Revelada causa da morte de Alexandre, o Grande (e não foi malária nem pneumonia)

A morte de Alexandre, o Grande está envolta em mistério. São muitas as teses sobre a causa, desde pneumonia, malária, Síndrome de Guillain-Barré até alcoolismo. Alguns até acreditavam que tinha sido assassinado. Agora, há uma nova teoria.

Um novo estudo de investigadores da Universidade de Aristóteles, na Grécia, revela que a causa da morte de Alexandre, o Grande, foi necrose pancreática e não malária, febre tifoide ou pneumonia, como se pensava anteriormente.

De acordo com a Sputnik News, no estudo iniciado em 1995, os especialistas analisaram cuidadosamente os sintomas da doença e os últimos dias do rei da Macedónia, descritos por historiadores antigos.



Segundo o autor do estudo e professor honorário de Medicina, Thomas Gerasimidis, a causa da morte de Alexandre foi uma sepse grave causada por necrose pancreática aguda. Esta doença, por sua vez, foi-se desenvolvendo por causa de colelitíase, bem como devido ao vício do chefe militar em alimentos pesados e álcool.

“O início dos sintomas era caracterizado por dor abdominal severa após refeição e vinho abundantes, acompanhada de febre e deterioração progressiva diária durante 14 dias”, escrevem os autores no estudo.

De acordo com o Greek Reporter, ao mesmo tempo, depois de analisar as obras de historiadores gregos antigos, Gerasimidis rejeitou outras versões da morte de Alexandre, incluindo malária, pneumonia, febre tifoide e febre do Nilo Ocidental.

A teoria da malária foi descartada porque, embora o seu principal sintoma fosse a febre, não era do tipo associado à malária. Além disso, a malária não causa a morte que sofreu Alexandre. A teoria da pneumonia também foi rejeitada, uma vez que a pneumonia raramente causa dor abdominal, apesar de apresentar sintomas de febre.

Gerasimidis também descartou a febre tifóide, uma vez que não havia epidemia na época. Além disso, Alexandre não terá experimentado diarreia antes da dor abdominal. Da mesma forma, a teoria do vírus do Nilo Ocidental foi rejeitada porque causa encefalite, mas não dor abdominal e delírio.

O investigador também rejeita a teoria de que Alexandre morreu de depressão por causa da morte de Hefestião, o seu melhor amigo e general do seu exército. Segundo a teoria, a depressão enfraqueceu o seu sistema imunológico, tornando-o vulnerável a infeções.

No entanto, o cientista grego diz que Alexandre não sofreu de forma debilitante a depressão. Pelo contrário, mesmo nos primeiros dias da doença, Alexandre ainda trabalhava com os seus generais.

Alexandre, o Grande, foi rei da Macedónia da dinastia Argeoad, chefe militar e conquistador, criador de uma potência mundial que se desintegrou após a sua morte.

A 10 ou 11 de junho de 323 a.C., Alexandre morreu no antigo palácio do rei Nabucodonosor II, na Babilónia, aos 32 anos. Existem duas versões a respeito da sua morte. De acordo com Plutarco, cerca de quatorze dias antes de falecer, Alexandre deu uma festa e passou aquela noite a beber. Ele teve uma febre, que foi piorando até ao ponto de não conseguir falar.

A segunda versão, de Diodoro, afirma que Alexandre começou a sofrer de fortes dores após tomar uma enorme porção de vinho. Permaneceu fraco por onze dias, não teve febre e morreu depois de dias de agonia.

As várias teorias sobre a sua morte passam por malária, febre tifóide, pneumonia e alcoolismo. Recentemente, uma investigadora da Nova Zelândia publicou um estudo, cuja conclusão sugeria que Alexandre terá morrido na sequência de uma doença neurológica chamada Síndrome de Guillain-Barré, contraída por uma infeção de Campylobacter pylori.

Devido ao seu estatuto na aristocracia macedónica, começaram a circular rumores sobre um possível assassinato. Diodoro, Plutarco, Arriano e Justino mencionaram a possibilidade de Alexandre ter sido envenenado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …