórias para o interior e que também passam pela coragem, por um lado, da descentralização, e, por outro, pela desconcentração”, vincou.

Questionado sobre se as medidas implementadas pelo memorando da troika contribuíram para a desertificação do interior, Rio concordou, salientando, porém, que o memorando, apesar de aplicado por um Governo PSD/CDS, foi assinado por um Governo PS.

“É lógico que, se tirarmos esses serviços públicos, dificultamos ainda mais o enraizamento das pessoas nesses locais”, notou, considerando que é necessário “reverter aquilo que é possível reverter”, apesar da base fundamental ser a criação de emprego.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Por isso é que admiro este tipo, ele é pouco politico e muito prático, se acha que tem de dizer bem, ele diz, se acha que tem de dizer mal, diz também.
    Não é como se vê a cristas borrega fazer, que mete os interesses partidários sempre à frente dos interesses do país.

  2. Este homem é honesto e possui verdadeiro sentido de estado, o PSD não o merece.
    Com pessoas deste calibre, seríamos um país a sério.

  3. até agora está para aparecer o caso, pelo menos que me recorde, onde passar algo para a alçada do Estado melhora o que quer que seja.

    mais do mesmo, realmente estão bem uns para os outros.

    o colectivismo habitual a engordar o Estado qd este deveria estar era a emagrecer.

  4. A postura do Rio (não do PSD, em geral) é “uma postura de colaboração e não uma postura de combate político”.
    Por ser razoável e dialogante, quando o interesse nacional está em causa, é que os fundamentalistas do PSD não gostam dele.

RESPONDER

"Cuidados de morte." Governo acusado de cortar em cuidados paliativos para poupar dinheiro

A Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) acusa o Governo de estar a cortar nos cuidados paliativos para poupar dinheiro. A TSF avança esta sexta-feira que a Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) não tem dúvidas …

Novo Banco contrata detetives para seguir ex-líder da Ongoing

O Novo Banco contratou equipas especializadas compostas por investigadores privados para fazer o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-líder da Ongoing. Segundo avança o Correio da Manhã esta sexta-feira, …

Eurobic nega que Teixeira dos Santos esteja a ser investigado pelo Banco de Portugal

Na quinta-feira, o jornal Público deu conta de uma investigação do Banco de Portugal (BdP) ao papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do caso Luanda Leaks. Agora, o banco vem a público …

"Comigo, não acontecerá." Ferro Rodrigues decide que castração química não será debatida no Parlamento

Admitindo que as responsabilidades pela decisão de não admissibilidade do projeto de lei do Chega eram suas, Ferro Rodrigues deixou claro que, consigo na presidência da Assembleia da República, projetos de lei (provavelmente) inconstitucionais como …

Eleições para o Tribunal Constitucional suspensas. Boletins de voto estavam ilegais

A votação dos nomes para ocuparem as duas vagas no Tribunal Constitucional foi suspensa porque os boletins de votos que foram entregues aos deputados não estavam conforme manda a lei. De acordo com o jornal ECO, …

Chega já é a 5.ª força política em Portugal, CDS tomba e só está à frente do Livre

O PS mantém a distância para o PSD em fevereiro, segundo o Barómetro Político da Aximage para o Jornal Económico, que dá ainda conta que o CDS está em queda, posicionando-se apenas à frente do …

Eliminação da Liga Europa dita fim de linha para Silas

O desportivo Record escreve esta sexta-feira que a eliminação do Sporting da Liga Europa ditou o fim de linha para Silas no comando dos leões. De acordo com a publicação, os dirigentes leoninos ficaram desagradados …

Covid-19. Voos cancelados, máscaras à venda por mil euros e turismo "à beira do colapso" em Itália

Voos cancelados, máscaras à venda online por mil euros e turismo "à beira do colapso" em Itália. Estas são algumas das mais recentes consequências do novo coronavírus, a epidemia oriunda da cidade chinesa de Wuhan que …

"Só por cima do meu veto." Autarcas bloqueiam Montijo, Costa avisa que não há plano B

Rui Garcia e Joaquim Santos, autarcas da Moita e do Seixal, são os principais rostos do bloqueio do aeroporto do Montijo. António Costa está "perplexo" com a decisão do PSD e alerta que começar do …

Excedente do Estado encolhe para 1.287 milhões de euros em janeiro

Os dados foram revelados, esta quinta-feira, pelo Ministério das Finanças e representam "menos 238,5 milhões de euros face ao período homólogo". As administrações públicas registaram um excedente de 1.287,5 milhões de euros em janeiro valor que …