Rio convidou futuro líder do PSD para ir ao congresso do PPE – ambos os candidatos rejeitaram

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Rui Rio vai discursar no congresso do Partido Popular Europeu, nos dias 31 de maio e 1 de junho, em Roterdão. Convidou os candidatos ao trono laranja, Luís Montenegro e Jorge Moreira da Silva, mas ambos rejeitaram o convite.

O Expresso sabe que o ainda líder do PSD, Rui Rio, telefonou a Luís Montenegro e a Jorge Moreira da Silva para saber se quem vencer as eleições internas quer integrar a delegação do PSD que vai participar no congresso do PPE, na próxima terça e quarta-feira, em Roterdão.

Ambos rejeitaram o convite.

Jorge Moreira da Silva aplaudiu o gesto, mas entendeu que Rio está em funções até uma nova direção tomar posse em congresso. Montenegro tem um entendimento semelhante e rejeitou a ideia de ir numa posição secundária ao congresso.

Fonte da candidatura confirmou ao semanário que Montenegro aceitaria ir se fosse para representar o PSD e discursar, mesmo não estando ainda plenamente investido nas novas funções, não aceitando ir “em posição secundária” a acompanhar o “presidente em exercício”.

Montenegro defende que o novo líder só estará plenamente investido depois do congresso, que termina a 3 de julho, cabendo ao presidente em exercício tomar todas as decisões até lá.

Questionado pelo Expresso sobre que indicação dará aos deputados em votações importantes que vão acontecer no Parlamento em junho – como as iniciativas legislativas sobre a despenalização da eutanásia, a lei dos metadados ou a proposta do Chega para a criação de uma comissão e inquérito ao caso dos cidadãos ucranianos acolhidos por funcionários pró-russos da câmara de Setúbal – Montenegro insistiu na ideia de que Rio não tem o dever “formal” de consensualizar posições com o líder eleito.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.