Federação espanhola abre processo a Juan Cala por insulto racista

Roman Rios / EPA

Mouctar Diakhaby a abandonar o terreno de jogo com os seus colegas de equipa

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) abriu um processo disciplinar a Juan Cala para “esclarecer” se existiram insultos racistas dirigidos a Mouctar Diakhaby.

“É imprescindível atuar com firmeza em relação a qualquer ação, manifestação ou declaração suscetível de violência, racismo, xenofobia ou intolerância no futebol. Por essa razão, foi aberto um processo disciplinar extraordinário a Juan Cala, para esclarecer a natureza e o alcance dos factos, para depois ser ou não aplicada uma sanção”, lê-se num comunicado do Comité de Competição da RFEF.

O organismo acrescentou que esta medida surge após a receção do relatório do diretor de Integridade e Segurança da RFEF e de uma carta do Valência. Os dois clubes já congratularam a federação pela abertura do processo.

Em causa está o incidente ocorrido no encontro do último domingo, da 29.ª jornada da liga espanhola, em que Mouctar Diakhaby abandonou o relvado, seguido do resto da equipa che, por, alegadamente, ter sido alvo de um insulto racista por parte de Cala.

O encontro esteve interrompido durante largos minutos, mas acabou por ser reatado, sem Diakhaby, que acabou por ser substituído, e terminou com um triunfo do Cádiz, a jogar em casa, por 2-1, com Cala a marcar um dos golos da sua equipa.

Na terça-feira, em conferência de imprensa, o central, de 31 anos, explicou que se desentendeu com Diakhaby durante a partida, mas que em nenhum momento existiu qualquer tipo de palavras ou ofensas racistas.

Cala considerou ainda que está a ser vítima de um “linchamento dos media”, tendo anunciado que irá tomar medidas legais.

No mesmo dia, o defesa francês, de 24 anos, utilizou as redes sociais do Valência para reforçar que foi alvo de um insulto racista por parte de Cala.

“Em Cádiz, no domingo, há uma jogada em que um jogador me insulta e as suas palavras são ‘preto de m…’. Isso é intolerável e não posso consentir. Todos vocês viram a minha reação. Isso não pode acontecer na vida normal, nem no futebol, que é um desporto de respeito”, referiu Diakhaby.

O Valência também reagiu à conferência de imprensa, “lamentando profundamente as suas declarações” e considerando que o jogador do Cádiz “perdeu uma grande oportunidade de assumir o seu erro e pedir desculpa”.

No relatório do árbitro, o juiz do encontro escreveu que Diakhaby comunicou a todos os membros da sua equipa (assistentes e quarto árbitro) que tinha sido alvo de um insulto racista por parte de Cala, mas realçou que tal não foi ouvido por ninguém.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fotografia da NASA demonstra Teoria da Relatividade Geral de Einstein

O aglomerado Abell 2813 tem tanta massa que atua como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz de galáxias distantes se curve à sua volta. A lente gravitacional acontece quando a massa de um objeto …

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …