Federação espanhola abre processo a Juan Cala por insulto racista

Roman Rios / EPA

Mouctar Diakhaby a abandonar o terreno de jogo com os seus colegas de equipa

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) abriu um processo disciplinar a Juan Cala para “esclarecer” se existiram insultos racistas dirigidos a Mouctar Diakhaby.

“É imprescindível atuar com firmeza em relação a qualquer ação, manifestação ou declaração suscetível de violência, racismo, xenofobia ou intolerância no futebol. Por essa razão, foi aberto um processo disciplinar extraordinário a Juan Cala, para esclarecer a natureza e o alcance dos factos, para depois ser ou não aplicada uma sanção”, lê-se num comunicado do Comité de Competição da RFEF.

O organismo acrescentou que esta medida surge após a receção do relatório do diretor de Integridade e Segurança da RFEF e de uma carta do Valência. Os dois clubes já congratularam a federação pela abertura do processo.

Em causa está o incidente ocorrido no encontro do último domingo, da 29.ª jornada da liga espanhola, em que Mouctar Diakhaby abandonou o relvado, seguido do resto da equipa che, por, alegadamente, ter sido alvo de um insulto racista por parte de Cala.

O encontro esteve interrompido durante largos minutos, mas acabou por ser reatado, sem Diakhaby, que acabou por ser substituído, e terminou com um triunfo do Cádiz, a jogar em casa, por 2-1, com Cala a marcar um dos golos da sua equipa.

Na terça-feira, em conferência de imprensa, o central, de 31 anos, explicou que se desentendeu com Diakhaby durante a partida, mas que em nenhum momento existiu qualquer tipo de palavras ou ofensas racistas.

Cala considerou ainda que está a ser vítima de um “linchamento dos media”, tendo anunciado que irá tomar medidas legais.

No mesmo dia, o defesa francês, de 24 anos, utilizou as redes sociais do Valência para reforçar que foi alvo de um insulto racista por parte de Cala.

“Em Cádiz, no domingo, há uma jogada em que um jogador me insulta e as suas palavras são ‘preto de m…’. Isso é intolerável e não posso consentir. Todos vocês viram a minha reação. Isso não pode acontecer na vida normal, nem no futebol, que é um desporto de respeito”, referiu Diakhaby.

O Valência também reagiu à conferência de imprensa, “lamentando profundamente as suas declarações” e considerando que o jogador do Cádiz “perdeu uma grande oportunidade de assumir o seu erro e pedir desculpa”.

No relatório do árbitro, o juiz do encontro escreveu que Diakhaby comunicou a todos os membros da sua equipa (assistentes e quarto árbitro) que tinha sido alvo de um insulto racista por parte de Cala, mas realçou que tal não foi ouvido por ninguém.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …